LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

5/02/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash - JAMES LIMA


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A seleção da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que se segue é com o blogueiro e estudante de Medicina James Limade Teresina, Piauí. 

Confira a entrevista:

Portal Splish Splash - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos?

James Lima - Quando eu tinha 6 anos de idade, eu meio que “me apaixonei” por uma garotinha na escola. Foi uma daquelas paixões de infância, que a gente sente aquela atraçãozinha, coisa bem infantil. Mas eu queria muito me declarar pra garotinha. E a maneira que encontrei foi através de uma música do Roberto. A timidez nem deixou que eu me declarasse, mas surgia, ali, um outro amor: por Roberto Carlos.

PSS - Você se considera um grande fã? Por quê?

JL - Sim. Considero que batalhei muito para poder demonstrar pras pessoas e pro próprio Roberto o quanto ele é importante na minha vida e na de várias pessoas. E hoje, depois de 9 anos de batalhas, acho que estou conseguindo, cada dia mais.

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o (a) amado(a), qual música do rei colocaria pra tocar?

JL - Seu Corpo (1975).

PSS - Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?

JL - Ele está presente em vários momentos, incluso no meu dia. Minha vida é muito corrida, sou estudante de Medicina, e, além disso, estou envolvido em vários projetos acadêmicos. Então meu tempo é um pouco complicado. Mas o Roberto está incluso em momentos do meu dia. No meu carro, a música que soa, ou durante meu banho, a música no celular... E antes de dormir, pra relaxar. É sempre indispensável. E por ter tido contato com Roberto desde muito novo, ele fez parte até mesmo da formação da minha personalidade e meu caráter, passando, indiretamente, pra mim, muitos dos valores que carrego comigo. Roberto me deu presentes que carrego até hoje: amigos fãs.  É por meio disso tudo ele está sempre presente em minha vida. Como um amigo, mesmo que distante.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionado ao rei Roberto:

JL - Tem algumas histórias que acho bem legais, mas uma, em especial, me faz rir bastante quando lembro. Quando estive pela segunda vez com o Roberto, em São Luís-MA, depois de um show dele na cidade. Ao entrar no camarim, cumprimentei e lembrei a ele meu estado de origem: “Olha Roberto. Vim lá do Piauí só pra te ver. Lá é uma terra que só tem cabra macho. E eu sou um cabra macho do Piauí, mas eu te amo, viu?” Ele deu maior risada, e soltou: “Só tem macho lá? Ah. Então é que nem Cachoeiro! Mas ó: Cachoeiro tem macho, mas tem mulher também!” Foi muito engraçado (risos). Ele adora uma brincadeira, uma piada. Mas estava super contido falando com todos os que haviam entrado no camarim junto comigo. Bastou eu chegar com essa frase que ele se soltou todo (risos) Acho isso super legal.

SS - O que você coleciona do rei:

JL - Hoje, graças a Deus, minha coleção ultrapassa os mil itens. Possuo discos, CDs, livros, revistas, jornais, recortes, autógrafo, fotos, DVDs, Blu-Rays, LPs, 78RPM, compactos simples e duplos, gravações, bonecos, latas, pôsteres, bottoms, broches, camisas, ingressos e, claro, as rosas. Tenho guardadas todas as rosas que já ganhei do Roberto, em shows. Cada uma em um quadro, correspondente ao show que ganhei.

PSS - Uma música que você sempre põe no “repeat”:

JL - Você Não Sabe.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

JL - Quero Que Vá Tudo Pro Inferno. Não dá pra não citar essa. Por mais que haja toda uma história de uma fase de vida por trás disso tudo, essa canção representa bastante o início do sucesso do Roberto. Representa uma fase da música brasileira. Mas acredito que logo logo ele voltará a cantar.

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa, o que prepararias?

JL - Peixe, porque eu sei que ele adora! (risos) Mas ia fazer de tudo pra alongar esse almoço, e ele ficar lá a semana toda jogando conversa fora(risos).

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

JL - Ih, rapaz, acho isso impossível(risos). Gosto muito de algumas canções. As Baleias, O Careta, Emoções, Detalhes... Tem uma em espanhol que adoro também, “Tristes Momentos”. “Sail Away” daquele disco em inglês maravilhoso, de 1981. Aliás aquele disco todo é incrível. Isso realmente é muito difícil. Eu considero impossível listar 10 canções preferidas, até porque, geralmente, ouço todas no modo aleatório. E sorteio o disco do dia.

PSS - Como surgiu a ideia de fazer um blog em homenagem ao rei?

JL - Em 2006 acreditei que poderia usar uma maneira nova e diferente pra demonstrar todo meu respeito e admiração por Roberto Carlos. E foi mais ou menos nessa época que comecei a ter acesso a novos amigos, e a usar internet bem. Foi daí que surgiu a ideia. Ao longo do tempo tivemos muitos altos e baixos, mas hoje tenho muito orgulho de ver que deu certo.

Nota da redação: James Lima criou em 2006 o blog www.robertocarlosbraga.com.br em homenagem ao rei. 

PSS - Qual a sensação de saber, através das estatísticas e do reconhecimento das pessoas, que o blog tem sempre muitos acessos?

JL - É uma sensação maravilhosa. É uma coisa que me dá muita alegria... Ir a algum lugar, cheio de fãs do Roberto, e eles querem tirar fotos comigo, ou me conhecer melhor. Isso realmente é algo muito emocionante. Até porque não sou artista, a estrela é o Roberto, né? Mas por causa dele eu acabo recebendo tanto carinho, recebendo reconhecimento de pessoas queridas, por causa do nosso trabalho. Dudu Braga no maior carinho com a gente, assim como vários outros membros tanto da família do Roberto quanto da equipe dele. Criei amizades, estreitei laços... Enfim, é algo que realmente “com palavras, não sei dizer”.

PSS - Apesar de já estar no ar há 9 anos, ainda há sempre aquela emoção quando vai postar alguma matéria sobre o rei ou o coração já acostumou?

JL - É sempre um desafio, pois procuro sempre fazer uma abordagem interessante, não cansativa e atraente, seja ela do assunto que for. E às vezes isso é muito difícil, ainda mais considerando o pouco tempo que tenho tido para lidar com isso. Mas estamos na luta(risos).

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respectivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que você mais gosta e por quê.

JL - Gosto muito de “As Baleias”. Acho uma letra bem forte. E meu irmão costuma brincar comigo, porque ele também adora essa letra. E diz que se um cara que matou uma baleia por diversão ouvir a letra dessa música, ele se atira ao mar (risos). “O Careta”, apesar de tudo que aconteceu, também é uma música muito forte. Uma das letras mais lindas do Roberto. Ele brinca com expressões de quem usa droga. E mostra o quanto é bom ser “careta”, mudando completamente a conotação negativa que a palavra tem. E uma outra letra que também me deixa de queixo caído é “Você Não Sabe”. Acho que poucas pessoas têm a capacidade de amar que o eu-lírico de “Você Não Sabe” tem.

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compôem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logistico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

JL - Com certeza, várias pessoas da equipe são especiais. Sempre recebo muito carinho de vários deles. Citar nomes é um negócio bastante delicado, mas recebo carinhos de membros da banda, do staff, de todo canto, porque aquele pessoal é muito querido. Mas gostaria de destacar a Suzana Lamounier, assessora do Roberto, que é uma das pessoas mais queridas que já conheci.

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

JL - A mansidão, a cautela pra dizer e fazer as coisas. Ele sempre pensa muito em tudo que vai fazer e tudo que vai falar. E isso eu tomei pra mim também. Aprendi com ele.

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, qual escolheria?

JL - “Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi”.

PSS - Você é estudante de Medicina e estuda num ritmo aceleradíssimo. Ainda encontra tempo pra ouvir o rei?

JL - Sim, porque ele está presente em coisas do dia-a-dia. Como eu disse, Roberto geralmente entra no meu dia quando estou dirigindo para ir ao hospital, e ouço suas músicas no carro, antes de dormir ou até mesmo durante o banho. Mas, infelizmente, tem sido muito difícil fazer como fazia antes: tirar um tempo para ficar exclusivamente ouvindo, concentrado em cada detalhe do arranjo. Isso tem sido cada vez mais raro.

PSS - Deixe uma mensagem final aos súditos do rei.

JL - Parabéns pelo ídolo que vocês escolheram, que nós escolhemos. Roberto Carlos é um ser humano, como qualquer um de nós. Não tem super poderes, não é perfeito, e também tem defeitos. Mas Roberto Carlos é um cara muito iluminado, uma pessoa de coração muito bom, e que tem muita alegria pra dividir. Acredito que quando a gente ama mesmo conhecendo os defeitos, aí sim há um verdadeiro amor. Vida longa ao Rei.


Entrevista conduzida por 
Derbson Frota

4 comentários:

  1. Muito obrigado pela atenção e pelo carinho!
    Fiquei muito feliz por ser entrevistado por vocês, que são amigos que considero bastante! Obrigado por tudo, e espero que esta parceria entre Blog RCB e Portal Splish Splash continue rendendo bons frutos, e, mais que isso, muitas homenagens ao Rei. Porque ele merece.

    Um abraço e mais uma vez muito obrigado
    James Lima
    www.robertocarlosbraga.com.br

    ResponderEliminar
  2. Malvina Carriço RC4 de maio de 2015 às 23:43

    Parabéns James Lima,,
    VC É UM FÃ QUE FAZ JUS AO SUCESSO DO SEU Blog Roberto Carlos Braga e DESTA ENTREVISTA LINDA,.Aos ADMINISTRADORES DESTE PORTAL, NÓS FÃS AGRADECEMOS...Abraços

    ResponderEliminar
  3. Lindo relato amigo James Lima...todo esse Universo de magia que envolve o Rei, nós timidamente fazemos parte dele, pois esse contato com outros fãs, faz com que conheçamos ainda mais algumas particularidades do Roberto. Muito interessante a história do camarim, achei muito divertida e também faço minha as suas palavras no que refere ao carinho que recebemos, apesar da grande estrela ser RC.É esse carinho que nos aproxima e nos faz ser Unidos no Amor por Roberto Carlos. Parabéns a toda equipe do Portal Splishsplalsh e em especial ao portuga mais querido do Brasil, Armindo Guimarães! Beijos sabor RC para todos!!!

    ResponderEliminar
  4. Amigo James, a satisfação e honra de sua participação é nossa! Com certeza essa parceria vai render bons frutos. Estamos à disposição do blog RCB, referência em matéria de rei.

    Abraço
    Derbson Frota
    Tianguá CE

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo