ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/09/2020

Views:

A necessidade de delegar tarefas

Delegar é passar as tarefas e dividir as responsabilidades


 Por: Prof. Paulo Lopes*

“Delegar é passar as tarefas e dividir as responsabilidades”


Com essas breves palavras, Sandro Ferrari define uma das habilidades mais importantes de um gestor de equipes bem sucedido, pois não somos onipresentes, tampouco onipotentes, consequentemente, delegar tarefas ou funções é inevitável para que a equipe atinja metas.

Tenho propriedade para dissertar sobre esse assunto, pois encontro nessa habilidade uma fraqueza e busco um aprimoramento constante para desenvolver “com maestria” a “arte da delegação” através de alguns cuidados básicos:

- é preciso entender que é impossível executar sozinho todas as tarefas necessárias para atingir as metas propostas e se estamos trabalhando em equipe cada um deve assumir a sua responsabilidade;
- delegar não é simplesmente repassar uma tarefa para um componente aleatório da equipe, mas sim buscar a pessoa com as características necessárias para aquela determinada tarefa e acompanhar o processo, buscando auxiliar nos momentos de crise ou agregar outras pessoas à essa situação;
- a comunicação deve ser precisa, pois o óbvio não existe e tudo deve ser solicitado com detalhes e de forma minuciosa;
- confiança entre gestor e equipe é imprescindível para que as dúvidas sejam esclarecidas a qualquer momento do processo, sem receios ou constrangimentos;
- respeitar o tempo de execução e o caminho percorrido para atingir o objetivo com êxito é importante para a autonomia da equipe;
- reconhecimento e valorização são fundamentais, pois equipe motivada atinge os objetivos de forma mais eficaz e efetiva.

Ressaltando esse último item, é necessário entendermos que a motivação desenvolve-se através de fatores intrínsecos (paixão) e fatores extrínsecos (necessidades) e essas necessidades, normalmente, se refletem na questão financeira e no reconhecimento. Reconhecer e valorizar o trabalho executado, mesmo que a meta não tenha sido totalmente atingida, é uma prática importante na delegação de tarefas. O feedback positivo deve ser feito sempre em grupo, enquanto que o negativo, individualmente, pois expor as fraquezas individuais não constrói e nem contribui para novas práticas. Destacar as conquistas, evidenciando o valor da realização da tarefa e da importância da mesma para o “crescimento” da equipe, é um fator motivacional para o engajamentos em projetos futuros.

Colegas gestores, reconheçam, elogiem e demonstrem o valor do trabalho de cada componente de sua equipe. Crie um ambiente onde a motivação seja combustível para atingir metas e potencializar o desenvolvimento de sua equipe.

A principal causa da desmotivação é a ausência do reconhecimento
Mário Sérgio Costella

*Professor Esp. Paulo Lopes
- CREF:3080 G/RS
- Graduado em Educação Física (UFRGS 2001)
- MBA em Gerenciamento de Projetos (UNILASALLE 2015)
- Pós MBA em Inteligência Emocional nas Organizações (UNILASALLE 2019). Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo