ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/11/2019

Pesquisa OLX e Ibope: 72% dos internautas brasileiros consideram vender os itens sem uso que estão parados em casa


72% dos internautas brasileiros consideram vender os itens sem uso que estão parados em casa

Se todos esses produtos fossem vendidos, R$ 277 bilhões circulariam na economia do país

Para dimensionar o potencial do mercado de seminovos e usados no Brasil, a OLX encomendou um estudo do IBOPE Conecta pela segunda vez. O levantamento aponta que 72% dos internautas brasileiros consideram vender os objetos que não usam mais e que estão parados em casa. A pesquisa calculou, ainda, que o potencial financeiro dessas transações poderia alcançar R$ 277 bilhões.

Além disso, a pesquisa também revela que 85% dos internautas brasileiros têm algum produto parado em casa - esse número é seis pontos percentuais menor do que o resultado da mesma pesquisa realizada em 2016 (91%), o que indica que o hábito de desapegar está crescendo – os itens não ficam mais parados em casa, pois os brasileiros têm vendido esses produtos que ainda podem ser úteis para outras pessoas.

“Nos últimos dois anos, registramos um crescimento de 31% no número de pessoas que negociaram com sucesso por meio da OLX, o que corrobora com essa diminuição de pessoas acumulando coisas paradas em casa, indicada pela pesquisa do IBOPE”, comenta Marcos Leite, Vice-Presidente Executivo da OLX no Brasil. “A OLX mudou a forma de consumo dos brasileiros, que passou a ser mais inteligente e sustentável. Os consumidores já estão desapegando de seus itens e se capitalizando antes de comprar alguma outra coisa”, completa.

Segundo a pesquisa do IBOPE Conecta, os segmentos com o maior número de entrevistados que têm objetos sem uso e consideram vender são Moda e beleza (74%), Música e hobbies* (74%), Eletrônicos e celulares (84%), Para a sua casa (81%) e Artigos infantis (77%). Muitos entrevistados possuem itens em mais de uma categoria, inclusive.

Potencial financeiro da venda dos itens sem uso

Para mostrar o potencial financeiro que está acumulado e parado nas casas dos internautas brasileiros, o IBOPE calculou o valor médio de itens anunciados na OLX e chegou a um potencial financeiro da venda de todos esses produtos nas diferentes categorias - mais de R$ 277 bilhões 

O VGV (Valor Geral de Vendas) da categoria Eletrônicos e celulares, por exemplo, alcançaria R$ 68 bilhões. Ou seja, se todos os entrevistados que possuem eletrônicos e celulares sem uso decidissem vendê-los, movimentariam essa quantia na economia do país. Já em Moda e beleza, o VGV seria de R$ 54.3 bilhões.

Amostra

A pesquisa foi realizada entre os dias 21/08/2018 e 03/09/2018, pelo IBOPE Conecta, e ouviu 2029 internautas, homens e mulheres, de 16 anos ou mais, das classes socioeconômicas ABCDE, com abrangência nacional.
OLX Brasil

A OLX estimula uma cultura de consumo consciente, conectando pessoas para que elas possam comprar e vender de forma fácil e rápida.  A empresa é líder no mercado de compra e venda online no Brasil, incluindo uma sólida atuação em Autos e Imóveis. Com meio milhão de anúncios todos os dias e uma média de 2 milhões de vendas por mês – cerca de 50 por minuto –, a OLX é uma das empresas de tecnologia que mais crescem no Brasil.

Presente no país desde 2010, hoje a OLX conta com escritórios em São Paulo e no Rio de Janeiro e tem um time de quase 600 profissionais. Nos últimos anos, a OLX investiu e lançou no mercado plataformas especialistas e verticalizadas para anunciantes profissionais de imóveis e autos - em 2017, a empresa lançou o Storia Imóveis e, em 2018, trouxe ao mercado o Autoshift.

A OLX Brasil é uma empresa brasileira, que desenvolve tecnologia e produto 100% localmente, mas com os dois maiores grupos de mídia e investimento em marketplaces do mundo como acionistas: o sul-africano Naspers e o grupo norueguês Schibsted.
LinkedIn: OLX Brasil
Facebook: OLX Brasil
Twitter: @OLX_Brasil
Instagram: olxbrasil
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil