ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/15/2020

A essencialidade das Farmácias de Manipulação

*Adolfo Cabral Filho, presidente do Conselho Administrativo da Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag)


Personalização de medicamentos, doses feitas de acordo com a necessidade de cada paciente, que sejam fáceis de usar e com uso de tecnologia e inovação. Esses são pontos fortes presentes nos serviços disponibilizados pelo setor de farmácias de manipulação. Analisando cada item profundamente, é possível compreender como o segmento se torna essencial para pessoas de diversas idades e que apresentam particularidades, como alergias, doenças raras ou necessidades especiais. São incontáveis os casos em que a manipulação é a solução mais eficaz – ou mesmo a única – para garantir um tratamento adequado.

Isso porque a produção em larga escala segue um padrão de características biológicas para atender ao que a maior parte das pessoas precisa. Entretanto, tudo que foge à regra fica de fora. Muitas vezes, medicamentos para enfermidades que atingem um número baixo de pessoas não são produzidos. Ou ainda, doses muito pequenas para bebês recém-nascidos também são difíceis de encontrar. Como atendê-los então? Simples, por meio da manipulação de medicamentos.

Garantir que a farmácia de manipulação continue desempenhando um trabalho tão crucial para a sociedade é a principal missão da Anfarmag, entidade que representa o setor em nível nacional. Atualmente, o Brasil possui cerca de 7,5 mil farmácias de manipulação e mais 280 mil profissionais diretos e indiretos atuando no segmento.

Diante dessa missão, personalidades e autoridades das esferas públicas e privadas que contribuem para o segmento de farmácias de manipulação e para a saúde brasileira devem ser reconhecidas. Por isso, a Anfarmag criou o prêmio Paulo Queiroz Marques, solenidade que homenageia essas pessoas, em benefício do cidadão. Neste ano, a solenidade será realizada em Brasília, na Confederação Nacional do Comércio, no dia 11 de junho.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo