ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/23/2019

O jornalista José Roberto Burnier descobre câncer na língua - Sociedade Brasileira de Cancerologia alerta sobre esse câncer no Julho Verde


O jornalista Roberto Burnier, da Globo News, descobre câncer na boca e SBC alerta a opinião pública sobre o Julho Verde, mês da conscientização e prevenção do câncer de cabeça e pescoço, comemorado no próximo dia 27

Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação genérica do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide e seios paranasais.

No caso do jornalista José Roberto Burnier, que apresenta o Em Ponto, na Globonews, descobriu um tumor na base da língua.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil registra, a cada ano, cerca de 40 mil novos casos desses tumores malignos. Os números correspondem a 4% de todos os tipos de câncer, sendo o terceiro mais incidente entre os homens brasileiros. Esse tipo de tumor chega a ser o terceiro tipo mais frequente em algumas regiões do país, ocorrendo sete vezes mais em homens do que em mulheres.

Ricardo Antunes, presidente da SBC- Sociedade Brasileira de Cancerologia, alerta que na maioria dos casos, o diagnóstico é tardio, o que dificulta o combate à doença e pode trazer sequelas ao paciente. “Fundamental para o tratamento é a prevenção e a detecção precoce da doença. Infelizmente, em 60% dos casos a doença está avançada quando detectada”, destaca.

Tabagismo responde pela maioria do câncer de cabeça

O tabagismo está relacionado a 97% dos diagnósticos de câncer de laringe. O álcool associado ao fumo aumenta o risco em 10 vezes para tumores nessa região.

A infecção pelo HPV (papilomavírus humano) também tem contribuído com o aumento na incidência da doença em jovens, nos últimos anos, em virtude da falta de uso de preservativos na prática do sexo oral. Esta é uma tendência mundial, já identificada também no Brasil.

Doença assintomática 

Os tumores de cabeça e pescoço podem ser assintomáticos no princípio da doença. O diagnóstico das lesões iniciais é fundamental para garantir que os índices de cura se aproximem de 100%.

Com o desenvolvimento da doença, alguns sinais e sintomas podem aparecer, como manchas brancas na boca, dor local, lesões com sangramento ou cicatrização demorada, nódulos no pescoço, mudança na voz e rouquidão, e dificuldade para engolir.Por isso, é preciso fazer o autoexame para identificar sinais como feridas na boca que não cicatrizam há mais de duas semanas ou inchaços no pescoço.

Prevenção 

A prevenção- de acordo com o cirurgião oncológico Ricardo Antunes – inclui evitar o tabagismo e o consumo abusivo de bebidas alcoólicas, vacinar-se contra o HPV, usar preservativos, manter higiene bucal adequada, consultar regularmente o dentista e ter uma alimentação equilibrada.

“No entanto, precisamos agilizar o acesso ao diagnóstico e tratamento do câncer pelo SUS para que os casos de câncer possam ser rapidamente atendidos e muitas vidas salvas. Hoje o acesso é lento e burocrático. Precisamos rever urgentemente essa questão”, alerta.

Sobre a Sociedade Brasileira de Cancerologia

Fundada em 1946, a Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC) é uma entidade civil e científica, de direito privado e sem fins lucrativos. É a mais antiga instituição no gênero na América do Sul e objetiva estudar e debater todos os problemas de combate ao câncer no Brasil, promovendo campanhas educativas e discutindo em eventos científicos os maiores avanços no tratamento oncológico.
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

GALERIA DA LUSOFONIA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil