ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/05/2019

Ballet Jovem Minas Gerais


Esta será a primeira vez do grupo em uma apresentação internacional

No dia 05 de novembro, o Ballet Jovem Minas Gerais está embarcando rumo a dois importantes festivais internacionais na Colômbia: o DanzaMed 2019 em Medellin e o XII Festival Danza En La Ciudad, em Bogotá. Neste ano, através de uma parceria entre os dois festivais, o Ballet Jovem se apresentará ao lado de companhias da Espanha, França, México, Japão, Canadá e Suiça.

Esta será a primeira vez que o projeto se apresenta fora do país e tem a oportunidade de divulgar o trabalho desenvolvido com muitos jovens bailarinos brasileiros.

Na Colômbia, os bailarinos irão apresentar as coreografias Notório e Ritos, ambas do coreógrafo Alessandro Pereira. Residente na Dinamarca, o coreógrafo tem uma relação próxima com o projeto que vem desde 2013. De lá para cá, já são quatro coreografias e a quinta, está com estreia prevista para março do ano que vem.

No dia 07 de novembro, o projeto se apresenta no Teatro Metropolitano de Medellin João Gutierrez Gomes. Já no dia 09 de novembro, no Teatro Municipal Jorge Eliecer Gaitan em Bogotá. No dia seguinte, a diretora artística Andréa Maia ministrará uma oficina para estudantes de dança e, logo depois, participará de um seminário para falar sobre A Profissionalização e a Inserção de Jovens Bailarinos no Mercado de Trabalho.

Sobre o Ballet Jovem Minas Gerais

O Ballet Jovem Minas Gerais é um projeto de profissionalização em dança que surgiu da percepção de um hiato entre a formação de jovens bailarinos e o mercado profissional da dança. É justamente neste período que muitos deles desistem da carreira de artista por falta de um espaço de formação continuada e também da pressão familiar ligada aos aspectos financeiros. Com um histórico de 12 anos de qualificação e geração de emprego na área, é neste lugar de acolher a demanda desses jovens, que o Ballet Jovem atua como projeto educacional, cultural e social ao mesmo tempo.

Atualmente o Ballet Jovem reside no Centro de Referência da Juventude de Belo Horizonte e, para que consiga dar continuidade às atividades, busca, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, empresas parceiras que acreditam na importância deste tipo investimento e retorno para a sociedade.

Sem comentários:

Enviar um comentário