Dentro e fora da sala de aula, todos devem combater o racismo

O racismo pode se manifestar em diferentes vias e, em todas elas, precisa ser combatido duramente. No ambiente escolar, ainda que existam há bastante tempo mecanismos contrários a essa prática, como é o caso da Lei 10.639, sancionada em 2003, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e estabeleceu a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira na grade curricular de escolas de educação básica, o racismo ainda é um tema em voga, pois não foi eliminado de nosso cotidiano.
 

A luta antirracista precisa ser travada de forma consciente por toda a comunidade escolar


O racismo pode se manifestar em diferentes vias e, em todas elas, precisa ser combatido duramente. No ambiente escolar, ainda que existam há bastante tempo mecanismos contrários a essa prática, como é o caso da Lei 10.639, sancionada em 2003, que alterou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e estabeleceu a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira na grade curricular de escolas de educação básica, o racismo ainda é um tema em voga, pois não foi eliminado de nosso cotidiano. Há, portanto, a necessidade de que escolas tragam sempre o assunto para as aulas, atividades e que se estabeleça um debate através do qual se busquem soluções, já que o problema exige a participação ativa de todos.  


A escola pode contribuir ao trazer o tema para as salas de aula, e é uma forma de provocar no aluno, por meio de questões e reflexões, que ele forme pensamento crítico. As abordagens podem ser lúdicas, com debates, contação de histórias, brincadeiras, peças, leituras, músicas e filmes, com o objetivo de apresentar a diversidade cultural por meio da exposição de dialetos, linguagens e artesanatos e outros elementos da cultura de diferentes povos. 


Para João Luis Machado, gestor acadêmico da rede Luminova, envolver os alunos como protagonistas na batalha antirracista é elementar. “É preciso estimular a diversidade, apresentar a riqueza contida nas diferentes culturas e etnias, aproximando os alunos – crianças e jovens – de todas as pessoas, independentemente de origens, cor da pele, religião, gênero ou preferências políticas. O racismo no Brasil existe, é estrutural, se manifesta diariamente entre todos nós e é preciso compreender o que é isso para que atuemos de forma a combater todo e qualquer preconceito. O papel da escola é esclarecer, orientar, informar, debater e permitir que os alunos tenham consciência todos os dias e não apenas em datas comemorativas”, explica. 


A gravidade do racismo fica evidente quando confrontamos os dados: segundo o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas -, cerca de 54% da população brasileira é negra e, deste expressivo montante populacional brasileiro, dois milhões de jovens e crianças em idade escolar estão fora da escola. “A participação na escola e em todos os espaços e segmentos da sociedade deve ocorrer de forma a incluir a população negra do Brasil e para que todos os demais cidadãos passem a ter maior compreensão e respeito pela diversidade de nosso povo”, pondera. 


Ele lembra, também, da importância em conhecer outros povos. “O conhecimento da cultura, das raízes e das origens de outros povos nos permite real empatia, derrubando preconceitos, estimulando o diálogo, a inclusão e a participação lado a lado na vida em sociedade”, finaliza o pedagogo. 


Sobre Luminova

Com o objetivo de democratizar o acesso à educação de qualidade e promover o crescimento humano e ascensão social, a Luminova, rede de escolas do grupo SEB -Sistema Educacional Brasileiro- inaugurou no final de 2018 as primeiras unidades, em São Paulo e Sorocaba. Projetando expansão por meio de franquias e voltada para os públicos das classes B e C, que representam um contingente de cerca de 42 milhões de crianças e jovens em idade escolar, a Luminova achou um terreno fértil para investir, já que apenas 15% da rede privada atende tal fatia. A mensalidade low cost -de baixo custo-, é possível devido à alta eficiência na gestão escolar, que otimiza tempo, trabalho e estrutura física. Para saber mais, acesse: www.escolaluminova.com.br

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !