ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/21/2019

Show de Jurema de Cândia correspondeu a todas as expectativas


Por: Carlos Alberto Alves
https://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com/
Crédito fotos: Regina Lima

A vocal de Roberto Carlos, Jurema de Cândia, aniversariou no dia 18 e resolveu festejar esta efeméride com um show no Teatro Rival, juntando o músico-vocalista Jaime Além e sua irmã Nair Cãndia. Afinal, um tridente que, em tempos idos, deliciou muita gente fãs dos Beatles e dos Mamas & Papas. E, como não podia deixar de ser, neste (adiante-se) inesquecível espetáculo, privilegiaram estes dois conjuntos. Aliás, entre os presentes, muita gente já de idade avançada e que vibrou com as intervenções deste tridente que, no nosso entender, tem que continuar juntos e porque não fazer uma turnê pela Europa, começando por Portugal (tinha que puxar a brasa à minha sardinha).

Sabe-se que, fazendo parte da orquestra RC9 na qualidade de vocal, Jurema de Cândia, muito tem beneficiado do facto de estar ao lado do rei, mas, para lá estar, pesou a sua qualidade de voz. E, de vozes, este trio tem muito que se lhe diga, ou seja, autênticos vozeirões.

Também fui daqueles que vibrou, sobretudo, com a “Beatlemania”, ou seja, do meu tempo. Não esquecendo, porém, os Mamas & Papas que, nas respectivas épocas, ocuparam lugar de destaque no panorama musical. 

Evidentemente que os brasileiros não passaram para lugar secundário. Nada disso. Cantaram e interpretaram, entre outros, Gilberto Gil, Elis Regina.

Foi ótima a apresentação no palco sob a batuta de Jaime Além. Um músico-vocalista de reconhecidos méritos. E, em relação a presença no palco, ainda ouvimos, ao nosso lado, o seguinte: “A Jurema tem uma saia muito bonita”. E eu pensei logo: adquiriu em Portugal na recente turnê de Roberto Carlos à Europa? E já que falamos do Roberto Carlos, será que alguém ainda pensou na presença do rei neste show? Não esteve, não. Acreditamos isso sim é que a Jurema, a irmã Nair Cãndia e o Jaime Além, estavam no  pensamento do Roberto Carlos.
                     

Ainda no que concerne à época áurea dos Beatles, Jaime Além opinou que “foi tempo de muito amor, de muita paz”. Subscrevemos totalmente esta asserção do categorizado músico.

Em cada interpretação do trio, que foram acompanhados por um excelente violoncelo (um  senhor chamado João), os carinhosos aplausos dos presentes que encheram literalmente o espaço reservado para o show.

No final, e de acordo do que fora anunciado previamente, foram sorteados saborosos pães da padaria de Jurema de Cândia. – Padaria O Canto do Pão.

Acresce que Jurema de Cândia, após o termo do show, conviveu com amigos e fãs no hall do teatro onde, também, se cantou os “parabéns a você”. E lá estivemos a dar um abraço na Jurema. Quando cheguei a casa, tinha no meu facebook a seguinte mensagem da própria: “Foi um  prazer conhecê-lo pessoalmente”.

                                                          
Um final de tarde-noite bem passado no Teatro Rival. Que este trio não desista dos seus propósitos. E Jurema de Cândia sabe muito bem que Roberto Carlos não é eterno.

PS – Tive “vergonha” de lhe perguntar a idade. Mas ainda é muito jovem e tem que assegurar o seu futuro como cantora. Valeu!
Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil