ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/27/2013

5.º Bate-papo entre Eduardo Lages e eu – A trágico-comédia do Rei Zunga




Por: Armindo Guimarães
Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins


A TRÁGICO-COMÉDIA DO REI ZUNGA


Os habituais frequentadores do blog do maestro Eduardo Lages certamente se recordam da genial ideia que teve o Vinícius Faustini, de todos termos em simultâneo um bate-papo de MSN com o nosso Mestre Maestro e que eu ficaria encarregado de o passar por escrito aqui para o blog.

Acontece que no dia 20 de Outubro, por causa de uma outra ideia do Vinícius (tinha que ser), postei no meu blog algumas fotos minhas dos anos 70 e actuais, sobre as quais muitos foram os comentários de amigos eduardolageanos (incluindo o nosso Eduardo Lages), facto que muito me alegrou.

Ora, precisamente no dia seguinte, o nosso Mestre Maestro, que havia mostrado as minhas fotos ao seu neto e meu sobrinho Enrico, viu-se obrigado a telefonar-me por causa do seu netinho que sempre manda.

Inexplicavelmente, o NMQT - Nosso Mais Que Tudo (que parece que tem um dedinho que adivinha), lembrou-se nesse mesmo momento de telefonar pro celular do seu maestro que, sem querer, caiu na asneira de lhe dizer que estava batendo papo comigo no MSN. Escusado será dizer que o Roberto quis logo entrar no bate-papo onde falamos de muitas coisas, sendo que a que deu mais celeuma foi precisamente um assunto trazido à baila pelo NMQT que quando se lhe dá pra pegar comigo e com o maestro, a gente ainda fica com menos cabelo do que aqueles poucos que tem.

Imaginem que o NMQT, ou porque leu no blog do Eduardo Lages, ou porque alguém lhe foi dizer, insurgiu-se contra a ideia do Vinícius dum bate-papo entre o Eduardo Lages e os fãs que frequentam o seu blog. É claro que eu e o maestro ficamos surpreendidos com o NMQT. Afinal, que mal tinha um bate-papo entre o nosso Mestre Maestro e a sua galera do blog? A opinião do NMQT é que tal bate-papo, a acontecer, seria o ridículo, uma coisa sem pés nem cabeça que não lembraria nem ao Menino Jesus e que por isso ninguém iria acreditar em tal bobagem (sim, bobagem foi o termo que o NMQT aplicou) e mais disse que pior do que essa bobagem é que tal bate-papo sendo publicado iria desacreditar todos aqueles bate-papos que tem havido entre mim, ele, o maestro, o Erasmo, o Caetano Veloso, o Segundinho, a família Lages, toda a equipa RC e eu sei lá quem mais. É claro que face a tal preocupação do NMQT o nosso Mestre Maestro respondeu (e bem) com estas palavras: “Roberto, não tô entendendo você, cara! Você sempre quer que o Mindo publique nossos bate-papos, apenas exigindo que no final dos textos ele coloque aquela velha frase "O texto que acabaram de ler é fictício. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência”. O Mindo sempre põe essa frase como cê quer e agora você vem dizendo que um bate-papo entre eu e meus fãs seria ridículo e poria em causa todos os outros bate-papos, os desacreditando? Essa não tô entendo, não!

É claro que o nosso Mestre Maestro não ficou sem resposta do NMQT e a coisa bem que estava até ficando preta demais, eu diria mesmo que estava era a ficar marrom demais, não fosse ter acontecido uma coisa surpreendente.

Foi assim:

21 de Outubro de 2008, Terça-feira, 14,12h
O meu telemóvel toca.
(música E por isso estou aqui do novo CD “Inesquecível” do maestro Eduardo Lages). Chamada anónima.
E eu atendo.

ARMINDO – Estou! Quem fala?
EDUARDO LAGES – Oi sócio! Como vai você? Eheheheheh Estou me rindo porque agora mesmo tou saindo de seu blog deixando meu comentário àquelas suas fotos dos anos 70 que estão demais!
ARMINDO – Olá, Mestre Maestro! Que maravilha você ter-me telefonado. Eu pensei duas vezes antes de postar aquelas fotos, mas se eu sabia que elas iriam ser motivo para você me telefonar, então eu não teria pensado duas vezes e há muito que as teria postado.
EDUARDO LAGES – O motivo não foram as fotos, não! Elas apenas foram a consequência.
ARMINDO – A consequência?
EDUARDO LAGES – Sim, Armindo! Eu tou telefonando pra você a mando de meu neto e seu sobrinho Enrico que logo que viu suas fatos lá em seu blog…
ENRICO – Oi, titio! Vovô me esteve mostrando suas fotos lá em seu blog e eu achei bacana todas elas, mas me assustei com aquela que você parece até um das cavernas. Eheheheheh
ARMINDO – Olá, Enrico! Tás porreiro, pá? Ainda bem que gostaste das fotos. Tens que pedir mais vezes ao teu vovô pra me telefonar, tá?
ENRICO – Olhe aí, titio! Você bem que podia telefonar pro meu vovô, pra não ser sempre ele a telefonar a você, né?
ARMINDO – Ó Enrico, eu telefonava para o teu vovô, pá! Mas acontece que ele é como o Roberto, não quer dar-me o seu número de celular com receio que eu o divulgue por todos os seus fãs.
ENRICO – Bem que meu vovô deve ter razão, titio. Se você andou divulgando pra todo mundo suas fotos, bem que também divulgaria o número de celular de meu vovô. Eheheheheh
ARMINDO – Ó Enrico, essa foi do baril, pá! Eheheheheh Sais-te com cada uma do carago!
ENRICO – É meu vovô que me ensina, sabe? Vou passar o celular pra ele, pois ele até parece uma criança tentando me tirar o celular das mãos pra falar com você. Eheheheheh
EDUARDO LAGES – Armindo, você não vá no que disse o Enrico! Eu não ensino nada pra ele. Eu é que tô sempre aprendendo com ele. No espaço de um ano ele cresceu mais do que eu em dez. Está um bom malandro, sabe?
ARMINDO – Já nem sei em quem acreditar. Se no vovô, se no netinho. Qual deles o melhor! Eheheheheh
EDUARDO LAGES – Armindo, aqui o Enrico está pedindo, digo, está ordenando pra nós continuarmos nosso bate-papo no MSN. Você está em seu computador?
ARMINDO – Estou. Vou ligar o MSN.
EDUARDO LAGES – Dê um tempo só pra eu ligar meu portátil pro Enrico, senão ele passa a vida em cima de mim querendo teclar em meu computador. Eheheheheh
ARMINDO – eheheheheh


PASSADOS ALGUNS SEGUNDOS, NO MESSENGER:


EDU, diz:
Armindo, você me desculpe mas meu celular está tocando e eu vou atender. Fique teclando com Enrico enquanto eu atendo a chamada, tá?
ARMINDO – Está bem, Eduardo.
ENRICO, diz:
Titio, assim é bem melhor do que o celular. Com o celular meu vovô fica falando com você todo tempo sempre se esquecendo de mim.
MINDO, diz:
Tens razão, Enrico! Assim a malta está mais à vontade pra comunicarmos. Liga a câmara vídeo para a gente se ver, pá!
ENRICO, diz:
Titio eu não sei como se faz pra ligar a câmera, mas vou perguntar a meu vovô. Aguente aí, tá?
ENRICO, diz:
Puxa vida! Fui perguntar pra meu vovô e ele ficou danado comigo por interromper sua conversa no celular. Eheheheheh
MINDO, diz:
eheheheheh Quando ele voltar ligamos a câmera, tá? Como vão as tuas mágicas, pá?
ENRICO, diz:
Estão indo bem. Mas tem algumas complicadas que estou guardando pra mais tarde fazer. Aquela de pegar num lencinho em minhas mãos e o fazer desaparecer e voltar a aparecer do nada, eu já sei fazer bem, sabia?
MINDO, diz:
Ai sim? Fico contente por saber isso, pá! Grande Mágico Enrico, carago!
ENRICO, diz:
Foi minha mamãe que leu o que você escreveu e depois me ensinou a mim como se fazia. Agora quando faço essa mágica todo mundo fica admirado me batendo palmas e pensando como é possível eu fazer desaparecer e aparecer o lencinho. E mais admirados ficam quando eu mostro a todo mundo que não tenho nada nas mangas nem em meus bolsos. É do barril!
MINDO, diz:
Que maravilha! Eu sabia que tu ias dar um grande mágico, pá! Olha, não é barril, mas sim baril, que se diz, ou seja, não tens que carregar no “r”.
ENRICO, diz:
Eu sabia, mas me enganei dizendo barril em vez de baril. É do baril! Eheheheheh
EDU, diz:
Cheguei! Meu amigo Paulo Sérgio Valle telefonou me convidando pra ir em sua casa pra falarmos de novos projectos.
MINDO, diz:
Acho bem que isso aconteça, não só ao nível da composição mas também na edição de um livro, pois em qualquer das situações seria o que se chama ouro sobre azul.
EDU, diz:
Esse desafio me foi proposto pelo Paulo e você nem imagina como me senti só de imaginar.
MINDO, diz:
Acredito no que sente, Edu. O vosso “Cenário” assim o diz: “O meu coração é como um palco. Tantas as histórias já vividas. Dramas, romances, comédias, paixões. Um entrar e sair de ilusões. Sem saber se é pra rir ou chorar...”.
EDU, diz:
Armindo, parafraseando você, eu digo: Nem estou em mim, carago! Você vai buscar cada coisa que me deixa sem fala.
MINDO, diz:
Eduardo, eu é que não estou em mim por você me ter telefonado. Até me custa a crer que estou aqui transando com o meu sobrinho Enrico e com o Grande Eduardo Lages!
EDU, diz:
Do jeito que você está falando, até parecendo que estou lhe telefonando pela primeira vez. Eheheheheh
MINDO, diz:
Claro que não é a primeira vez, mas para mim cada bate-papo consigo é sempre o primeiro.
EDU, diz:
Ainda bem que você diz isso, pois eu estava até pensando que você estava zangado comigo ou coisa assim, pois eu notei sua ausência lá em meu blog durante certo tempo, sem ao menos ter avisado. E note que eu nem estou falando por mim mas pela galera que faz de meu blog sua segunda casa.
MINDO, diz:
Amigo Eduardo, admito que você tem razão pelo facto de eu não ter avisado a malta que ia de férias, mas deixe que lhe diga que estou admirado pois essa sua observação é mais do género do nosso Roberto do que sua, sendo que com ele há muito que estou habituado a ouvir broncas e consigo não.
EDU, diz:
Armindo, não venha com subterfúgios pra mim querendo armar aqui uma discussão como aquelas que você costuma ter com nosso Roberto. Fique sabendo que eu apesar de tal como você admirar nosso Rei, não sigo as pisadas dele como você que ouvi dizer que já o andou bancando de cabelo comprido, fumando de cachimbo e usando pulseira igual à dele e até medalhão em seu peito, se envaidecendo por o chamarem de Roberto Carlos de sua rua e até de sua cidade. Ridículo!
MINDO, diz:
Ó Eduardo, isso já foi há 500 anos, carago!
EDU, diz:
Qual 500 anos qual quê! Você só não fica bancando agora o Roberto porque está careca. Eheheheheh
MINDO, diz:
Eheheheheh
ENRICO, diz:
Nossa! Vovô enquanto você estava teclando com o titio Armindo, eu táva dando uma olhada em seu blog lendo os comentários de seus fãs. Então, vi que tem gente que chama a você de Engomadinho. Vovô, tô vendo que tem gente que não gosta de você.
EDU, diz:
Não é o que você pensa, Enrico. Uma vez eu próprio me chamei de Engomadinho e então a galera lá no blog às vezes se lembra e me chama desse jeito. Mas é tudo numa boa, viu!
MINDO, diz:
Eheheheheh Ó Enrico, lá no blog do teu vovô é tudo gente boa, pá! A mim também me chamam cada nome! Desde Portuleiro a Patrão, Portuga, Dom Armindo, etc. Até Brasuca me chamam! Eheheheheh
EDU, diz:
Gente, meu celular tá tocando outra vez e eu vou atender a chamada, tá legal? Volto já.
ENRICO, diz:
Puxa vida, titio! O celular de meu vovô tá sempre tocando. Eu se fosse ele jogava o celular pro lixo.
MINDO, diz:
De facto tens razão, pá! Os celulares às vezes são inconvenientes, mas olha que não são de deitar fora, pois há situações em que são importantes, como por exemplo para contactarmos alguém com urgência e até mesmo para pedirmos assistência médica ou da polícia.
ENRICO, diz:
Pedir assistência dos policiais aqui do Rio é que não dá, titio! Quase não há polícias e os poucos que existem eles vivem se escondendo pra safarem sua pele.
MINDO, diz:
Eheheheheh
EDU, diz:
Armindo, você nem vai acreditar quando eu disser pra você quem vai entrar agora no MSN pra teclar connosco!
MINDO, diz:
Eduardo, pode dizer à vontade que eu desde que vi um porco a andar de bicicleta acredito-me em tudo. Eheheheheh
EDU, diz:
É ele!
MINDO, diz:
Ele, quem, carago?
EDU, diz:
O nosso Roberto, quem havia de ser?!
MINDO, diz:
Ena, pá! Só faltava ele, carago!
ZUNGA, diz:
Oi, pessoal! Enrico e Armindo, tá tudo jóia?
MINDO, diz:
Olá, Berto! Tu és um gajo do carago que só me surpreendes, pá! Como é que soubeste que eu, o Edu e o Enrico estávamos aqui num bate-papo porreiro?
ZUNGA, diz:
Bicho, cê devia saber que eu quando quero sei tudo, mora!
ENRICO, diz:
Roberto, me diga aí então como fazer pra ligar a câmara de vídeo, pois quero ver você e meu titio Armindo.
ZUNGA, diz:
Rapaz, isso é fácil! Você tá vendo aí sua foto com cara de maroto? Então, em baixo, juntinho à foto, tem um sinal de câmera. Você clica nesse sinal e logo, logo, você aparece. Eheheheheh Eu mesmo vou fazer isso agora pra você, o Mindo e Edu me verem. Cê já me tá vendo, Enrico?
ENRICO, diz:
Nossa! Assim é bem legal! Tô vendo você e meu titio Armindo.
ZUNGA, diz:
Enrico, você não me diga que foi preciso eu chegar pra explicar a você como pôr sua câmera de vídeo a funcionar, carago, digo, caramba!
EDU, diz:
Roberto, na verdade Enrico já me tinha pedido pra eu lhe explicar mas acontece que no momento eu estava no telefone com Paulo Sérgio e não deu.
ZUNGA, diz:
Pois! E vovô não podendo explicar pro netinho, é claro que o seu titio muito menos. Desde quando um portuga sabe explicar. Eheheheheh
MINDO, diz:
Ó Berto, já começas, pá?!
ZUNGA, diz:
Bicho, quem começou foi você com essa sua ideia idiota desse bate-papo com o Edu e toda a galera do blog dele.
EDU, diz:
Roberto, cê tá enganado! Não foi o…
ZUNGA, diz:
Edu, não se meta, cara! Cê sempre pronto pra defender seu primo e sócio. Essa de primo e sócio sempre me faz rir. Eheheheheh
MINDO, diz:
Ó Berto, mas…
ZUNGA, diz:
Mindo, você não se meta, cara! Tò falando com Edu, mora!
MINDO, diz:
?????????
EDU, diz:
Roberto, me diga aí que mal tem um bate-papo entre eu e meus fãs que costumam frequentar meu blog?
ZUNGA, diz:
Edu, se deixe de cenário, digo, de cena, bicho! Esse bate-papo a acontecer será o ridículo, uma coisa que nem ao Menino Jesus lembraria e por isso ninguém ia acreditar nesse bate-papo, melhor dizendo, em tal bobagem.
EDU, diz:
Puxa vida! Roberto não tô entendendo porque você chama de bobagem a um bate-papo que nem sequer ainda se realizou.
MINDO, diz:
Ó Berto, de facto o Edu tem…
ZUNGA, diz:
Olhe aí, Mindo! Eu não sei o que Edu tem. Só sei que lhe está faltando qualquer coisa pra se deixar levar nessa do bate-papo sem jeito. E tem mais! Esse bate-papo acontecendo e sendo publicado, iria desacreditar todos aqueles bate-papos que tem havido entre mim, você, o Edu, o Erasmo, o Caetano Veloso, o Segundinho, a família Lages, toda a equipa RC e eu sei lá quem mais.
EDU, diz:
Roberto, não tô entendendo você, cara! Você sempre quer que o Mindo publique nossos bate-papos, apenas exigindo que no final dos textos ele coloque aquela velha frase “O texto que acabaram de ler é fictício. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência”. O Mindo sempre põe essa frase como cê quer e agora você vem dizendo que um bate-papo entre eu e meus fãs seria ridículo e poria em causa todos os outros bate-papos, os desacreditando? Essa não tô entendo, não!
ZUNGA, diz:
Edu, a partir do instante em que você criou seu blog, desde quando é que você entende alguma coisa, cara? Passa sua vida tirando foto com este e aquele para postar em seu blog; passa sua vida comentando os comentários de seus fãs, promove concursos, fala de música com quem sabe e até mesmo com quem não sabe; passa sua vida visitando os blogs de seus fãs deixando comentários. E a coisa chegou a um ponto tal que até já me chegou aos ouvidos que andam tentando organizar o I Encontro de Fãs de Eduardo Lages! Isto já pra não falar de você andar a chamar de primo e sócio a um portuga que nunca viu em lado nenhum. Por isso, eu é que digo que não dá pra entender como você se foi meter em tudo isso.
EDU, diz:
Roberto, você me desculpe mas eu não tô acreditando que é meu Amigo e Compadre que está aqui comigo no MSN…
MINDO, diz:
Nem eu acredito, carago!
ZUNGA, diz:
Mindo, como você não acredita se passa sua vida dizendo que desde que viu um porco andando de bicicleta se acredita em tudo? Você se está contradizendo, mora!
EDU, diz:
??????!!!!!!!
MINDO, diz:
??????!!!!!!!
ZUNGA, diz:
Então? Vocês já estão cansados de teclar ou não têm mais nada pra dizer. Se calhar vocês já disseram tudo o que tinham pra dizer lá no blog do Edu e por isso já não têm inspiração pra mais. Eheheheheh Pois fiquem sabendo que inspiração é coisa que nunca me falta e além disso, às vezes eu também gosto muito de transar uma de actor numa peça de teatro. E pelo que estou vendo, minha representação tá sendo fora se série pois vocês só não estão batendo palmas porque ainda estão vivendo todo o enredo da trágico-comédia que eu representei pra vocês meus amigos que amo do fundo do peito, da alma e do coração.
MINDO, diz:
F…-se! Ó Berto, felizmente que eu não sou cardíaco, senão há muito que já tinha ido desta para melhor, carago!
EDU, diz:
Roberto, você é fod…! Me enganou bem, caramba!
ENRICO, diz:
Roberto, eu também estava ficando triste vendo você super zangado com meu vovô e meu titio e isso eu não queria não!
ZUNGA, diz:
Desculpe Enrico. Muitas vezes eu é que sou vítima das brincadeirinhas do Mindo e do Edu e por isso desta vez a coisa saiu ao contrário. Eheheheheh
MINDO, diz:
Ó Berto, sabes que eu fui um dos ganhadores do concurso realizado no blog do Eduardo? Ganhei toda a sua obra, incluindo o CD “Inesquecível”. Foi o delírio, pá!
ZUNGA, diz:
Claro que eu sabia que você tinha sido um dos ganhadores. Você é um sortudo, sabe? Você ainda tem meu CD “Duetos” que ganhou na promoção de meu site, ou já o vendeu por bom preço?
MINDO, diz:
Ó Berto, tu tens cada uma do carago, pá! Esse CD não tem preço, pá!
ZUNGA, diz:
Brincadeirinha, né?!
EDU, diz:
Pessoal, vamos ficar por aqui com nosso bate-papo. Vou ter que ir numa reunião e não dá mais pra eu continuar.
ZUNGA, diz:
Eu também tenho que dar o fora, mas antes disso me deixe contar uma anedota pro Enrico e pro Mindo:

Um mágico trabalhava em um navio, fazendo shows para os passageiros.
O público era diferente a cada semana, então o mágico sempre repetia os mesmos truques.
O papagaio do capitão via os shows e começava a entender como o mágico fazia os truques.
Quando ele entendia um truque, começava a gritar no meio do show:

"Olha, não olhem para o mesmo chapéu!”.
“Olha, ele está escondendo as flores debaixo da mesa!".
"Hei, por que todas as cartas são Ás de Espada?".

O mágico ficava furioso, mas não podia fazer nada, afinal de contas era o papagaio do capitão.
Então, um dia o navio afundou.
O mágico acabou agarrado a um pedaço de madeira no meio do mar e por capricho do destino, junto com o papagaio. Eles olharam um para o outro com ódio, mas não proferiram palavra alguma.
Isto continuou por três dias. Finalmente, no terceiro dia, o papagaio não se conteve e disse:

"Ok, eu desisto. Onde você enfiou a porra do navio?"

ENRICO, diz:
Eheheheheh Puxa vida, Roberto! Essa foi bem bacana.
MINDO, diz:
Ó Roberto, tu hoje tás inspirado pra carago, pá! Essa anedota mágica foi porreira demais.
EDU, diz:
Ehehehehehe O Armindo ainda não ouviu nada! Quando Roberto começa contando anedotas nunca mais acaba e a gente sempre fica correndo pro banheiro de tanto rir. Armindo e Roberto, grande abraço pra vocês e até um dia!
ENRICO, diz:
Já acabou? Agora que estava gostando do bate-papo é que vamos terminar? Não tem jeito nenhum! Titio e Roberto, beijos e abraços pra vocês.
ZUNGA, diz:
Pra você também Enrico! E pro Mindo e Edu também. Foi bem legal este bate-papo. Até um dia! Ah! Mindo, dá pra você publicar logo este nosso bate-papo?
EDU, diz:
Roberto, se você prometer ao Mindo que lhe dá um doce, na certa ele vai publicar ainda hoje este bate-papo. Eheheheheh
ZUNGA, diz:
Mindo, em vez de um dou dois doces pra você, tá legal? Eheheheheh
Gudvai cara!

AVISO:

O texto que acabaram de ler é fictício.
Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

A ficção revela verdades que a realidade omite
Jassemin West
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

1 comentário:

  1. Querido Armindo!

    Que bate-papo sensacional!
    Colocas uma magia em tuas palavras, que cada vez que releio a emoção é a mesma.
    A conversa com o Enrico é maravilhosa, já estou fã desse moleque, eheheheheh...
    Todo o decorrer do bate-papo é de rir muito, tuas trapalhadas e trocadilhos me divertem!
    Onde buscas tanta inspiração Armindo?
    És um Gênio!
    A foto de ilustração está super linda!
    Meus PARABÉNS!
    É por isso e muito mais que és, e serás sempre, o Gajo que é o Cara - Armindo Guimarães!

    Beijinhos
    Alba Maria

    ResponderEliminar

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil