ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/29/2019

Roberto Carlos e Sílvio Santos

Sílvio Santos e Roberto Carlos em 1997 (Foto: divulgação)
Por Derbson Frota

Roberto Carlos e Silvio Santos têm algo em comum: tornaram-se reis em suas respectivas áreas. Perseverantes, persistentes, focados e dinâmicos, donos de talentos e carismas inigualáveis, ambos conseguiram trilhar um caminho profissional absolutamente exitoso.

O capixaba Roberto Carlos Braga (19/4/41) começou a fazer sucesso no início dos anos 60, impulsionado pela febre do Programa Jovem Guarda. Já o carioca Senor Abravanel (12/12/30) também tornou-se conhecido ao apresentar o programa Vamos brincar de forca, na TV Paulista (que mais tarde tornou-se TV Globo São Paulo). De lá pra cá, não pararam mais. Hoje, depois de 60 anos de carreira, Roberto e Sílvio continuam reverenciados, respeitados e idolatrados por uma legião de fãs.

Suas carreiras por algumas vezes se cruzaram: em 1969, Roberto Carlos foi réu no programa Quem tem Medo da Verdade, da TV Record, e seu advogado foi nada menos que o já respeitado apresentador Sílvio Santos. O homem do baú fez uma defesa sensacional e ajudou a absolver o jovem cantor. No ano seguinte, o rei participou do programa do apresentador, juntamente com a cantora Wanderléa. Enquanto brincavam de cameraman, o trio conversou sobre alguns assuntos, como os Beatles, John Lennon, medo e coragem.

Roberto Carlos também já participou do Programa Sílvio Santos algumas vezes, ao receber o Troféu Imprensa (o cantor já venceu a premiação por 22 vezes). Uma delas aconteceu em janeiro de 1994. Num clima descontraído, Roberto recebeu os troféus de melhor cantor dos anos de 1991 e 1992 e cantou Coisa Bonita e Obsessão, do disco então recém-lançado. Três anos depois, em 97, Sílvio recebeu o rei no Programa Em Nome do Amor. Depois de uma agradável conversa, foi a vez do auditório mais famoso do Brasil aplaudir RC cantando Comandante do Seu Coração e Mulher de 40. Em seguida, o artista recebeu os troféus de melhor cantor de 1993, 1994 e 1995.

A playlist de Sílvio Santos
Sílvio Santos sempre foi um apresentador ligado à música. Prova disso foram seus históricos dominicais Show de Calouros e Qual é a Música. Além disso, eventualmente convida um cantor ou cantora para participar de seus programas.

Nesta semana, Sílvio revelou ao jornalista Amaury Jr., durante intervalo de gravação de seu programa, que a maioria das músicas de sua playlist são de Roberto Carlos. Entre as canções que o apresentador mais ouve, estão Por Ela, Rotina, Emoções, Detalhes, Cavalgada e Café da Manhã. Em seguida, vem o cantor espanhol Júlio Iglesias com Me Esqueci de Viver e Manuela. A relação de músicas ainda tem Cauby Peixoto, com Conceição, e Barros de Alencar com Natali.

Sílvio Santos é verdadeiramente um homem admirável! Além de toda a competência, tino comercial e carisma, o eterno apresentador dos domingos tem muito bom gosto musical.

Viva o rei!
Viva o homem do baú!
Sílvio, Regina Duarte e Roberto nos anos 70 (foto: divulgação)
Sílvio, RC e Tom Cavalcante em 1995 (foto: divulgação)
Roberto Carlos e Sílvio Santos: uma carreira de sucessos! (foto: divulgação)
Nota da Redação do Portal Splish Splash: Clique e relembre a participação de Roberto Carlos nos Programas de Sílvio Santos em 1994 e 1997, respectivamente:

Derbson Frota

Sobre o autor

Derbson Frota - Professor, blogueiro, jornalista, radialista, cordelista e wikipedista, é graduado em História e especialista em Mídias na Educação e em Informática e Comunicação na Educação. Redator do Portal Splish Splash desde 2014. Leia Mais sobre o autor...

1 comentário:

  1. Roberto Carlos e Sílvio Santos, são os meus dois ídolos!Amo os dois. Já tive o prazer de conhecê-los pessoalmente. O Roberto sempre vou aos seu shows, e o Silvio, o conheci no seu programa tudo por dinheiro, uns 5 anos atrás. São pessoas admiráveis!

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil