ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/26/2019

Khan Company > XENOS | CCB Lisboa 30/11 [esgotado]


«Este trabalho é essencialmente uma reflexão sobre como sinto o nosso mundo hoje. É sobre a perda de humanidade e de como, através das guerras passadas e presentes, somos ainda confrontados com a candente questão do que é ser humano.» 
AKRAM KHAN

XENOS
Akram Khan Company

CCB ▪ sábado ▪ 30 nov ▪ 21h ▪ Grande Auditório
[esgotado]

Direção artística/Coreografia/Performance/Interpretação Akram Khan
Dramaturgia Ruth Little
Músicos Nina Harries (contrabaixo e voz), B C Manjunath (percussão e konnakol), Tamar Osborn (saxofone barítono), Aditya Prakash (voz), Clarice Rarity (violino)

A partitura original foi concebida em colaboração com os músicos e contém excertos do Requiem em Ré menor, K. 626 (Wolfgang Amadeus Mozart), Hanging on the Old Barbed Wire (composição tradicional), Tu Karim (composição tradicional), Chhap Tilak (Amir Khusro), Babul Mora (Náwa Wajid Ali Shah), Naiharwa (Kabir).

Espetáculo encomendado pelo 14-18 NOW, programa de artes do Reino Unido para o centenário da Primeira Guerra Mundial.

Coproduzido por Onassis Cultural Centre – Athens, The Grange Festival Hampshire, Sadler’s Wells London, Hong Kong Cultural Centre, Théâtre de la Ville Paris, Les Théâtres de la Ville de Luxembourg, National Arts Centre Ottawa, The Center For China Shanghai International Arts Festival (CSIAF), Centro Cultural de Belém, Festspielhaus St. Pölten, Grec 2018 Festival de Barcelona, HELLERAU – European Center for the Arts Dresden, Tanz Köln, Edinburgh International Festival, Adelaide Festival, Festival Montpellier Danse 2018, Julidans Amsterdam, Canadian Stage Toronto, Romaeuropa Festival, Torinodanza festival / Teatro Stabile di Torino - Teatro Nazionale, Lincoln Center for the Performing Arts New York, University of California Berkeley, Danse Danse Montreal, Curve Leicester, La Comédie de Clermont-Ferrand.

Patrocinado pela COLAS.
Apoiado pelo Arts Council England.

Akram Khan baseia-se nos arquivos do século XX e dá voz ao sonho chocante de um soldado colonial na Primeira Guerra Mundial. XENOS revela a beleza e o horror da condição humana através do retrato de um bailarino indiano cujo corpo hábil se torna um instrumento de guerra. Esta história tem lugar na fronteira entre o Oriente e o Ocidente, o passado e o presente, a mitologia e a tecnologia, onde a humanidade ainda permanece maravilhada e desordenada. Akram é acompanhado no palco por cinco músicos internacionais: o percussionista B C Manjunath, o cantor Aditya Prakash, a contrabaixista Nina Harries, a violinista Clarice Rarity e a saxofonista Tamar Osborn.

«Um trabalho de definição de grandeza e um adeus adequado a uma carreira no palco que iluminou a dança britânica.»
The Guardian, ★★★★★

«Um triunfo de energia, empatia e inteligência.»
The Telegraph, ★★★★★

«Um esplendor de glória. O lamento impressionante e belo de Khan é uma forma extraordinária de terminar uma carreira de dança a solo.»
Time Out London, ★★★★★

«A performance [de Khan] é tão surpreendente quanto poderosa.»
The Times, ★★★★

«O mais impressionante de tudo é a presença e o carisma de Khan.»
Evening Standard, ★★★★

Sem comentários:

Enviar um comentário