ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2 de abril de 2018

Desigualdade no esporte


espnW, Penalty e Netshoes colocam em jogo bolas especiais contra a desigualdade no esporte

Projeto “Inequality Balls” alerta para a desigualdade de gênero ao transformar bolas de diversas modalidades esportivas em representações visuais do problema

A espnW, em parceria com a Penalty e a Netshoes, lança uma campanha que ilustra a desigualdade entre homens e mulheres no esporte. O objetivo é evidenciar a discrepância de investimentos, premiações e salários entre os gêneros. 

O projeto, idealizado pela agência Africa, terá um filme de lançamento com atletas ícones do esporte nacional como Jaqueline Silva, Virna Dias, Betina Schmidt e Camila Brait, do vôlei, Alline Calandrini, do futebol e Marisa Cintra, do futebol freestyle. Batizadas de Inequality Balls, as bolas, que foram produzidas pela Penalty, serão vendidas pela Netshoes e a renda será revertida para a ONG de empoderamento feminino Think Olga. 

Recentemente, a ESPN anunciou que ampliará a sua programação de esportes femininos, adquirindo os direitos para a exibição do Campeonato Italiano e da Champions League de vôlei, além da Champions League de futebol feminino. “A ESPN se orgulha de ter levantado essa bandeira de forma pioneira. A plataforma espnW completou dois anos no Brasil e hoje é um pilar importante para a nossa marca. O esporte feminino é um dos pilares do canal ESPN Extra e cresce a cada ano o número de mulheres que acompanha nossas transmissões e programas na TV e no digital. Nós iremos sempre buscar o melhor pelos fãs de esporte”, destaca Leandro Simões, gerente de marketing da ESPN.  

O projeto surgiu em resposta à pesquisa produzida pelo jornal britânico Sporting Intelligence que, em 2017, analisou a remuneração de 465 times de 29 ligas, em 16 países e 9 modalidades diferentes e evidenciou que a disparidade está presente em todos os esportes. Para chamar a atenção sobre o tema e instigar iniciativas de mudanças efetivas, o projeto contempla bolas de basquete, futebol, handebol e vôlei.  

De acordo com dados da pesquisa, no basquete, uma jogadora ganha até 96 vezes menos do que um jogador de mesmo nível técnico. Já no futebol, as bolas chamam atenção para o fato de que a média salarial de um único jogador é maior do que a média de um time inteiro com vinte atletas de futebol feminino.

A linha de bolas mostra que as diferenças também estão no handebol: o ganho médio das jogadoras que praticam a modalidade na Europa não passa de 34 mil dólares, enquanto os homens possuem médias salariais que superam a casa dos milhões. Mesmo em esportes como o tênis, em que o assunto é amplamente discutido há décadas, alguns torneios ainda apresentam grandes diferenças. Há campeonatos em que o valor da premiação para as mulheres chega a ser metade do que é entregue aos atletas masculinos.

O vôlei feminino desperta a atenção para um problema que vai muito além dos números. Neste esporte, a inequality ball questiona a diferença de conteúdos não sexistas nas modalidades masculina e feminina.

“Transformar nosso produto em um símbolo contra a desigualdade está 100% alinhado com o posicionamento da Penalty, pois acreditamos no poder transformador e inclusivo de uma bola. O esporte é democrático, une pessoas. Acreditando na performance da mulher no esporte, a Penalty já atua com produtos voltados para o público feminino, com bolas desenvolvidas com base na anatomia da mulher, oferecendo melhor desempenho às atletas. Acreditamos que o espaço no esporte destinado a homens e mulheres deva ser igual e precisamos que todos aqueles que fazem parte do incentivo à pratica esportiva discutam um projeto concreto de inclusão e de igualdade entre gêneros”, afirma Guilherme Ken, Head de Produtos e Marketing da Penalty.

“Estamos muito felizes em participar dessa ação e poder levar a Inequality Balls para todo o Brasil. A Netshoes sempre está atenta a novas oportunidades a fim de inspirar e transformar a vida das pessoas com mais esporte e lazer. Essa é uma iniciativa importante que busca democratizar, apoiando a igualdade entre gêneros nas categorias esportivas e segue com o nosso posicionamento de marca que é conectar as pessoas ao esporte”, afirma André Shinohara, CSMO da Netshoes.

O lançamento da campanha acontece no dia 29 de março, com o filme na ESPN e site oficial sobre a iniciativa, em que se pode adquirir as bolas e contribuir para a igualdade no esporte. Outras informações em: www.inequalityballs.com

Sobre a ESPN:

Líder mundial em esportes, a ESPN chegou ao Brasil em 1989 e foi o primeiro canal esportivo da TV paga no país. Referência em conteúdo multiplataforma e jornalismo de credibilidade, a ESPN conta com quatro canais nas operadoras de TV por assinatura do mercado brasileiro: ESPN Brasil (canal com destaque para as atrações do jornalismo como SportsCenter, Bate Bola, Bola da Vez e Resenha ESPN, além de grandes jogos do futebol internacional), ESPN (NFL, NBA, MLB, NHL, tênis e futebol internacional), ESPN+ (futebol internacional, eSports, esportes americanos, surfe, rugby, ciclismo e poker) e ESPN Extra (canal focado em eSports, esportes radicais e X Games). O WatchESPN, plataforma disponível para iOS, Android e desktop, permite aos fãs de esportes assinantes de planos de TV por assinatura ou planos de internet banda larga o acompanhamento da programação dos canais em tempo real, além de oferecer mais de 600 títulos no acervo de conteúdo sob demanda. A marca ainda disponibiliza notícias e vídeos exclusivos via ESPN App e portal ESPN.com.br. Fundada em Bristol, Connecticut, em 1979, a ESPN tem como filosofia servir aos fãs de esporte em qualquer hora e lugar. Atualmente a empresa oferece conteúdo aos fãs em mais de 60 países, nos cinco continentes. A ESPN é marca pertencente aos grupos The Walt Disney Company e Hearst Comporation.

Sobre a Penalty

Especializada em produtos para a prática esportiva, a Penalty® foi criada em 1970 pelo Grupo Cambuci, única multinacional de esportes do Brasil. A marca é a maior fabricante nacional de material esportivo e uma das precursoras do segmento no país. Na década de 1990, a Penalty seguiu com projetos de expansão e anunciou a criação de uma filial na Argentina, a primeira fora do Brasil, consolidando sua presença na América do Sul e no cenário internacional. A Penalty é pioneira no mercado de bolas, sendo a única fabricante brasileira com certificação internacional emitida pelas quatro instituições máximas das principais modalidades com bola: FIFA (futebol), FIVB (vôlei), FIBA (basquete) e IHF (handebol).

Sobre a Netshoes

A Netshoes é uma das principais plataformas de consumo online da América Latina, com operações próprias no Brasil, na Argentina e no México. Com mais de 2,5 mil colaboradores e, por meio dos e-commerces Netshoes, Zattini e shoestock, oferece um amplo portfólio de produtos e serviços nas categorias de esporte, moda e beleza. A empresa também opera mais de 20 e-commerces na região, como as lojas oficiais da NBA, NFL, Olympikus e Puma, e dos principais clubes de futebol dos países em que está presente, como Corinthians, São Paulo, River Plate, Chivas e América do México, entre outros. Comprometida com o consumidor e com a visão de ser referência global em experiência de compra online, a Netshoes é guiada pela inovação e conectividade em multiplataformas.

Assista ao filme da campanha:

INEQUALITY BALLS - MAKING OF
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis