ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/02/2020

Não ao racismo! Quero paz!

Em 1990 Roberto Carlos lançou a canção "Quero paz", pedindo igualdade entre as pessoas. Trinta anos depois, o mundo continua pedindo não ao racismo!

Em 1990 Roberto Carlos lançou a canção "Quero paz", pedindo igualdade entre as pessoas. Trinta anos depois, o mundo continua pedindo não ao racismo!

Por Derbson Frota

Há exatos 30 anos, em 1990, Roberto Carlos lançava mais um LP de sucesso. Das 10 canções, destaque maior para Meu ciúme, Por ela, Super herói (que embalou o casal Stella (Glória Pires) e Rodolfo (Kadu Moliterno) na novela O dono do mundo) e Quero paz, música de “mensagem e reflexão” do disco.

Tal qual 1985, o rei (em parceria com Erasmo Carlos) pedia paz ao mundo. Cinco anos depois, a nova mensagem ganharia um rock gostoso de ouvir, além de um refrão simples e sucinto: Quero paz. Violência não. Quero paz. É o que pede o meu coração!

Numa das estrofes da canção, RC exalta a igualdade entre todos: Se ele fala outro idioma, a bandeira branca é universal. Se ele é preto, branco ou amarelo, seu sangue é vermelho e o meu é igual. Uma frase perfeita, que só poderia mesmo ter vindo de um inimitável poeta. 

Infelizmente o mundo parece ainda “levantar a bandeira” do racismo e do preconceito. Se não levanta, também não se esforça para que ela nunca mais seja hasteada. Afinal, apenas não ser racista não adianta. Há de ser antirracista. 

Racismo é, antes de crime, falta de caráter e desumanidade, uma grande burrice. Especialmente aqui em nosso país, pois o povo brasileiro, como se sabe, foi originado a partir da miscigenação de várias raças, como o branco europeu, o índio e o negro. Aliás essa é uma informação que se aprende no Ensino Fundamental, mas que parece cair no esquecimento de quem é racista com seus semelhantes. Ou melhor, com seus irmãos! 

Vamos pôr a mão na consciência. A voz da inocência precisa falar! Nesse trecho, talvez o ponto alto da música, em que um coral de crianças canta que Ele deixou claro, está escrito, que o mundo é bonito se a gente se amar, não tem como não se emocionar. Só mesmo o rei pra trazer uma reflexão em forma de canção, e ainda nos fazer sonhar como criança, sem perder a esperança de um tempo de paz.

Que tenhamos todos paz na terra. Não esqueçamos que ela começa dentro de nós. E se não dá pra amar uns aos outros, que pelo menos haja respeito!

Nota do Portal Splish Splash:

Clique e assista ao clipe de Quero Paz (1990)

1 comentário:

  1. hermosa cancion y muy necesaria en este momento......hermoso roberto carlos.....besos desde uruguay....

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo