ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/06/2019

22ª edição do "HÁ TEATRO NO CAMÕES" | CCCP 14 e 15/05


Dias 14 e 15 de Maio (3ª feira e 4ª feira) de 2019, pelas 17H00, no AUDITÓRIO PEPETELA do CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50).

A propósito de uma obra de teatro de José Mena Abrantes, o escritor e poeta Manuel Rui diz “O teatro decorre de uma necessidade vital, apontando sinais de que a representação está em toda a vida enquanto acontecimento social de estética como encontro, comunhão de proximidade ou distância de frente a frente”.

“HÁ TEATRO NO CAMÕES” vai apresentar, dias 14 e 15 de Maio, um Programa que envolve grupos teatrais, actores, encenadores, dramaturgos e reputadas figuras ligadas ao mundo teatral angolano. O Auditório Pepetela do CAMÕES vai ser animado com Mesas Redondas, Debates/Conversas e Momentos Teatrais.   

Serão realizadas Mesas Redondas, nos dois dias consecutivos. No primeiro dia, sobre “A Plateia – A Maka do Teatro” e, no segundo dia, sobre “Os Caminhos da Profissionalização do Teatro Angolano na Apreciação dos Finalistas do CEARTE e ISART”. Serão apresentadas, nos dois dias, peças de pequeno formato de grupos teatrais de Luanda.  

Dia 14 (3ª feira)
17H00 – Mesa Redonda sobre “A Plateia – A Maka do Teatro” com a participação de Armando Rosa, Manuel Gonçalves, Pedro Kissanga, Fernando Caculo, Osvaldo Moreira e Inok Caracol

19H00 – Momento Teatral
Grupo – Grupo Twana Twangola
Peça – A Plateia – A Maka do Teatro
Autor – Fernando Lira “O Público”
Director e Encenador – Anovaonuel Adi   
Sinopse: Uma comédia, num único acto, que retrata os diversos problemas vividos pelos criadores de teatro em Angola. Uma paródia sobre o comportamento dos espectadores durante as exibições. A peça mostra as mais variadas facetas que caracterizam o público no teatro, bem como os actores no seu dia-a-dia.

Dia 15 (4ª feira)
17H00 – Mesa Redonda sobre “Os Caminhos da Profissionalização do Teatro Angolano na Apreciação dos Finalistas do CEARTE e ISART” com a participação de Tony Frampénio, Fernando Quissola, Bruno Clemente, Silva Canganjo, Estefania Yundina e José Luamba.

19H00 – Momento Teatral
Grupo – Colectivo de Artes Santa Isabel
Peça – Presente, Futuro
Director Artístico – Mpinze Conde Pedro
Encenador – Mário Polega
Sinopse: Júlia, depois de ser violada por Walter, seu namorado há dois meses, separa-se e descobre que está grávida dele. O que deverá fazer? Criar o filho ou fazer um aborto? Na tentativa de abortar ela depara-se, em sonho, com o seu futuro filho com quem tem uma longa conversa. 

Sem comentários:

Enviar um comentário