ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7 de março de 2018

Festa Sopa - Evento moderninho desembarca no Teatro Rival com os DJs Babaioff e Marcelo H.


Uma mistura disso, um pouco daquilo, junto com outras coisinhas e pronto, estava feita a Festa SOPA, que traz a cena carioca o músico e artista plástico Marcello H. Músico (Vulgue Tostoi, o ator Armando Babaioff, as produtoras Daniela Cantagali e Nina Franco realizando uma festa “pra se soltar e dançar”, no próximo dia 10 de março, sábado, às 23h30, no Teatro Rival Petrobras. Nesta edição, os DJs homenageiam o “muso da tropicália”, Caetano Veloso.

A Festa SOPA mistura a elegância tropical com uma sonoridade quente, dançante e sem medo da mistura. Influências regionais brasileiras se juntam à música pop rock internacional com os DJs tocando as músicas mais pedidas das rádios, aquelas que pedem na hora, as que todo mundo ama e, claro, aquelas que ninguém sabia que gostava. Nesta edição a pista terá sets especiais compostos por sucessos do cantor e compositor Caetano Veloso.

A festa nasceu de forma despretensiosa: os amigos Armando Babaioff e Marcello H. queriam reunir outros amigos para “dançar até o sol raiar”. A ideia central é “fazer com que os participantes se sintam em casa rodeados de amigos e amigos dos amigos”, descreve a produção do evento. No som moderninho, claro, estão Babaioff, Marcello H e um terceiro DJ convidado. São três estilos diferentes de tocar, mas com uma única função, manter a pista animada.

Na festa é possível ouvir do Gipsy Punk do grupo Gogol Bordello ao Frevo e Maracatu de Recife, do Kuduro do Buraka Som Sistema ao Sirimbó de Pinduca, à brasilidade de Maria Bethânia dividindo espaço com o Tecnobgrega do Gang do Eletro e Gaby Amarantos, até aos americanos do Major Lazer passando pela francesa ZAZ. Cumbia, Electro Swing e New Jazz também não passam despercebidos, assim como Indie e Rock.

Famosos atacam de DJs

O ator Armando Babaioff, longe das novelas desde A Lei do Amor, escrita por Maria Adelaide Amaral na Globo, causou alvoroço ao aparecer nú como um peão de fazenda no filme “Introdução à Música do Sangue”, de Luiz Carlos Lacerda. Ele também foi o responsável por reeditar o personagem Dedé, no remake de “Os Trapalhões”.

O artista ganhou destaque na ribalta da cultura nacional ao receber cinco indicações ao Prêmio Shell, sete ao Cesgranrio, dez ao Botequim Cultural e dezessete ao Prêmio Cenyr de Teatro, pela peça "Tom na Fazenda" (montagem canadense de Michel Marc Bouchard) que foi adaptada para o Brasil graças a Armando Babaioff que, além de idealizar, produzir e atuar como protagonista, também traduziu o texto. Foi lá que ele a amizade com Marcello H., que fazia a direção musical, foi reforçada. Já Marcello H. é músico, tem uma banda, a Vulgue Tostoi, também é artista plástico e ator.

SERVIÇO:
Festa Sopa
Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 400 pessoas. Data: 10 de março (Sábado). Horário: 23h30. Abertura da casa: 22h. Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Metrô: Estação Cinelândia

Ingressos: Com nome na lista do evento R$ 20 (até 1h am) | R$ 30 (após a 1h am) | R$ 40 (qualquer horário sem nome na lista).
Venda: Bilheteria do Teatro Rival - Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis