Cantor ítalo-argentino, Nicolás Farruggia convida Chico Buarque em “Tutto il Sentimento”

Conhecedor da música brasileira em geral e do Rio de Janeiro em particular, onde já morou, Nicolás mostra em “Tutto il Sentimento” que o seu cancioneiro é plural e versátil

Faixa anuncia novo disco de Farruggia

Cantor, compositor e violonista, Nicolás Farruggia faz de sua música um veículo emocional de histórias e sotaques de um cantautor poliglota. Inspirado nos ritmos do folk argentino e do samba chula do Brasil, ele vai do blues à bossa em uma carreira sem fronteiras. Agora, o artista inaugura um novo capítulo anunciando seu próximo álbum, “Poema Livre”, em grande estilo: o trabalho é antecipado pelo single “Tutto il Sentimento”, uma versão de “Todo o Sentimento”, de Chico Buarque, em um dueto em italiano com o próprio autor da canção e um dos símbolos máximos da musicalidade brasileira. O lançamento é do selo Cantores del Mundo - selo fundado por Tita Parra e dirigido por Arthus Fochi - com exclusividade na plataforma Bandcamp, onde já está em pré-venda.

Assista ao clipe “Tutto il Sentimento”:


Ouça “Tutto il Sentimento”: 
https://ingrv.es/tutto-il-sentimento-nug-w

Adquira “Poema Livre” na pré-venda: https://nicolas-farruggia.bandcamp.com/album/poema-livre 

Nicolás Farruggia começa a apresentar as cores e tons de “Poema Livre”, seu quarto álbum solo. Nesse trabalho, o músico se reconecta com o que o levou a assumir-se inicialmente como cantor e compositor: a canção que nasce da poesia e que encontra a sua máxima expressão na simplicidade de uma voz nua, acompanhada só pelo violão. Uma voz suave e atenta à palavra faz assim voar por sobre cordas—ora quentes, ora doces— versos da jovem poetisa paranaense Piera Schnaider, dos imortais Castro Alves e Cesário Verde, ou do próprio Farruggia.

Conhecedor da música brasileira em geral e do Rio de Janeiro em particular, onde já morou, Nicolás mostra em “Tutto il Sentimento” que o seu cancioneiro é plural e versátil; e que a música feita no Brasil encontra eco em outras línguas e culturas. O dueto, porém, acabou resultando de um longo processo iniciado de forma despretensiosa, sete anos antes.

Tudo começa numa casa de campo em Florença, em 2014, numa reunião entre amigos. André Cordella apresenta a Nicolás Stefano LaVia, professor de Musicologia na Università di Pavia, em Cremona, que chega ao encontro com um manuscrito do que viria a ser um livro - “Chico Buarque, Canzoni” - com mais de 200 canções do artista brasileiro traduzidas para o italiano em versão prosódica, para serem interpretadas e cantadas. Diante da pergunta se toca alguma canção de Chico, Nicolás puxa na viola “Todo o Sentimento”. O convite para o disco, que sairia junto com o livro reunindo uma seleção de intérpretes, foi imediato. 

“Quando ouviu o disco, Chico mandou um email para o Stefano e colocou uma apreciação muito bonita: ‘adorei o disco, vou ouvir mais vezes, mas de cara já vou te dizer: esse Nico é um craque’. Lembro bem do dia, lendo aquele email no meu smartphone, parecia que estava num sonho. Ao cabo de um tempo, ganho coragem e convido o Chico Buarque a participar do disco”, recorda Nicolás. 

Todo o processo rendeu uma série de curtas no canal de YouTube de Nicolás, onde revela a história por trás desse encontro. A gravação da música foi feita no Estúdio Sobrado Boemia, na Praça São Salvador, no Rio de Janeiro, ao lado de Gibran Helayel, que assina os arranjos vocais, e do produtor musical Gabriel Ruiz. 

O lançamento vem para somar a uma trajetória já rica. Nicolás nasceu na Argentina, cresceu na Itália e estudou guitarra clássica entre os Estados Unidos e a Inglaterra (Royal Academy of Music). Ao se mudar para o Brasil, foi fortemente influenciado pelos encontros com Roberto Mendes e Jorge Portugal e compôs suas primeiras canções com o tropicalista Capinan. Vive há 6 anos em Lisboa, onde cria vários projetos com músicos do mundo inteiro, como a Orquestra Latinidade e a LiBÊ: Lisbon Buskers Ensemble. Sua discografia inclui os álbuns “Mátria” (2009), “Latinidade” (2012) e “Menos é Mais” (2018). O quarto disco, “Poema Livre”, será lançado em breve. Enquanto isso, é possível ouvir “Tutto il Sentimento” nas principais plataformas de música.

Ficha técnica
Composição: "Tutto il Sentimento" (Chico Buarque, Cristóvão Bastos - Versão italiana por Stefano LaVia)
Vozes: Chico Buarque e Nicolás Farruggia
Arranjo de violão: Nicolás Farruggia
Arranjo vocal: Gibran Helayel
Gravação de vídeo e edição: CC Imagem LX  
Edição de áudio, mixagem e masterização: Ivo Costa, Estudio Pimenta Preta
Imagens no Rio gravadas by Marina Vismara e editadas por Duda @ Somtopia

Letra
Tutto il Sentimento 

Non serve più dormire
Se si vuol consumare 
Quel tempo che è nostro

Io devo approfittare
Del tempo dell’amore
Amandoti con calma e urgentemente

Pretendo di scoprire 
All’ultimo momento 
Un tempo che rifà quel che disfà
Che trattiene tutto il sentimento
Che poi al corpo ci restituirà

Prometto di esser tuo
Finché l’amor cadrà
Dolente, dolente

Allora partirò
In tempo perché noi 
Possiamo liberarci l’un dell’altro

Ma dopo è una certezza
Noi ci ritroveremo 
In un tempo forse di delicatezza

Dove non diremo nulla 
Nulla più accadrà
Ma io proseguirò 
Come incantato accanto a te 
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !