ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1 de dezembro de 2018

Agenda Audio Rebel - Dezembro 2018

Cantor e compositor carioca Pepê

01/12 - Pepê

O cantor e compositor carioca Pepê está lançando seu primeiro disco solo, “Salto Alto”, com influências de jazz, do blues, do rock e da MPB. Pepê tem músicas gravadas por artistas como Elisa Balbi, Bipe e Georgeana Bonow. Nesse disco, ele conta com Helio Ratis na bateria, Flávio Mangaba no contrabaixo e Wagner Vallim Filho na guitarra, power trio que o acompanha também em shows. No repertório estarão “Criado mudo”, música que abre o disco; “Tou”, parceria com Mauro Rebello; “Long distance call”, a única em inglês; e a homônima “Salto alto”, que ganhou videoclipe.
Horário: 19h
Ingressos: R$20 (antecipado) / R$30 (na hora)

02/12 - Manual de Combate + Oruã

Manual de Combate traz à Rebel a turnê “Neolenguas”, que passa por Brasil, Argentina e Uruguai ao longo de dezembro. A banda conta com três anos de trajetória e soma turnê européia, shows no Chile, e discos split com bandas de Valparaíso e Barcelona. Oruã, formado por Lê Almeida, João Luiz e Phill Fernandes, surgiu em 2016, durante sessões de improviso gravadas em cassette, recortadas, remontadas e coladas, dando origem ao disco “Sem Bênção / Sem Crença”, lançado no Brasil pela Transfusão Noise Records e distribuído nos Estados Unidos em LP duplo via IFB Records. Unindo tons de krautrock e free jazz, as letras trazem mensagens codificadas e simbologias teleguiadas.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

03/12 - Thomas Simon + Luizinho Salles

Thomas Simon, artista nascido na Europa e co-proprietário da Endorphin Records & Films, retorna à Audio Rebel. O músico fez uma turnê internacional com bandas de rock alternativo (Love Alien, MUSICIENS SANS FRONTIÉRES); criou música para cinema, TV e teatro; trabalhou como diretor de fotografia, editor e produtor em filmes narrativos, documentários, programas ativistas e educacionais, bem como eventos ao vivo de alto perfil. Ele apresenta o álbum “Vortex”: “‘Vortex’ é tanto uma paisagem sonora ou filme musical como é um álbum. Não é surpresa que Simon mencione o grande escultor de sons Brian Eno como a maior influência em seu trabalho. Mas como todo visionário, A voz de Thomas é inteiramente única.” (Beat Wire). Logo em seguida, os experimentos musicais de Luizinho Salles.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

04/12 - Rosa Barroso

Show de músicas inéditas e autorais da compositora e cantora Rosa Barroso, com melodias e letras que passeiam por estilos musicais variados, valorizando a poesia e o feminino. São músicas próprias ou em parceria com Carlos Malta, Mônica Leme e Duba Elia. Rosa Barroso (voz e violão) sobe ao palco com Marcelo Callado (percussão), Gabriel Liotto (violão) e Iuri Moura (violão de 12 cordas). As canções estarão no EP “Luz e Amor”,  produzido por Callado.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

05/12 - Sylvio Fraga Sexteto + Thiago Amud

O show mostra o repertório autoral de Sylvio Fraga, com canções do novo disco a ser lançado no primeiro semestre de 2019, além de parcerias com Thiago Amud e Pedro Carneiro. Fraga (voz e violão) se apresenta com José Arimatéa no trompete, Bruno Aguilar no contrabaixo, Mac Willian Caetano na bateria, Lucas Cypriano nos teclados e Bernardo Ramos na guitarra. Eles recebem o convidado especial Thiago Amud.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

06/12 - Pedro Mann

Show de lançamento do clipe de "Por Perto". No setlist constarão músicas dos dois primeiros discos de Pedro Mann, além de inéditas, que o cantor prepara para seu próximo trabalho de estúdio - com lançamento previsto para o segundo semestre de 2019. 
Horário: 20h
Ingressos: R$20

07/12 - Darvin + Triunfe

Darvin-Crédito Levitate Fotografia Gabriela Moura.

Darvin é uma das bandas mais antigas em atividade no cenário punk carioca, com mais de 20 anos de estrada, trazendo sucessos como "É tão raro", "Apague a Luz", "Podia ser Pior" e "Abril". O grupo faz seu último show do ano, com abertura de Triunfe, quinteto de São Gonçalo que traz o hardcore melódico no seu DNA.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

09/12 - Rieg + Benjão

Rieg - Crédito Rafael Passos

Noite de trip hop, música experimental e eletrônica. Direto de João Pessoa e formado pelo americano e alemão Rieg R (voz/sampler/synth), Daniel Jesi (baixo) e Nildo Gonzalez (bateria), o trio de trip-hop Rieg lançou seu disco de estreia, o enigmático “12:00”, em março. O grupo surge como um dos nomes mais interessantes da recente cena musical paraibana com uma discografia composta por 5 EPs e 1 álbum conceitual. Em todos eles a Rieg traz uma temática específica, mesclando uma sonoridade retrofuturista calcada no trip-hop e no pop experimental. Gustavo Benjão é músico e compositor. Faz parte das bandas Abayomy Afrobeat Orquestra e Do Amor. Já tocou com Moreno Veloso, Rodrigo Amarante, Thais Gulin, Nina Becker e Lucas Santtana. Como artista solo, lançou o álbum “Hardcore Nêgo” (2015), e recentemente, o single “Zumbi”, com André Abujamra.
Horário: 18h
Ingressos: R$20

10/12 - Subcena #13 com Lucas Matos e Dimitri Br / B-aluria e Bernardo Girauta

Última Subcena do ano traz duas sessões de poesia ao vivo. Dimitri é músico e escritor, autor de “OCUPA” e “Breviário da sagrada dúvida”, integrou bandas e compôs para teatro, cinema, novela, escola de samba e videogame, mesclando linguagens e canção popular. Lucas Matos é ator e poeta,  autor de “Três semblantes” (2015) e “1989” (2018). Gabriela é poeta e toca no b-Aluria, projeto solo de música experimental que trabalha com cut-ups de voz e som, colagens de áudio que geram narrativas descontínuas. Lançou o EP “[vers]” e o disco “caos com nome” pela Seminal Records. Girauta acaba de lançar seu primeiro álbum solo, "duas pessoas vestindo trajes formais sentadas atrás de uma bancada sobre um fundo azul", também pela Seminal Records.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

11/12 - Almério / Juliano Holanda / PC Silva / Martins

Este espetáculo é a reunião de quatro artistas do atual momento musical de Pernambuco. É um encontro de compositores e intérpretes ao redor da canção e suas várias matizes. Almério já dividiu o palco com a cantora baiana Mariene de Castro, conta com dois CDs gravados e uma passagem pelo Rock in Rio 2017. Juliano Holanda possui 3 discos e canções gravadas por Elba Ramalho, Filipe Catto, Laila Garin e outros. Também integra a Orquestra Contemporânea de Olinda, onde é guitarrista e compositor. Martins é compositor, e poeta. Integrou o grupo Sagaranna, onde também tocava rabeca, e hoje faz parte da banda Marsa. Por fim, PC Silva se destaca pelas suas canções com letras marcantes, como as que fizeram parte do repertório da bandavoou. Atualmente está em produção do seu próximo disco, que terá participação da cantora Mônica Salmaso e produção musical de Juliano Holanda.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

12/12 - Rodrigo Coelho - Grassmass

Moacir Santos e Steve Reich foram as maiores influências estéticas para que o projeto Grassmass se tornasse um ambiente de estudo das relações entre música eletrônica experimental e pulsos africanos. A música brasileira como ponto de conexão entre passado e futuro vem sendo o cerne da busca do produtor pernambucano Rodrigo Coelho, que concebeu um tributo ao aclamado álbum “Coisas” (1965), de Moacir Santos. COISAS2018 é uma homenagem fora do jazz, uma transposição dos mantras de Moacir a ares contemporâneos - sintetizadores modulares e guitarras ocupam as vozes que seriam dos sopros, e a  formação clássica do jazz dá lugar a texturas ruidosas permeadas por toques distorcidos da percussão afro-pernambucana, tecendo uma paisagem sonora urbana numa tour de force inspirada na iconoclastia do universo Moacir Santos.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

13/12 - Budweiser apresenta: Mauricio Pereira

O compositor, cantor, ator, jornalista, locutor e saxofonista apresenta na Audio Rebel o repertório do elogiado álbum “Outono no Sudeste”. Lançado este ano, o trabalho foi produzido por Gustavo Ruiz e marca seu sétimo disco solo, mesclando uma visão ao mesmo tempo clássica e contemporânea, com pinceladas pop. O show faz parte da programação mensal da Budweiser na Rebel, promovendo noites ao som do melhor da produção musical brasileira.
Horário: 20h
Ingressos: R$25 (antecipado) / R$30 (na hora)

14/12 - Baptiste Herbin

O saxofonista francês também é professor e dá master classes ao redor do mundo. Sua música e estilo são influenciados por Charlie Parker, Cannonball Adderley, Ornette Coleman, Maceo Parker, John Coltrane, mas também compositores clássicos, como Debussy, Ravel e Bach.
Horário: 20h
Ingressos: R$30

15/12 - Juan Wauters

Juan Wauters em Buenos Aires-Divulgacão

Juan Wauters desembarca pela primeira vez no Rio de Janeiro. Nascido em Montevidéu, no Uruguai, ele mora em Jackson Heights desde 2002. Por cinco anos, se apresentou com The Beets e lançou três álbuns. Juan lançou seu primeiro álbum solo (N.A.P.) em 2014. No ano seguinte, lançou seu segundo álbum, "Who Me?". Desde 2016, Juan se apresentou em sua terra natal, dirigiu o filme "Romane" no sudoeste da França e viajou pela América Latina. E 2017, foi para a Cidade do México compor e posteriormente gravou músicas na Argentina, Uruguai, Chile, Peru, México e Porto Rico. Embora gravada inteiramente em espanhol, a música de Juan ainda mantém um estilo nova-iorquino. O primeiro de uma trilogia, o álbum “La Onda de Juan Pablo” reflete o melhor de todas as culturas e influências. A previsão de lançamento é 2019.
Horário: 22h
Ingressos: R$20

16/12 - Plastic Fire

O quarteto de hardcore Plastic Fire apresenta canções do seu álbum de estreia “Existência Parcial” (2008), “A Última Cidade Livre” (2010) e o mais recente, “CidadeVelozCidade” (2014). A banda de Madureira é formada por Reynaldo (voz), Daniel (guitarra), Marcelo (bateria) e Marcio (baixo) e faz o último show do ano, visando a arrecadar fundos para seu próximo disco.
Horário: 18h
Ingressos: R$20

18/12 - Uma Noite em Júpiter - Saudação a Flávio Basso

Laura Lavieri, Marcelo Callado, Kassin, Nervoso e Melvin se reunirão para tocar grandes clássicos de Júpiter Maçã, músico gaúcho falecido em 2015. A noite reprisa o show especial que estreou em novembro.
Horário: 20h
Ingressos: R$20

21/12 - The Lautreamonts + Trash No Star + Toxina

Lautreamonts - Crédito Victor Bittercourt

O selo independente feminista Efusiva apresenta show de Lançamento de “Who Are You Wearing?”, disco de estréia da banda The Lautreamonts. O duo, formado por Hudson e Martha F., combina música oriental, bastante percussão, experimentações e uma dose generosa de post-punk. Dividindo a noite, Trash No Star e Toxina. A primeira é uma tensão estereofônica gerada por Letícia Lopes (guitarra e voz), Felipe Santos (baixo e voz), e Pedro Millecco (bateria). Em 2013 lançaram o debute “Singles Ladies”, com letras sobre problemas do cotidiano urbano contemporâneo, alienação, frustrações e do universo feminino, como a escolha por direcionamentos de contestação ao machismo. Depois de um hiato, a Trash No Star acaba de retornar aos palcos e ao estúdio, prometendo um novo disco para 2019. E Toxina é Marcelle Helt (Catillinárias e Errática), Yuri Santos (Drugged Doll), Roque Anderson (Drugged Doll) e Sandra Dasanti. A banda iniciou os trabalhos em 2018 e tem como principais referências Alice in Chains, Babes in Toyland e Sleater Kinney.
Horário: 18h
Ingressos: R$20

22/12 - Bacafest com Matilha, Punching Namard e Bambino e o Signo dos Pássaros

Punching Namard mistura o peso e sujeira do punk tradicional com os fraseados melódicos e instrumentos da música folk irlandesa e celta, lembrando nomes como Flogging Molly, Fiddler’s Green e The Real McKenzies e tocam as músicas do EP homônimo. O grupo divide a noite com Matilha Temporium, banda criada em 97 misturando elementos de outros gêneros musicais com o metal e letras focadas na observação da luta social. Por fim, Bambino passou por bandas como Spllash! e Sofia Pop e traz uma sonoridade rock cosmopolita e tropical. Em 2018, apresentou o disco “Signo dos Pássaros”, um fanzine musical, de canções entrelaçadas por recortes de poesia e gravuras. Em clima de Natal, essa edição do BacaFest promove uma campanha de doação de brinquedos, que serão enviados a instituições carentes. Quem levar um brinquedo, novo ou usado, paga meia entrada.
Horário: 20h
Ingressos: R$20 (inteira) / R$10 (meia - mediante doação de brinquedo)

Sobre a Audio Rebel

Localizada em um sobrado de Botafogo, Zona Sul carioca, a Audio Rebel é um complexo com quatro salas interconectadas e isoladas acusticamente, uma loja de instrumentos e acessórios e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). Oferecemos serviços de sound design, trilha sonora, foley, dublagem, mixagem 2.0 e 5.1, masterização, gravação de voz, gravação de áudios adicionais para cinema, gravação e produção de áudio books e book trailers, áudio para instalações e performances artística.

SERVIÇO:
Agenda Audio Rebel - Dezembro 2018
Local: Audio Rebel
Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Classificação: 16 anos
Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)
Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito.
Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito
Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis