5 tópicos para preservar a saúde física e mental da mulher em meio ao isolamento e à pandemia - Portal Splish Splash

Breaking

segunda-feira, maio 03, 2021

5 tópicos para preservar a saúde física e mental da mulher em meio ao isolamento e à pandemia

Em tempos de pandemia do Covid-19, em que permanecer em casa é uma das formas mais eficazes de evitar o contágio com o vírus, muitas mulheres ficam com dúvida sobre como preservar a saúde física e mental.

 

Além das dicas de isolamento social para evitar o contágio com o Novo Coronavírus, a quarentena também deve vir acompanhada de bons hábitos de vida, afinal, eles ajudam a preservar a saúde


São Paulo – Maio-2021 - Em tempos de pandemia do Covid-19, em que permanecer em casa é uma das formas mais eficazes de evitar o contágio com o vírus, muitas mulheres ficam com dúvida sobre como preservar a saúde física e mental. “Alguns cuidados que você pode incluir na sua rotina fazem toda a diferença para a sua saúde e qualidade de vida, além de prevenirem doenças. Nesse momento, isso é o principal a ser feito. Se esses hábitos não fizerem parte de sua rotina, esse é um bom momento para implementá-los. Seria ideal que aproveitássemos este período para melhorar nosso estilo de vida para sairmos da pandemia com novos hábitos”, afirma a Dra. Eloisa Pinho, ginecologista da clínica GRU. A seguir, a médica dá dicas de bons hábitos durante o isolamento social:


Deixe o seu prato mais saudável e colorido: “Sabemos que o crescimento da obesidade também pode colaborar para o aumento da prevalência de diabetes e hipertensão; todos esses são fatores de risco para complicações com o Novo Coronavírus, mas também exigem alta carga de cuidados. Então, o melhor ainda é a prevenção. Para isso, tudo começa na mudança dos hábitos alimentares, incluindo mais frutas, verduras e legumes nas refeições, ao mesmo tempo em que você deve diminuir o consumo de alimentos ricos em carboidratos de alto índice glicêmico, como açúcar, farinha branca, doces, ultraprocessados e com gorduras trans. Prefira alimentos integrais, opte por incluir grãos e oleaginosas na dieta, além de um bom consumo proteico”, afirma a médica. “Uma estratégia para comer com mais moderação é fracionar as refeições, seja comendo de três em três horas ou dividindo suas refeições, de forma a adaptá-las no melhor momento para você”, completa. “Inclua também alimentos que melhorarão a microbiota vaginal e intestinal, como aveia, banana, linhaça, iogurte e kefir. Os microrganismos que habitam nossa microbiota agem como defensores contra infecções, preservando nossa saúde”, acrescenta a Dra. Eloisa.


Inclua uma atividade física na sua rotina: A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda pelo menos 150 minutos de algum tipo de atividade física leve ou moderada por semana. “Isso significa pelo menos 30 minutos de algum exercício por cinco dias. Faça alongamento, abdominais, dance ou busque treinos funcionais online. Manter-se ativo traz benefícios na melhora da disposição, humor, perda de peso e saúde cardiovascular”, diz a Dra. Eloisa. “É importante ressaltar que a obesidade por si só gera alteração imunológica que predispõe à baixa imunidade e pior recuperação de patologias como o Coronavírus. Ao mesmo tempo, o exercício físico tem a capacidade de aumentar nossa resposta antioxidante e imunológica”, completa. Com relação à saúde do coração, é importante citar que a doença cardíaca isquêmica e o infarto estão entre as principais causas de mortalidade das mulheres.


Crie um tempo para você: Grande parte da saúde imunológica vem também do bem-estar mental. Agora, mais do que nunca, dedique parte do seu dia para fazer o que gosta. “Isso ajuda a controlar o estresse e ansiedade em passar tantas horas dentro de casa em isolamento social. Procure práticas de autoconhecimento, como a meditação, ou leia, cozinhe novas receitas”, sugere a médica.


Durma melhor: Fazer home office e ficar em casa pode desestruturar sua rotina e complicar o seu sono, principalmente se você não gastar energia durante o dia e passar as horas assistindo TV e dormindo. “O período do sono é reparador. Dormir mal constantemente predispõe a diversos problemas, como indisposição física, indecisão, falta de energia, desinteresse, depressão e cansaço ao longo do dia. Recomenda-se dormir entre 7 a 8 horas diariamente. Para dormir bem, fique longe de aparelhos como celulares, computadores e TV antes de se deitar e faça refeições mais leves à noite”, diz a médica.


Converse com o seu médico: Além do atendimento presencial, diversas especialidades já estão fazendo atendimento online. “Por isso caso surja alguma dúvida ou problema de saúde, tente conversar com seu médico online ou presencialmente antes de ir ao pronto socorro. Dessa forma, além de evitar um deslocamento que pode ser desnecessário – reduzindo o seu risco de contágio, ainda evita a lotação de hospitais que estão focados no atendimento ao Novo Coronavírus. E, lembre-se: mantenha uma rotina de exames preventivos. Converse com seu ginecologista”, finaliza a médica. 


FONTE:

*DRA. ELOISA PINHO: Ginecologista e obstetra, pós-graduada em ultrassonografia ginecológica e obstétrica pela CETRUS. Parte do corpo clínico da clínica GRU Saúde, a médica é formada pela Universidade de Ribeirão Preto, realiza atendimentos ambulatoriais e procedimentos nos hospitais Cruz Azul e São Cristovão, além de também fazer parte do corpo clínico dos hospitais São Luiz, Pró Matre, Santa Joana e Santa Maria.

Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Redatora do luso-brasileiro Portal Splish Splash. Leia Mais sobre a autora...

Nenhum comentário:

Postar um comentário