ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/19/2019

Copa América - Brasil empatou (0-0) com a Venezuela


Depois da sua vitória sobre a Bolívia, com uma segunda-parte em que afloraram os três golos, o Brasil, vaiado no primeiro tempo nesse esgrimir com a Bolívia, defronta na jornada-2 deste seu grupo, em Salvador da Bahia, a Venezuela, que não será, pelos vistos, uma pêra doce. Ultimamente, tem sido um adversário de respeito. Porém, não deixa de ser, em certa medida, um adversário ao alcance da "canarinha". Para este jogo, os adeptos brasileiros pediam a titularidade de Everton que, no jogo-estreia, apontou um grande golo e, com a sua entrada em campo, o Brasil se tornou mais versátil em termos atacantes.

No outro jogo deste grupo, o Peru venceu a Bolívia por 3-1. No próximo sábado, dia 22, o Peru defronta o Brasil. No jogo anterior, Peru e Venezuela empataram a zero bolas.

O BRASIL - VENEZUELA - No Brasil, o regresso de Artur que não jogou no primeiro jogo, devido a uma lesão contraída no último amistoso.

Brasil com uma toada franca de ataque, empurrando a Venezuela para o seu meio-campo. Venezuela que, diga-se, vem demonstrando ascensão nos últimos tempos. Um pormenor que o Brasil também estava de sobreaviso.

Com o Brasil completamente instalado no meio-campo venezuelano, espera-se que o golo aflorasse o mais rapidamente possível, como era desejo de todos. E as oportunidades começaram a surgir. só que não podiam ser esbanjadas ingloriamente como aconteceu, por exemplo, em relação a David Neres.

Não se pense, porém, que a Venezuela estava a ser um mero comparsa do jogo. Longe disso. Os venezuelanos revelavam arreganho, sobretudo a partir dos 20 minutos de jogo, naquele que foi o período de um Brasil mais avassalador. Contudo, o tempo ia passando e o Brasil não chegava ao golo, para desespero dos seus adeptos. Faltavam espaços para penetração, uma vez que a Venezuela estava com uma defesa reforçada com a intenção de tapar todos os caminhos de acesso à sua baliza. Para o Brasil, um jogo de paciência.

O SEGUNDO - TEMPO -  Para este período Gabriel de Jesus no lugar Richarlison. Gabriel Jesus e Roberto Firmino juntos.

O Brasil cercava por ambos os flancos em busca do almejado golo, situação que, com todo o seu denodo, os venezuelanos iam adiando, até porque para eles o empate seria "ouro sobre azul" para uma possível classificação, sabendo-se que na última ronda defrontam a Bolívia que já regista duas derrotas.

Aos 56 minutos entrou Fernandinho e saiu Casimiro.

Aos 59 minutos, Gabriel Jesus fez golo, mas acabaria por ser anulado, depois do árbitro chileno ter consultado o VAR. Anulado por impedimento de Roberto Firmino, a conclusão chegada.

Aos 71 minutos entrou Everton e saiu David Neres. 

O Brasil foi permanecendo no ataque, mas continuavam a faltar espaço para uma finalização vitoriosa. A Venezuela defendia-se com muita determinação, mais preocupada em segurar o zero-zero do que sair mais para a frente para tentar ganhar o jogo, mau grado o facto do treinador, nos últimos  minutos, ter colocado em campo mais um avançado.

E, mais uma vez, o Brasil fez golo, na sequência de uma grande jogada de Everton, Coutinho introduziu a bola na baliza, mas Firmino que tocou na bola estava impedido, O árbitro, para o efeito, consultou de novo o VAR. Foi bem anulado o golo, de novo.

O empate acaba por premiar o labor da Venezuela em termos defensivos e, também, a forma como preencheu os espaços no seu meio-campo.

Classificação deste grupo:

Brasil 4 pontos 
Peru   4   " 
Venezuela 2 pontos
Bolívia 0 pontos

Última jornada:
Brasil -  Peru 
Venezuela - Bolívia

Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

COPIE O SEU EMOTICON E COLE NOS COMENTÁRIOS


👍😀😁😄😇😉😊😋😌😍😎😏😐😕😘😛😞😤😥😧😩😭😮😰😴🐞🐢👄💗💙👻👽🎃🎄🎅🎂🍺🍻🍹🍷

VARIAÇÕES EM A DISTÂNCIA (PARTE 1 DE 2)

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil