ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/28/2011

Mágico Andrély - Le Plus Grand Cabaret Du Monde



O mágico brasileiro Andrély, a viver há 10 anos em Portugal, no programa de variedades mais famoso do mundo Le Plus Grand Cabaret Du Monde.

Para o meu amigo Andrély aquele abraço mágico!

MÁGICO ANDRÉLY



Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

4 comentários:

  1. Olá maninho!

    Muito bom!
    Amei!
    Mas tenho dó das pombinhas...
    Elas devem ficar estressadas, tadinhas.
    Mas seu amigo mágico é bom.Um bonito espetáculo.

    Beijos,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  2. Olà Mindo!como deves imaginar eu tambem gostei claro!embora eu ja tives-se visto este artista porque vejo muitas vezes o programa le plus grand cabaret du monde.E tu tambem sabes que eu sou um grande amador destas coisas por isso a razao de eu gostar destes shows.Mas a pena é que tu nao disfrutas destes shows como toda a malta pà! como jà conheces os truques para ti jà nao deve ser a mesma sensaçao.Jà viste e que faz um gajo aprender muitas coisas, e o que tu perdes pà!Abraços artista Mindo.

    ResponderEliminar
  3. Olá, meu querido Manel!
    Ó pá, contrariamente ao que pensas eu vi exactamente como tu viste o número do Andrély, que o mesmo é dizer, como um espectador desconhecedor dos meandros da Rainha das Artes. E não penses que sou só eu, pois todos os mágicos ficam de boca aberta vendo um mágico a executar a arte. Podemos reparar mais neste ou naquele pormenor técnico, mas isso é outra história. Contudo, acredita, Manel, que a sensação é a mesma que tu e todos os espectadores têm e se calhar até mais porque não existe mágico que não se emocione quando vê magia.
    Reconheço que é difícil entender esta minha pobre explicação que, sendo pobre, explica que nem todo o mágico é mágico para tudo. Como é o meu caso que não consigo encontrar a arte mágica certa para te explicar o inexplicável.
    Mas digamos que o inexplicável dos Ilusionistas é isso mesmo, ou seja, perante um espectáculo mágico eles não conseguem (e na certa não querem) deixar de ser eternos espectadores sempre arregalando os olhos nesta ou naquela cena, independentemente de já a terem viste duas, três, trezentas vezes.
    É isso, pá!
    Grande abraço mágico!
    :)

    ResponderEliminar
  4. Oi, maninha!
    Não tenhas dó das pombinhas, tá?
    Com dó fiquei eu ao ler o teu dó.
    É que, se não sabes, fica a agora a saber que todo o mágico que se preze (e felizmente que são todos - excepções sempre as há em tudo), trata as pombinhas como se filhas se tratassem.
    Olha, maninha, o Andrély (com quem eu já trabalhei em shows), fez neste seu número uma coisa que eu costumo fazer e que raramente vejo, ou seja, numa aparição de uma das suas pombas ele beijou-a. Eu fazia (faço) com todas as minhas. Contudo, a maioria dos mágicos que trabalham com pombas não costumam ter esse gesto (alguns dizem até que não se dever ter tal gesto)mas isso não significa que por causa disso gostem menos delas.
    O que eu sei por experiência própria é que a esmagadora maioria dos mágicos tratam bem as suas pombas. Caso contrário, podes crer, maninha, que eu estaria aqui para dizer o contrário e até denunciar.
    As minhas têm nome e só não falam. Por enquanto! eheheheh
    Um beijinho, maninha!

    ResponderEliminar

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil