ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

10/27/2020

Os projetos pendentes de Roberto Carlos

Roberto Carlos - Os seus infindáveis projetos vão ficando empoeirados e guardados a sete ou mais chaves no fundo dos baús




Os seus infindáveis projetos vão ficando empoeirados e guardados a sete ou mais chaves no fundo dos baús, que nenhum pirata se aventura na busca desses tesouros.



Por: Carlos Marley*


Enquanto vários artistas anunciam novos projetos com lançamentos de EPs, os fãs e admiradores de Roberto Carlos ficam a ver navios, pois o seu ídolo maior faz um barulho danado com seu silêncio ensurdecedor.


Os seus infindáveis projetos vão ficando empoeirados e guardados a sete ou mais chaves no fundo dos baús, que nenhum pirata se aventura na busca desses tesouros.


Até agora o que se tem notícia é a realização de mais um especial de fim de ano na Rede Globo, mas os seus fãs e admiradores estão famintos e desejosos de algo novo, cujo cardápio não traz a novidade esperada.


Só para refrescar a memória vamos lembrar alguns projetos que já caducaram como a caixa de raridades, o disco com o pessoal do rock - lançado o das divas e dos sertanejos – parece que dançou mesmo. A biografia oficial cujas páginas continuam em branco. 


Os projetos mais recentes que continuam emperrados como o do filme e o do novo disco. O do filme em função da pandemia até se justifica uma parada, mas o do novo disco que já teve todo o tempo do mundo para a sua conclusão, já podemos até batizar de projeto cobra, pois está sempre se arrastando.


Por fim, a canção “A cor do amor” gravada em dueto com Liah Soares, para a trilha sonora da novela das nove da Rede Globo “Um lugar ao sol”, que não se sabe quando irá ao ar, bem que poderia ter seu lançamento antecipado. Seria um presente para o presente e não para um futuro distante.


Gostaria de não ter dito nada do que escrevi, mas como diz a canção “À janela” (1972): “Coisas que aborrecem/ Muitas vezes acontecem por amor”.


*Carlos Marley, nasceu na cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará – Brasil, onde reside. Formado em Ciências Contábeis, pela Universidade Federal do Ceará, com especialização em Auditoria. Auditor Fiscal aposentado da Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará. Leia mais sobre o autor... 


Roberto Carlos - A Janela (Áudio Oficial)

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Nobre colega Armindo, agradeço a sua mensagem. Quero aqui enaltecer a sua criatividade na composição da foto montagem. Nas figuras que compõem a imagem estão símbolos do artesanato português que estão inseridos no texto. O primeiro deles é o galo de Barcelos, que representa o canto de Roberto Carlos. O segundo a terrina de porcelana, um pote que pode simbolizar um baú, onde está guardado o tesouro do rei. A visão externa através da janela seria o cenário ideal que cada fã deseja que é encontrar seu ídolo em uma atividade produtiva.

      Eliminar
    2. Amigo Marley! Gostei de saber que gostaste da fotocomposição. Hoje, logo pela manhã, li no Facebook, numa partilha que tinha feito deste teu artigo no grupo Fãs de Roberto Carlos, um comentário de um fã que curiosamente coincide com a opinião que tenho há muito acerca dos projetos do NMQT que ficam na gaveta ou no baú como tu dizes. Disse ao fã que tu não estavas no Facebook e que por certo irias gostar de ler a mensagem dele e que por isso sugeria que ele colocasse o seu comentário aqui. Não sei se ele vai ler o que escrevi. Só sei que mais uma vez constato que a esmagadora maioria do pessoal segue a lei do menor esforço e por cheguei cheguei até a colocar aqui, a par da janela de comentários do Google, a janela de comentários do Facebook. Deu um certo trabalho mas pensei que iria valer a pena pois como a maioria dos fãs é membro do Facebook podiam mais facilmente comentar aqui. Puro engano! Ao fim de mais de 1 mês nem um comentário via Facebook apareceu e acabei por eliminar a janela. É que já percebi que são muitos os comentários aos teus posts que são partilhados no Facebook e aqui, no sítio certo, são poucos ou nenhuns. Também já me apercebi que há muita malta que comenta os posts no Facebook, não por terem lido o texto do artigo, mas com base no título e/ou na foto. Triste, mas é assim. Pode ser que alguns leiam este meu comentário e pensem melhor no assunto e por isso sou capaz de voltar a colocar aqui a janela de comentários do Facebook. Quem sabe a malta chegue à conclusão que a lei do menor esforço serve para se ser rápido marcando presença, mas não engana ninguém. Grande abraço.

      Eliminar
    3. Nobre colega Armindo, agradeço o seu esforço para que todos possam interagir e expor as suas opiniões sobre os temas expostos. Seria bom, pois só assim poderíamos ter uma noção de que o que foi exposto está sendo bem aceito ou não. Nos casos de opiniões contrárias seria uma oportunidade de esclarecer qualquer mal entendido, principalmente nos casos de opiniões pessoais, o que é a maioria dos meus textos. Mesmo assim, agradeço a todos que dedicam o seu tempo lendo os meus textos e que demonstram a sua aceitação com a marcação do like. O meu principal objetivo é colaborar com portal e me orgulho de fazer parte dele. Um forte abraço.

      Eliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo