ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/11/2019

Federação das Associações Muçulmanas do Brasil lamenta morte de Ricardo Boechat


 Nota de pesar
“Somos de Deus e, por certo, a Ele retornaremos” – 2.156

São Paulo, 11 de fevereiro de 2019 - Entidade representativa do Islam no país, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (FAMBRAS) lamenta, profundamente, o falecimento do jornalista Ricardo Boechat, do Grupo Bandeirantes de Comunicação, na data de hoje.

Jornalista premiado e dotado de grande credibilidade junto à opinião pública, certamente fará muita falta ao jornalismo brasileiro. Comunicadores que têm compromisso com a verdade são essenciais não só para disseminar fatos e notícias, mas também, para dar voz aos anseios da sociedade – acompanhando, fiscalizando e denunciando o que vai contra ela. Assim o fez Ricardo Boechat.

Rogamos a Deus que receba Boechat com misericórdia e console seus familiares, amigos e admiradores – votos igualmente estendidos ao piloto que o acompanhava, Ronaldo Quattrucci.

Federação das Associações Muçulmanas do Brasil

Sobre a FAMBRAS
A Federação das Associações Muçulmanas do Brasil - FAMBRAS, foi criada há quase 40 anos. Atua nos âmbitos religioso, social, cultural, econômico e diplomático. Dentro destas esferas, desenvolve projetos que contemplam a divulgação do Islam e ações educacionais, culturais e assistenciais - tanto em benefício dos muçulmanos como das comunidades carentes do Brasil. Outras preocupações da FAMBRAS são ajudar a manter vivas as práticas do Islam e combater o preconceito aos muçulmanos por meio da informação.
O trabalho da Federação conta com o reconhecimento de renomadas instituições nacionais e internacionais. O apoio da FAMBRAS Halal - a primeira instituição certificadora Halal do Brasil, em operação desde 1979 – tem sido determinante para a concretização e ampliação dos projetos a cada ano. A certificadora é líder de mercado e realiza auditorias, abate, inspeção, supervisão de produtos e implantação do Sistema de Garantia Halal junto a indústrias e frigoríficos interessados em comercializar seus produtos especialmente para países árabes.

Sem comentários:

Enviar um comentário