ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/17/2020

Campanha beneficia mais de 250 famílias e mostra o lado humano da pandemia

Foto de Ivan Nakamae


ALIMENTANDO A ESPERANÇA deve ultrapassar a meta de campanha no site Apoia.se até final de julho. Já foram entregues mais de 10 toneladas de alimentos para mais de 250 famílias em comunidades da região metropolitana de São Paulo. Ainda dá tempo de entrar no link e ajudar mais pessoas que foram atingidas pela pandemia.


A Campanha Alimentando a Esperança, organizada pelo Instituto Visão Futuro Cidade SP pelo site apoia.se já beneficiou mais de 200 famílias em situação de vulnerabilidade por causa da pandemia pelo novo Coronavírus. A iniciativa mostra o lado mais humano da pandemia, que une pessoas das mais diversas procedências para ajudar quem mais precisa.

O site do apoia.se já recebeu mais de R$25 mil por mês, o que se traduziu em mais de 10 toneladas de alimentos distribuídos, em formato de cestas básicas de não perecíveis e perecíveis, a comunidades em situação de vulnerabilidade na região da Grande São Paulo.

No caso dos alimentos não-perecíveis, a campanha ainda auxilia no escoamento do excedente da agricultura familiar do Cinturão Verde de São Paulo, ou seja, mais famílias beneficiadas. Quem recebe os alimentos também é orientado com um material de apoio sobre gerenciamento das emoções em momentos de crise, algo também de extrema importância no momento delicado que estamos vivendo.

A campanha segue até o dia 31 de julho e, em meados de agosto, será realizado um evento para prestação de contas e agradecimento aos colaboradores. Com o apoio de mais pessoas, será possível ampliar a ação a outras comunidades em situação de vulnerabilidade e iniciar projetos locais de médio prazo para desenvolvimento local das comunidades, incluindo hortas comunitárias. Link para a campanha do Apoia.se AQUI.

Mais informações

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo