Museu da Língua Portuguesa lança filme em homenagem aos 85 anos de Tom Zé - Portal Splish Splash

Recentes

sexta-feira, outubro 01, 2021

Museu da Língua Portuguesa lança filme em homenagem aos 85 anos de Tom Zé

Tom Zé, um dos principais nomes da música brasileira, é homenageado pelo Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com um curta-documentário que traz uma entrevista inédita do músico. O filme “Línguas em Trânsito: Tom Zé” será lançado no YouTube do Museu em 11 de outubro, quando o baiano de Irará vai celebrar 85 anos de vida.


Curta-documentário "Línguas em Trânsito: Tom Zé" vai estar disponível no canal do YouTube da instituição em 11 de outubro, quando o músico faz aniversário


Tom Zé, um dos principais nomes da música brasileira, é homenageado pelo Museu da Língua Portuguesa, instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com um curta-documentário que traz uma entrevista inédita do músico. O filme “Línguas em Trânsito: Tom Zé” será lançado no YouTube do Museu em 11 de outubro, quando o baiano de Irará vai celebrar 85 anos de vida. 


No vídeo, com produção do Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa, Tom Zé relembra histórias de sua infância em Irará, quando, por exemplo, ficava acordado até tarde ouvindo as conversas de seu pai e seus tios. Além disso, ele revela algumas de suas inspirações no processo de composição de seu trabalho. “Quando eu fazia música, tinha influência dessas coisas da vida com o povo da roça, do Dorival Caymmi, que fazia canções que tinham várias partes...”, conta o artista, que também não esconde sua admiração por Adoniran Barbosa. “Foi ele quem fez as músicas mais lindas sobre São Paulo.”  


Residindo atualmente no bairro de Perdizes, na capital paulista, o músico, também autor de várias canções sobre São Paulo, como a clássica “Augusta, Angélica e Consolação”, fala, claro, sobre sua relação com a cidade que o acolhe desde os anos 1960. Nessa conversa, ele comenta algumas situações vividas na região em que fica o Museu da Língua Portuguesa: a calça que Tom Zé usou no 4º Festival de Música Popular Brasileira, quando apresentou “São, São Paulo Meu Amor”, foi comprada na rua José Paulino, importante centro comercial de roupas do Bom Retiro, em São Paulo, que fica perto da estação da Luz.


Tom Zé ainda faz reflexões sobre as origens da canção brasileira, traçando paralelos com a própria língua portuguesa falada no Brasil, e comenta a exposição “Língua Solta”, em cartaz no Museu da Língua Portuguesa até o dia 3 de outubro. No YouTube do Museu é possível também assistir a uma visita virtual por essa mostra.


O ano de 2021 é de muitas comemorações para Tom Zé. Além de completar 85 anos de vida, ele também celebra os 45 anos de lançamento de “Estudando o Samba”, um de seus mais emblemáticos álbuns. 


Quem visita o Museu da Língua Portuguesa “encontra” o Tom Zé em três situações na exposição principal. Na Praça da Língua, na qual é possível ouvi-lo declamando um trecho de “Os Sertões”, de Euclides da Cunha; no filme “O que pode a língua”, de Carlos Nader, exibido no Auditório, no qual ele aparece falando sobre o encantamento que as palavras provocavam nele; e na linha do tempo Português do Brasil. 


Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa 

O Centro de Referência do Museu da Língua Portuguesa, apresentado pela EDP, é o setor da instituição responsável por pesquisar, documentar e difundir as referências patrimoniais materiais e imateriais que compõem o acervo do MLP. 


Quem vem ao museu pode visitar a sala do Centro de Referência, que fica no térreo, na ala oeste, próximo ao hall do Pátio B, novo espaço expositivo do Museu da Língua Portuguesa. Por lá, podem acessar o acervo da exposição principal do museu, como o conteúdo das experiências Falares e Português do Brasil, e ainda consultar alguns livros. 


O horário de atendimento do Centro de Referência é de terça a sábado, das 10h às 12h e das 13h às 17h.  


Sobre o Museu da Língua Portuguesa: 

A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa é uma realização do Governo Federal, por meio do Ministério do Turismo, e do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, concebida e realizada em parceria com a Fundação Roberto Marinho. A EDP é patrocinadora máster e os patrocinadores são Grupo Globo, Itaú Unibanco e Sabesp – todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. O apoio é da Fundação Calouste Gulbenkian.  


A exposição temporária “Língua Solta”, em cartaz até 3 de outubro, conta com os mesmos parceiros da reconstrução do Museu. 


A Temporada 2021 do Museu da Língua Portuguesa conta com patrocínio da Volvo e do Itaú Unibanco, apoio da Booking.com e do Grupo Ultra e das empresas parceiras Cabot, Mattos Filho Advogados, Faber-Castell, Verde Asset Management e Bain&Company. Rádio CBN, Revista Piauí e Guia da Semana são seus parceiros de mídia. O IDBrasil Cultura, Educação e Esporte é a Organização Social responsável pela sua gestão. A Temporada é realizada pelo Ministério do Turismo, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. 


Curta-documentário “Línguas em Trânsito: Tom Zé” 

Lançamento no dia 11 de outubro 

No YouTube do Museu da Língua Portuguesa 

https://www.youtube.com/museudalinguaportuguesa

Exposição principal + Exposição Temporária “Língua Solta”   

R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)   

Grátis para crianças até 7 anos   

Grátis aos sábados   

Acesso pelo Portão A (em frente à Pinacoteca)   

Venda de ingressos pela internet  

https://bileto.sympla.com.br/event/68203  

(A exposição temporária “Língua Solta” fica em cartaz até 3/10) 


Museu da Língua Portuguesa   

Praça da Luz s/n - Luz - São Paulo   

De terça a domingo, das 9h às 16h30 (permanência até 18h) 

www.museudalinguaportuguesa.org.br   

Nenhum comentário:

Postar um comentário