ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/22/2019

Roberto Carlos e Irmã Dulce

RC e Irmã Dulce (Foto: midiabahia.com)
Por Derbson Frota

O próximo dia 13 de outubro de 2019 será histórico para o Brasil: Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, conhecida por todos como Irmã Dulce, se tornará santa. A canonização será celebrada pelo Papa Francisco, no Vaticano, em Roma. Baiana de Salvador, a religiosa, nascida em 26 de maio de 1914, é sempre lembrada por milhões de fieis católicos por suas obras de caridade e total assistência aos pobres e marginalizados.

A missão de irmã Dulce começa ainda na adolescência, quando passa a acolher mendigos e doentes em sua própria casa. Aos 19 anos, ingressa na Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, no Convento de Nossa Senhora do Carmo, em Sergipe. Nessa mesma época, cria um posto médico e funda, em 1936, a União Operária São Francisco, que depois deu origem ao Círculo Operário da Bahia.

Em 1939, Beata Dulce dos Pobres, como também era chamada, invade cinco casas em Salvador para acolher e cuidar dos doentes que recolhia nas ruas da cidade. Dez anos depois, ocupa um galinheiro ao lado do Convento Santo Antônio, após autorização da sua superiora, com setenta doentes. Já em 1959, é instalada oficialmente a Associação Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), e no ano seguinte é inaugurado o Albergue Santo Antônio.

Irmã Dulce faleceu no dia 13 de março de 1992, no Convento Santo Antônio, em sua cidade natal.

Roberto Carlos e Irmã Dulce

Roberto Carlos, dono de uma sensibilidade religiosa muito forte e atuante, sempre foi muito amigo e admirador do trabalho de Irmã Dulce. Várias foram as vezes em que o cantor demonstrou sua admiração e reverência a ela. Foi o rei quem, por exemplo, pediu pessoalmente sua beatificação ao cardeal arcebispo de Salvador, Dom Lucas Moreira Neves, em 1994.

Três anos antes, Roberto comemorou seu aniversário de 50 anos de idade num show (turnê Coração) no Ibirapuera, São Paulo, e a renda da apresentação foi revestida para as Obras Sociais da Irmã Dulce. Como retribuição, ela, que na infância tocava órgão e era fã do ídolo da Jovem Guarda, escreveu uma mensagem de agradecimento ao cantor: Amigos como você nos fazem manter viva a chama do amor ao próximo. Deus o abençoe.

Segundo o depoimento do professor e médium Divaldo Franco, certa vez as obras assistenciais de Irmã Dulce estavam passando por dificuldades financeiras. Coincidentemente, Roberto ligou para saber como estava a religiosa, que lhe confessou a situação. O artista perguntou o valor, e no dia seguinte depositou toda a quantia.  

De acordo com a sobrinha de irmã Dulce, Maria Rita Pontes, dia 20 de outubro será realizada na Arena Fonte Nova, em Salvador, uma festa em homenagem à canonização de Santa Dulce. Ainda segundo Maria Rita, em entrevista concedida ao site Mídia Bahia, há a especulação de uma grande surpresa no evento, que seria a presença do próprio cantor Roberto Carlos.

Será? Vamos torcer, né? 

Informações adicionais: https://aves.org.br

Nota do Portal Splish Splash - Clique e relembre Roberto Carlos cantando Nossa Senhora, no especial de 1993:

Derbson Frota

Sobre o autor

Derbson Frota - Professor, blogueiro, jornalista, radialista, cordelista e wikipedista, é graduado em História e especialista em Mídias na Educação e em Informática e Comunicação na Educação. Redator do Portal Splish Splash desde 2014. Leia Mais sobre o autor...

2 comentários:

  1. Maravilhosa e maravilhoso. Um rei da música e a Santa dos pobres. Somos um país abençoado. Que Deus nos abençoe sempre.

    ResponderEliminar

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 2 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil