ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/23/2020

Indústria Florestal é fundamental para desenvolvimento de Minas Gerais

Presente no cotidiano de 100% dos brasileiros, a madeira é um dos materiais mais versáteis utilizados pelo homem desde o início das civilizações.


Para AMIF, setor tem potencial para produzir mais madeira, com mais qualidade, a partir do investimento contínuo em tecnologia e pesquisa


Presente no cotidiano de 100% dos brasileiros, a madeira é um dos materiais mais versáteis utilizados pelo homem desde o início das civilizações. Nas florestas plantadas de Minas Gerais, o material é produzido em larga escala, abastecendo, além da indústria local, empresas de outros estados, como Espírito Santo e Bahia, e até de outros países. De acordo com a presidente da Associação Mineira da Indústria Florestal (AMIF), Adriana Maugeri, por ter a maior base florestal do país, com plantações de espécies diversificadas, a indústria florestal mineira apresenta grande potencial para produzir madeira limpa e de qualidade, evidenciando a posição do setor como um dos principais vetores econômicos e sustentáveis para a retomada do desenvolvimento do Estado. “Contamos com um clima e solo extremamente favoráveis, além de uma localização estratégica e privilegiada. São fatores importantes, que nos colocam em vantagem frente aos outros estados brasileiros”, explica.


Para debater as funcionalidades e o papel socioeconômico da madeira, além das principais tendências, perspectivas e desafios do setor de florestas plantadas para este e os próximos anos, a AMIF realizou, na última sexta-feira, 14, o Timber Talks 2020. O evento, realizado em Belo Horizonte, contou com a presença de líderes do Governo Estadual, do setor florestal e da agroindústria.


Compartilhando da mesma opinião de Adriana, o Assessor Especial do Governo de Minas Gerais, Cel. Guedes, reforçou, durante sua palestra no Timber Talks, o importante papel da indústria florestal mineira para a recuperação da economia de Minas: “a indústria florestal tem papel fundamental. É um setor com forte capacidade para retirar nosso estado da situação na qual ele se encontra hoje”. De acordo com o Secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais (SEMAD), Germano Vieira, que também esteve presente no evento, “o Governo está trabalhando, junto à AMIF, para desburocratizar o setor, que é extremamente importante para Minas Gerais, tanto por seus benefícios ambientais quanto sociais e econômicos”.

Vantagens
As vantagens da cultura agrícola da madeira são muitas e estão cada vez mais evidentes. “A madeira está presente como produto nos móveis, pisos, na estrutura das casas, em todos os papéis de higiene, de escrita, na produção do aço, tintas, essências, remédios, combustível etc. É impossível imaginar o avanço da humanidade sem o uso deste material, que oferece tudo que o petróleo também oferece, porém com diferenciadas formas de obtenção e produção” observa Maugeri. Hoje, 91% de toda a madeira produzida em território nacional é usada para fins produtivos no país.

Desafios
Sobre os desafios relacionados à produção de madeira no estado, Adriana enfatiza a necessidade da desburocratização do setor e a importância de os produtores florestais manterem investimentos contínuos em tecnologia, pesquisa e em práticas de manejo sustentável, a fim de oferecer madeira de qualidade e que ateste a sustentabilidade de toda a cadeia de valor. “Entendemos que mais importante que sustentar a maior base florestal do país, é contar com plantios que sejam cada vez mais produtivos. Não basta ter a maior floresta plantada do Brasil se não produzirmos mais madeira com qualidade e custos justos”, observa.

Sobre a AMIF
A AMIF representa a indústria de base florestal de Minas Gerais. São empresas que cultivam árvores de várias espécies com a finalidade de oferecer madeira para o mercado de forma renovável e sustentável. A grande maioria destas florestas possuem certificações internacionalmente reconhecidas que atestam esta sustentabilidade do seu manejo e origem. A madeira cultivada é utilizada principalmente para produção de painéis, pisos laminados, lápis, madeira serrada, madeira tratada, carvão vegetal, celulose. São produtos e subprodutos que estão presentes na vida 100% dos brasileiros, oferecendo bem-estar, conforto, higiene e praticidade. Hoje, a entidade defende as causas e direitos deste setor, trabalhando a favor do desenvolvimento e competitividade desta agroindústria e dos produtores florestais, responsáveis por produzirem um dos materiais mais nobres e limpos que a sociedade dispõe: a madeira. Este setor alimenta uma vasta cadeia de valor, gerando empregos, oportunidades de renda e valor nas áreas rurais e benefícios socioambientais.

Mais informações: www.amif.org.brwww.iba.org

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo