ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/22/2019

Faculdade Santa Marcelina realiza 1º Encontro Nacional de Profissionais da Voz Cantada


A unidade de Perdizes recebe evento criado para debater as técnicas vocais, os papéis dos profissionais que cuidam da voz e as perspectivas de futuro da profissão

No dia 11 de maio, a partir das 8h30, a unidade de Perdizes da Faculdade Santa Marcelina irá receber o “1º Encontro Nacional de Profissionais da Voz Cantada”. Promovido pela Vocal SP e pela instituição, o evento é direcionado aos profissionais e alunos da área.

Participarão do evento renomados profissionais da música, que terão a oportunidade de debater sobre as técnicas vocais, os papéis dos profissionais que cuidam da voz e as perspectivas de futuro da profissão. “Os temas do encontro são importantes por estarem diretamente ligados aos processos de construção vocal e ao mercado de trabalho de quem atua na voz cantada. É uma abertura de portas para assuntos que os profissionais da voz cantada e os alunos da área precisam debater, a fim de que possam aprofundar sua compreensão sobre as principais questões envolvidas nesse campo de trabalho”, afirma Joana Mariz, professora da graduação em Música da Faculdade Santa Marcelina.

A programação do evento inclui o painel “Os diversos gêneros de canto da atualidade: estética, mercado, perfil de cantores e alunos”, que contará com a participação de Regina Machado, professora de Canto Popular Brasileiro da Unicamp-SP, Isabêh, professor de Canto Gospel e diretor do INV-SP, Luisa Francesconi, cantora e professora de Canto Lírico do Studio Marconi Araújo-SP e Sara Sarres, cantora e professora de Teatro Musical da Studio S-SP.

Além do painel, o encontro também terá duas mesas redondas. A primeira sobre “Formação do cantor: quais os possíveis papéis de professores de canto, preparadores vocais, fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas?”, que será mediada por Mauro Fiuza, do Estúdio de Voz Mauro Fiuza, e contará com a participação de Fernanda Maia, preparadora vocal do Núcleo Experimental de Teatro-SP, da professora Joana Mariz, Luciano Neves, professor de otorrinolaringologia da Unifesp-SP e Cláudia Pacheco, fonoaudióloga do CEV-SP.

A segunda mesa redonda abordará a “Expressividade e técnica vocal no canto: vínculos e intersecções”, que será mediada por Renata Gelamo, arte-educadora e fonoaudióloga do Ateliê de Voz-SP. Os participantes que compõem a mesa são: Angelo Fernandes, professor de canto da Unicamp-SP, Consiglia Latorre, professora de canto da UFC-CE, Fernando Zimmermann, professor de canto do Instituto Full Voice-SC, e Janete el Haouli, pesquisadora e musicista da TOCA: arte ação criação-PR.

O evento se encerra com a palestra e debate “Perspectivas de atuação para o profissional da voz cantada: o futuro visto pela lente da história”, com o professor Cacá Machado, da Unicamp. O debate será mediado pela Professora Monica Thiele, diretora do Canto Integrativo.

Veja a programação completa do “1º Encontro Nacional de Profissionais da Voz Cantada” no link: https://bit.ly/2Kecp3Z

Sobre o curso de Bacharelado em Música

O curso de Música da Faculdade Santa Marcelina tem o compromisso com a contemporaneidade, tanto em relação às tendências artísticas quanto ao campo de atuação do profissional de música. É reconhecido por sua tradição e excelência na formação de músicos que ocupam espaço de destaque no cenário nacional e internacional da música. O aluno encontrará toda a infraestrutura necessária para seu desenvolvimento, um corpo docente formado por músicos altamente qualificados e de grande projeção no meio musical; grade curricular que contempla os gêneros erudito e popular; uma orquestra residente que disponibiliza concertos anuais para alunos instrumentistas e regentes; estúdio de gravação; integração com grupos institucionais, como a Big Band da Santa; salas de estudo individuais com tratamento termo acústico; realizações interdisciplinares e possibilidades de ações integradas a outros cursos da instituição.

Sobre a Faculdade Santa Marcelina

Faculdade Santa Marcelina é uma instituição mantida pela Associação Santa Marcelina – ASM, fundada em 1º de janeiro de 1915 como entidade filantrópica. Desde o início, os princípios de orientação, formação e educação da juventude foram os alicerces do trabalho das Irmãs Marcelinas. Em São Paulo, as unidades de ensino superior iniciaram seus trabalhos nos bairros de Perdizes, em 1929, e Itaquera, em 1999. Para os estudantes é oferecida toda a infraestrutura necessária para o desenvolvimento intelectual e social, formando profissionais em cursos de Graduação e Pós-Graduação (Lato Sensu). Na unidade Perdizes os cursos oferecidos são: Música, Licenciatura em Música, Artes Visuais, Licenciatura em Artes Plásticas e Moda. Já na unidade Itaquera são oferecidas graduações em Administração, Ciências Contábeis, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Nutrição e Tecnologia em Radiologia.

Sem comentários:

Enviar um comentário