Livro Os 7 Vocábulos coloca o conflito entre autores e editores no centro de uma trama que prende o leitor

 

Obra do autor Armando Avena é lançada pela Editora Geração

Após lançar, em 2019, o livro “Luiza Mahin”, sucesso entre o público e a crítica, que conta a história da escrava que liderou a Revolta dos Malês, em Salvador, o escritor e jornalista Armando Avena lança, em dezembro, seu décimo livro intitulado “Os 7 Vocábulos”, que já está em pré-venda. A obra trata sobre um tema inédito na literatura brasileira: a eterna desavença entre autores e editores.

“Os 7 Vocábulos” integra a obra singular de Armando Avena, marcada pela originalidade narrativa e temática, e pela qualidade literária, mas ainda pouco conhecida nos círculos literários brasileiros.  Desde o lançamento de seus primeiros livros, publicados pela antiga editora Relume-Dumará, o autor surpreende o público com histórias originais.

Sua última publicação, “Luiza Mahin”, aborda a luta pela libertação das mulheres e dos escravos na Bahia. Anteriormente o autor lançou um poético evangelho feminino, “O Evangelho Segundo Maria”, que foi transformado em espetáculo teatral pela coreógrafa baiana, Carmen Paternostro, que antes havia transposto para o palco o livro Maíra de Darcy Ribeiro.

Em 2008, Armando Avena chamou a atenção do público quando lançou o romance “Recôncavo”, que transformou a cidade histórica de Cachoeira, no Recôncavo baiano, e a sua bicentenária Irmandade da Boa Morte, em protagonista de uma história de amor e ódio. Já o romance “O Manuscrito Secreto de Marx”, publicado em 2011, foi um dos finalistas do Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional.

No livro “Os 7 Vocábulos”, o autor dialoga sobre a relação entre editor e autor. A birra que separa os que escrevem dos que editam é antiga, e no imaginário coletivo dos escritores, a figura do editor muitas vezes assume um perfil mefistofélico. O editor francês, Gaston Gallimard, recusou os originais do escritor Marcel Proust. O escritor André Gide e o editor Grant Richards, baseados no julgamento menos qualificado dos seus tipógrafos, que consideraram indecente a linguagem do conto “Dois galãs”, exigiram que Joyce fizesse modificações em Dubliners. Só para lembrar dois casos clássicos. Essa é uma disputa eterna, mas que nunca foi romanceada.

Em “Os 7 Vocábulos” se materializam as figuras do escritor do doxômano e do editor jogralesco que, em pugna, colocam seus pontos de vista e de tal maneira se agudiza a discussão que pode terminar em morte. É desse embate que surge uma história que vai prender e surpreender o leitor.  Mas a obra traz outras surpresas: A primeira delas é que o leitor não saberá exatamente se estará lendo um livro de contos, um romance, uma peça de teatro, ou talvez, que esteja lendo tudo isso em uma história diferente.

Sobre o autor: Armando Avena é escritor e jornalista. Membro da Academia de Letras da Bahia tem 10 livros publicados com destaque para os romances “O Evangelho Segundo Maria” e “Luiza Mahin”, ambos publicados pela Geração, além de outros, como “Recôncavo” e “O Afilhado de Gabo”. Seu livro “O Manuscrito Secreto de Marx”, publicado em 2011, foi um dos finalistas do Prêmio Machado de Assis da Biblioteca Nacional. É professor da Universidade Federal da Bahia e assina coluna no jornal A Tarde, de Salvador.

SERVIÇO:

Os 7 Vocábulos

Armando Avena

150 páginas

23 x 15,6 cm

R$ 34

Editora Geração

ISBN: 6556470430

Onde comprar: Em pré-venda nas livrarias Amazon, Livraria da Vila, Tróia Editora

Lançamento: 9 de dezembro – 18 horas - Livraria Leitura - Salvador Shopping - Av. Tancredo Neves 3133, Caminho das Árvores- 2º piso – Salvador - BA 

Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !