LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/11/2020

Qual o custo do Valentine's Day ao redor do mundo para o meio ambiente?


Cada flor cortada, um presente comum relacionado à data, pode emitir até 3 quilos de CO2 na atmosfera

O Dia de São Valentim, comemorado em 14 de fevereiro principalmente nos Estados Unidos, Canadá, México, Reino Unido, França e Austrália, registra um forte aumento na compra de flores frescas, entre rosas, orquídeas e cravos, sendo a data líder em vendas seguida pelo Natal/Chanucá¹.

A indústria global de produção de flores gera cerca de 64.5 bilhões de euros anualmente², e embora o setor ofereça empregos para milhares de pessoas nos países em desenvolvimento, também há um custo significativo para o meio ambiente causado pela floricultura. A maioria das flores compradas em floristas e supermercados locais é importada de outros países, o que significa que grandes emissões de CO2 durante o transporte. Os maiores produtores são a Holanda, Quênia, Colômbia e Israel³.

Emissões de carbono relacionadas com a produção de flores para corte pode chegar a 3 quilos por unidade

Além do carbono produzido durante o transporte e a refrigeração das flores até o momento da venda, também há um impacto ambiental significativo associado ao cultivo intensivo de flores frescas. Em algumas áreas, são necessários grandes insumos de energia para cultivar as flores na escala exigida pela demanda. É o caso de países que possuem tempo nublado ao longo do ano e, portanto, cultivam principalmente flores em estufas, como Holanda e Reino Unido. As estruturas são frequentemente aquecidas por combustão de gás natural, que liberam grandes quantidades de CO2.

Isso significa que uma maior distância de transporte não quer dizer automaticamente um aumento das emissões. Um estudo da Universidade de Cranfield, usando análise do ciclo de vida, mostrou que as rosas vendidas no Reino Unido e cultivadas na Holanda emitem 6 vezes mais CO2 do que as rosas cultivadas no Quênia, por exemplo. Isso equivale a aproximadamente 3 kg de CO2 por flor. Apesar da distância mais curta, há uma emissão de carbono muito maior associado à fase de produção das flores cultivadas na Holanda devido ao cultivo intensivo em estufas.

Por que não árvores ao invés de flores?

Mostrar que admira alguém não precisa ser algo incompatível com o cuidado com o meio ambiente. Alternativas mais duradouras e amigáveis ao meio ambiente incluem o plantio de árvores como parte de projetos de reflorestamento, o que é uma expressão de amor muito mais simbólica, também para o planeta. Graças a plataformas de reflorestamento, como a Tree-Nation, que já plantou mais de 130.000 árvores desde 1º de janeiro de 2020, pessoas podem plantar árvores com facilidade em todo o mundo. Embora cada flor cortada possa emitir até 3 kg de CO2, uma única árvore é capaz de limpar até 250 kg de CO2 durante sua vida útil. Além disso, enquanto as flores geralmente duram apenas algumas semanas, uma árvore dura tanto quanto qualquer relacionamento. Ou talvez até mais...

Fontes:
1. IPSOS Floral Tracking Study; andIPSOS eNation National On-Line Research.
2. Newman, S. E., 2019. Floriculture. Encyclopedia of Environmental Health (second edition), 19-33.
3. Bogash, S. M., Ford, T. G., Kime, L. F., Harper, J. K., 2012. Agricultural Alternatives: Cut-flower production. Penn State Extension.
4. Williams, A., 2007. Comparative study of cut roses for the British market produced in Kenya and the Netherlands. Précis report for World Flowers.

Sobre a Tree-Nation
A Tree-Nation é uma plataforma de reflorestamento que usa seu próprio software para conectar cidadãos e empresas a projetos de plantações em todo o mundo. Fundada por Maxime Renaudin, a organização sediada em Barcelona possui atualmente mais de 70 projetos de reflorestamento ativos. Desde a sua criação em 2006, mais de 118.000 usuários e mais de 1.500 empresas plantaram 5 milhões de árvores usando a plataforma. Para mais informações: https://tree-nation.com

2 comentários:

  1. Nobre colega Alda, fica o alerta para o rei Roberto Carlos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem visto, amigo Marley! Há que repensar sobre o final dos shows com a tradicional oferta das rosas pois a coisa está mesmo marrom, digo, preta. Grande abraço.

      Eliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo