ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/17/2019

Com referências de Jungle e Crazy Frog, BAAPZ lança EP


Nostálgico e futurista, BAAPZ lança EP de estreia

Cinco músicas sobre distâncias. Sejam em níveis estratosféricos, continentais, temporais ou psicológicos. Este é o tema que envolve o EP “Remoto”, de BAAPZ, projeto solo do mineiro Pedro Baptista, que surgiu na cena independente como baixista na banda de shoegaze Alles Club. A carreira solo começou em 2018 com o lançamento do single “Viajante do Tempo”, também divulgado em versão holográfica, popularmente chamada de remix 8D, técnica em que a canção dá giros de 360º ao redor do ouvinte.

O nome diferenciado do projeto nasceu pra se tornar o que é: divergente.

“Eu queria um nome que fosse só meu, já pensando em digitar no Google e redirecionar para mim (risos). Coloquei o "z" porque, cá entre nós, sempre achei descoladinho essa coisa "Gorillaz" ou "Julian Casablancas & The Voidz" e os dois a's porque eu achei que soava melhor. O nome também tem uma coisinha meio chamativa e futurista na minha opinião, que era meu principal caminho quando eu gravava tudo com sintetizadores e baterias eletrônicas no GarageBand.”

O futurismo no nome se reflete nas músicas, produzidas no passado. As canções do EP “Remoto” (Pug Records, 2019) estão aguardando o momento de vir ao público há certo tempo. Algumas foram escritas em 2014 e todas começaram a ser gravadas no ano passado, utilizando GarageBand o Logic Pro X. Foi na busca de “humanizar” a sonoridade, que Pedro chamou outros músicos para participar das sessões, já no início deste ano.

“Hoje está um pouco diferente, pois com o tempo fui vendo a importância de outras pessoas contribuindo. Chamei o Marcio Reis para substituir as baterias eletrônicas por uma de verdade. O Pedro Tavares gravou o baixo de ‘Incerto’, que é totalmente Paul McCartney e só ele sabe fazer dessa forma. E chamei a Isabel Oliveira para cantar comigo ‘Um dia Qualquer’.”

O BAAPZ traz influências variadas, como se buscasse soar como uma década que jamais existiu. Pedro busca sonoridades em Daft Punk, King Krule, Jungle, Toro Y Moi, Clube da Esquina, Marcos Valle, entre outros. E revela uma inspiração inusitada: Crazy Frog.

“A parte do meio da faixa ‘Nervoso’, quando entra um pianinho meio tosco, foi pra ser meio ‘Summer Eletrohits’, Crazy Frog, esse tipo de coisa. Eu não penso muito em como eu quero soar como um todo. Penso mais em instrumentais específicos: ‘quero que essa guitarrinha soe um pouco com o Nile Rodgers’”, revela Pedro Baapz.

Ouça “Remoto” no seu streaming favorito:https://song.link/album/i/1475322801

Sem comentários:

Enviar um comentário