ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/01/2011

A ilusão pictórica na obra de Roberto Carlos



 
Por: Armindo Guimarães
Diplomado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins
Facebook
https://www.facebook.com/armindo.guimaraes


Se atentarmos na linguagem estética, poética e musical da vasta obra de Roberto Carlos, em especial quanto à ilusão pictórica que significativo número das suas letras encerra, muitas vezes através do recurso a metáforas que nos transportam para um outro mundo, uma outra dimensão, surgem-nos à mente muitos exemplos que dão que pensar pela riqueza de pormenores e de sonho.


Na esteira do que atrás se alude, permito-me citar apenas alguns exemplos e, mesmo assim e com a devida vénia, sujeitos a pequenos trechos a fim de reduzir ao mínimo esta dissertação, tornando-a, assim, menos maçadora para o leitor.

Contudo, de todos os exemplos aqui tratados, alguns houve em que se me depararam sérias dificuldades de condensação, motivo porque optei por os transcrever na sua totalidade, sendo certo que os motivos justificam os meios, qual bebida preferida, qual prato predilecto.

Nesta breve reflexão, ocorreu-me ainda que a obra de Roberto Carlos é multifacetada, pois tanto canta o amor, como a amizade, a família, a ecologia, a religião, o quotidiano. Assim sendo, os exemplos que aqui se pretende relevar, serão ao mesmo tempo enquadrados nas respectivas vertentes.

Tratando-se de uma selecção de trechos pictóricos e metafóricos da obra de Roberto Carlos, tal triagem obviamente que representa apenas uma opinião que poderá ou não ser coincidente com a do leitor.

Além disso, esta triagem teve apenas por base as obras cuja letra é da autoria de Roberto Carlos, não se incluindo, por isso, obras de outros autores às quais o mesmo, com a sua inimitável voz muito tem contribuído para que elas sejam imortalizadas.

Por último, esta abordagem e a selecção que lhe está subjacente, não ficaria completa se não se lembrasse a importante e significativa complementaridade que sempre foi dada à imaginação criadora e intemporal de Roberto Carlos através daquele que é o seu amigo de fé, seu irmão, camarada, Erasmo Carlos.

- AMOR/DESAMOR

Meu cachorro me sorriu latindo…
Fui abrindo a porta devagar mas deixei a luz entrar primeiro. Todo meu passado iluminei, e entrei...
O Portão

Chovia lá fora e a capa pendurada, assistia a tudo e não dizia nada. E aquela blusa que você usava, num canto qualquer tranquila esperava.
Os seus botões

As luzes das estrelas se apagaram e o inverno da saudade começou. As nuvens brancas se escureceram e o nosso céu azul se transformou.
As flores do jardim de nossa casa

Nem sei se gosto mais de mim ou de você... Vem, que a sede de te amar me faz melhor. Eu quero amanhecer ao seu redor.
Como vai você

Esse amor sem preconceito, sem saber o que é direito, faz as suas próprias leis. Que flutua no meu leito, que explode no meu peito e supera o que já fez.
Amada amante

Se alguma vez você pensar em mim, não se esqueça de lembrar que eu nunca te esqueci.
A distância

Os sinais se abrem mas ninguém tem pressa e o carteiro olhando o céu esquece até da carta expressa. Silenciam-se as buzinas, os casais fecham cortinas e o mar se faz mais calmo por nós dois. E é tão grande o amor que a gente faz, que até os absurdos são reais.
Tudo pára

Eu quero ser seu travesseiro e ter a noite inteira, pra te beijar durante o tempo que você dormir. Eu quero ser o sol que entra no seu quarto adentro, te acordar devagarinho, te fazer sorrir.
Cama e mesa

Você foi, dos amores que eu tive, o mais complicado e o mais simples pra mim... Esqueci de tentar te esquecer... Você foi a maldade que só me fez bem.
Outra vez

Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo o mar e o infinito, não é maior que o meu amor nem mais bonito.
Como é grande o meu amor por você

Mas o amor está sempre na moda, não me deixam mentir os casais pelos cantos escuros das ruas e entre quatro paredes bem mais.
O amor é a moda

Coincidência total do côncavo e convexo, assim é nosso amor no sexo.
O côncavo e o convexo

E o nosso amor se perdeu, se consumiu por inteiro, como um cigarro esquecido na borda de algum cinzeiro.
Recordações e mais nada

Lá, nesse lugar, o amanhecer é lindo, com flores festejando mais um dia que vem vindo.
Além do horizonte

Você é mais quente que vinte dezembros, que dez fevereiros no mesmo verão, mexe com a minha cabeça e com o meu coração.
No mesmo verão

Como a abelha necessita de uma flor, eu preciso de você e desse amor.
Eu preciso de você

Você foi o amanhecer cheio de luz e de calor, em compensação o anoitecer, a tempestade, a dor. Você foi o meu sorriso de chegada e a minha lágrima de adeus!
Você em minha vida

As árvores passam como vultos, a vida passa, o tempo passa... O vento afasta uma lágrima que começa a rolar no meu rosto... Agora são as luzes que passam por mim. Sinto um vazio imenso, estou só na escuridão... Por um momento tive a sensação de ver você ao meu lado... O banco está vazio, estou só…
120, 150, 200 km por hora

Você é mais que um problema, é uma loucura qualquer, mas sempre acabo em seus braços na hora que você quer.
Desabafo

Mas, se você voltar, direi sorrindo que já não me serve o seu amor. Só tenho medo que você meu bem, perceba a dor e a minha lágrima na hora do adeus.
Maior que o meu amor

Quando eu penso que esqueci, o telefone entra rasgando a madrugada a enlouquecer,
o coração dispara, a mesma história eu vejo acontecer,
e atordoado eu digo alô, e é você
Alô

E a chuva no meu pára-brisa, vento de saudade no meu peito. Visibilidade distorcida pela lágrima caída, pela dor da solidão.
Todas as manhãs

Você é a canção mais bonita que eu canto, é a frase de amor mais bonita do meu verso.
Com você

Mas se você quiser, tomo conta de tudo, desatraco esse barco, traço nosso rumo, e o caminho do amor eu sei a direcção. Quero navegar com você nos mares da emoção, desviar das tristezas e da solidão, ser o comandante do seu coração.
Comandante do seu coração

Tudo vem tudo vai, como as ondas do mar. Com você aprendi que o que dá pra chorar também dá pra sorrir.
Como as ondas do mar

Nem mesmo o céu, nem as estrelas, nem mesmo o mar e o infinito, não é maior que o meu amor, nem mais bonito.
Como é grande o meu amor por você

Quando a gente ama, tudo é um bom programa, pode ser na rua, pode ser na cama. O amor é lindo, e tudo é mais bonito quando a gente ama.
Quando a gente ama

Tudo nesse mundo pode se modificar, pode até mudar a posição do sol e o mar, que eu vou te amar, eu vou te amar.
Pra sempre

Te beijei na boca e percebi que era o seu primeiro beijo, respeitei sua inocência e ignorei o meu desejo. Como uma criança não cabia em mim tanta felicidade, e como um adulto eu não podia acreditar que era verdade.
O grande amor da minha vida

Enxugue a lágrima, não chore nunca mais e olha que céu azul, azul até demais.
Não quero ver você triste

O amor é energia, é luz que ilumina a alma. É a força de dois corações que traz a paz e acalma. Diferente da paixão, o amor é um sentimento. Está acima da razão e do passar do tempo.
O amor é mais

Rima dos versos que eu canto
Acróstico

Se é de manhã te vejo fruta fresca a provocar o meu desejo delirando de paixão. O suco dessa fruta eu bebo no seu beijo.
Você é minha

Mas quem sabe um dia com o passar do tempo, nas voltas do mundo, na calma do vento, esse amor quem dera voltar como as flores, noutra primavera.
O tempo e o vento

À tardinha eu olho o céu e vejo um pássaro voando, é primavera. Vou voar e vou depressa ao encontro dela, porque eu sei que ele me espera.
Todo mundo me pergunta

O GOSTO DE TUDO
Eu bebo em sua boca
O gosto de tudo
Eu mato em seu corpo
A sede que eu tenho
Nesse beijo eu tomo
De todos os vinhos
Mistura perfeita
Dos nossos carinhos
O ar que eu respiro
No céu se mistura
Da boca ofegante
Que a minha procura
Eu bebo nas fontes
De tantas delícias
Me perco em seus montes
Jardins e carícias
Quando eu provo do seu beijo
Eu me perco no sabor
Da pureza dessas fontes
Da beleza desse amor
Nesse campo farto e fértil
Eu desfruto do melhor
Tudo é puro na beleza desse amor
Na árvore plena
Nosso amor conhece
O gosto da fruta
Que a vida oferece
Nós somos a festa
E a dose atrevida
Brindemos agora
O amor e a vida
Quando eu provo do seu beijo
Me confundo no sabor
Da pureza dessas fontes
Da beleza desse amor
Nesse campo farto e fértil
Eu desfruto do melhor
Da pureza dessas fontes
Na beleza desse amor
Quando eu provo do seu beijo
Me confundo no sabor
Da pureza dessas fontes
Na beleza desse amor
Nesse campo farto e fértil
Eu desfruto do melhor
Tudo é puro na beleza
Na beleza desse amor

CAVALGADA
Vou cavalgar por toda a noite
Por uma estrada colorida
Usar meus beijos como açoite
E a minha mão mais atrevida
Vou me agarrar aos seus cabelos
Pra não cair do seu galope
Vou atender aos meus apelos
Antes que o dia nos sufoque
Vou me perder de madrugada
Pra te encontrar no meu abraço
Depois de toda cavalgada
Vou me deitar no seu cansaço
Sem me importar se nesse instante
Sou dominado ou se domino
Vou me sentir como um gigante
Ou nada mais do que um menino
Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham de manhã
Depois do nosso adormecer
E na grandeza desse instante
O amor cavalga sem saber
Que na beleza dessa hora
O sol espera pra nascer
Estrelas mudam de lugar
Chegam mais perto só pra ver
E ainda brilham na manhã
Depois do nosso adormecer

SENTADO À BEIRA DO CAMINHO
Eu não posso mais ficar aqui
A esperar
Que um dia de repente você volte
Para mim
Vejo caminhões e carros apressados
A passar por mim
Estou sentado à beira de um caminho
Que não tem mais fim
Meu olhar se perde na poeira
Dessa estrada triste
Onde a tristeza e a saudade de você
Ainda existe
Esse sol que queima no meu rosto
Um resto de esperança
De ao menos ver de perto o seu olhar
Que eu trago na lembrança
Preciso acabar, logo com isto
Preciso lembrar, que eu existo, eu existo, eu existo
Vem a chuva molha o meu rosto
E então eu choro tanto
E as lágrimas e os pingos dessa chuva
Se confundem com meu pranto
Olho pra mim mesmo me procuro
E não encontro nada
Sou um pobre resto de esperança
À beira de uma estrada
Preciso acabar, logo com isto
Preciso lembrar, que eu existo, eu existo, eu existo
Carros, caminhões, poeira, tudo, tudo
Se confunde em minha mente
Minha sombra me acompanha e vê que eu
Estou morrendo lentamente
Só você não vê que eu
Não posso mais, ficar aqui sozinho
Esperando a vida inteira por você
Sentado à beira do caminho
Preciso acabar, logo com isto
Preciso lembrar, que eu existo, eu existo, eu existo
 
- FAMÍLIA-INFÂNCIA-ADOLESCÊNCIA

Tenho às vezes vontade de ser novamente um menino, muito embora você sempre acha que eu ainda sou.
Lady Laura

Sua voz macia me acalma e me diz muito mais do que eu digo, me calando fundo na alma.
Meu querido, meu velho, meu amigo

Durante o dia a gente tenta com sorrisos disfarçar alguma coisa que na alma conseguimos sufocar.
Traumas

Nesse dia tão lindo de sol, até o cachorro que é tão bonitinho, corre, pula, abana o rabinho.
Fim de semana

Titia o meu endereço é uma grande confusão, estou morando actualmente dentro de um avião.
A minha tia

- ECOLOGIA

Uma cauda exposta aos ventos, em seus últimos momentos, relembrada num trofeu em forma de arpão.
As baleias

Sangue verde derramado, o solo manchado, feridas na selva, a lei do machado.
Amazónia

Eu queria ser civilizado como os animais.
O progresso

- TRIBUTO

Já no passado, os mestres da arte diante da formosura, não dispensavam o charme de uma gordinha em sua pintura.
Coisa bonita

Se ela se distrai e uma lágrima cai ao lembrar do passado, seu olhar distante vai por um instante a um tempo dourado.
Mulher de 40

Fica na ponta dos pés, se pendura como louca. Olha o céu e fecha os olhos pra ganhar beijo na boca… Quando a coisa fica quente, ai, essa mulher me usa. Quero só que se arrebente algum botão da sua blusa.
Mulher pequena

Já pegou pelo caminho, chuva fina e tempestade, asfalto, terra molhada, lamaceiro de verdade.
O velho caminhoneiro

No meu carro ouço histórias, desabafos, risos todo o ano. Sou de tudo um pouco nessa vida, eu sou um analista urbano.
O taxista
 
- AMIZADE-RELIGIÃO-PAZ-EMOÇÕES

Eu quero apenas um vento forte levar meu barco no rumo norte. E no caminho o que eu pescar quero dividir quando lá chegar.
Eu quero apenas

O seu coração é uma casa de portas abertas, amigo você é o mais certo das horas incertas.
Amigo

Tinha no cantar uma oração, no falar a mais linda canção que já se ouviu.
O homem

Um dia o ar se encheu de amor e, em todo o seu esplendor, as vozes cantaram...
Todos estão surdos

Se procure e se encontre depressa.
Ele está pra chegar

Não importa qual a cor do homem, como ele se veste, de onde vem. Dentro de um castelo ou de um barraco, ele é alguém com o que tem.
Todo mundo é alguém

Estamos sempre em busca de uma solução. Queríamos voar, fizemos o avião, o telefone, o rádio, a luz eléctrica, a televisão, o computador, progressos na engenharia genérica. Maravilhas da ciência prolongando a vida. Nós temos amor, ninguém duvida. Somos Seres Humanos, só queremos a vida mais linda. Não somos perfeitos, ainda.
Seres humanos

Gente grande brinca com fogo e joga esse jogo, se arrisca demais. Por isso eu sonho como criança. Não perco a esperança de um tempo de paz.
Quero paz

O vento assanha as águas do oceano, surfa pelas ondas da canção. Quem compõe a música do vento e quem acendeu o sol então...
Aleluia

Um dia vou ver você chegando num sorriso, pisando a areia branca que é seu paraíso.
Debaixo dos caracóis

O sol nascendo e o sanfoneiro continua. O baile acaba e ele não pára de tocar, sai pela porta e todo mundo vai seguindo e pela estrada o povo todo a cantar.
O baile da fazenda

Inimigos se abraçaram e juntos festejaram o bem maior: A paz, o amor e Deus!
A guerra dos meninos

Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi.
Emoções

VERDE E AMARELO
Verde e amarelo, verde e amarelo
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho o pé, vou com tudo
Terra firme, livre, tudo o que eu quis do meu país
Onde eu vou vejo a raça
Forte no sorriso da massa
A força desse grito que diz:"É meu país"
Verde e amarelo
Sou daqui, sei da garra
De quem encara o peso da barra
Vestindo essa camisa feliz do meu país
Tudo bom, tudo belo
Tudo azul e branco, verde e amarelo
Toda a natureza condiz com o meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo
Só quem leva no peito esse amor, esse jeito
Sabe bem o que é ser brasileiro
Sabe o que é:
Verde e amarelo, verde e amarelo
Bom no pé, deita e rola
Ele é mesmo bom de samba e de bola
Que beleza de mulher que se vê no meu país
É Brasil, é brasuca
Esse cara bom de papo e de cuca
Tiro o meu chapéu, peço bis pro meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo
Verde e amarelo
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho o pé, vou com tudo
Terra firme, tudo o que eu quis é o meu país
É Brasil, é brasuca
Esse cara bom de papo e de cuca
Tiro o meu chapéu, peço bis pro meu país
Verde e amarelo, verde e amarelo
Verde e amarelo
É a camisa que eu visto
Verde e amarelo
Azul e branco também
Verde e amarelo
É Brasil, é brasuca
Verde e amarelo
Boto fé, não me iludo
Nessa estrada ponho pé, vou com tudo

***

MATÉRIA PUBLICADA EM 09-06-2006 NO PORTAL CLUBE DO REI
COMENTÁRIOS

MAPAZEPE em 16/10/2008
Matéria muito bem descrita pelo meu amigo Armindo, envolvendo a grande obra do nosso Rei, e nos mostra em diversas dimensões, as canções compostas e aqui bem interpretadas em seus diversos aspéctos, sentimentos, valores ou expressões, muito bem escolhida em cujos trechos metaforicamente citados, nos transmitem sempre muitas emoções. Belíssima matéria ilustrada pelo Armindo, por um de seus belos quadros, divinamente criados e pintados em momentos de grande inspiração, comparando ao nosso Rei, quando compõe suas lindíssimas canções.

GUTA em 15/7/2008
Bravo Armindo, bela descrição! E bela pintura! Um abraço.

UJA escreveu em 4/10/2007
Adorei. Lindas músicas!

AZUL41 escreveu em 15/5/2007
Aqui já tu disseste tudo. Nada mais há para acrescentar. Muito boa esta recolha de suas músicas e a letra da música "Eu gosto de tudo" que é tão bonita. Armindo, excelente!

IATREVER escreveu em 20/6/2006
“Linguagem estética, poética e musical”, “ilusão pictórica, metáforas”, e demais términos que utiliza o nosso amigo Armindo em sua análise sobre a obra do Roberto Carlos, realmente deixa-nos surpreendidos porque, além de destacar a beleza musical, conjuga simbolicamente as letras e as melodias com outras vertentes artísticas como tenho entendido é a arte plástica. A profundidade que ele dá à sua interpretação nesta bem elaborada antologia onde destaca os versos das canções que efetivamente já passaram à imortalidade. Acho que este artigo é uma contribuição muito valiosa para o portal pela riqueza interpretativa que o autor transmite.

GERVAL escreveu em 11/6/2006
Simplesmente um excelente comentário - um dos melhores de RC que já li.
                               
PSER escreveu em 11/6/2006
Brilhante esta dissertação sobre a obra do Roberto Carlos. Além de impecavelmente escrita o seu conteúdo é excelente, muito criativo e próprio de um verdadeiro crítico literário. Nunca tinha encarado a obra do nosso Roberto sob o ponto de vista do pictórico e do metafórico. Após este interessante estudo/pesquisa não restam dúvidas que o nosso Roberto Carlos além de um excelente interprete é também um poeta de grande profundidade estética e simbólica que tão bem sabe utilizar os artifícios literários.

PILATTIS escreveu em 10/6/2006
Grande Armindo em mais uma de suas maravilhosas contribuições para o nosso portal. Achei bastante interessante e verdadeira essa relação de músicas de nosso Rei, pois ele é realmente abrangente, e consegue falar a nós de forma clara sem ser óbvia, simples sem ser banal. Um grande mestre da comunicação!

GLEY escreveu em 9/6/2006
Obrigada por tantos documentos importantes sobre o nosso amado Rei.

-----

CAVALGADA - Roberto Carlos/Erasmo Carlos
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

2 comentários:

  1. OLá Armindo!
    Autor do texto, da pintura e da montagem)

    O autor desse artigo belíssimo e muito criativo, sobre " A Ilusão Pictória na obra de Roberto Carlos", ele ao fazer esta postagem deu outra roupagem, ou melhor apresentou o texto de uma forma mais dinâmica sem ter saído da essência no que diz a temática.

    Desta vez ele inclui todas as canções e foto que foi divinamente montada pelo Armindo, ele incluiu um quadro pintado por ele em óleo e tela e que deixa transparecer toda sensualidade, seu erotismo e a sua preocupação com o verde que que como fosse em sua imaginação, surgira no tôpo da àrvore, uma bela mulher, com quem ele sonhara na certa.

    Quem ler os comentários que faz parte da postagem, fizemos no Portal Clube do Rei, sendo eu a primeira a comentar.

    No Clube do Rei sou conhecisa como MAPAZEPE, VEJAM O MEU COMENTÁRIO EM 2008:

    ---------------------------------------------
    MAPAZEPE em 16/10/2008
    Matéria muito bem descrita pelo meu amigo Armindo, envolvendo a grande obra do nosso Rei, e nos mostra em diversas dimensões, as canções compostas e aqui bem interpretadas em seus diversos aspéctos, sentimentos, valores ou expressões, muito bem escolhida em cujos trechos metaforicamente citados, nos transmitem sempre muitas emoções. Belíssima matéria ilustrada pelo Armindo, por um de seus belos quadros, divinamente criados e pintados em momentos de grande inspiração, comparando ao nosso Rei, quando compõe suas lindíssimas canções.

    ---------------------------------------------

    Sempre achei brilhante este texto e o quadro parece de um grande artista plástico. O homem sabe fazer de tudo, é polivalente assim como outros e outras que andam por aqui.

    Parabéns mais uma vez e a escolha das canções foram magníficas.

    Beijos!

    Mazé Silva

    ResponderEliminar
  2. Ola! Grandioso Amigo, Arquimar!

    Uma obra que se presta a ser representada visualmente, só poderia vir de alguém que canta a Natureza, na sua intregridade, quer seja ela global, ou simplesmente humana, correlacionadas entre si. Por conseguinte, tem em sua natureza, a luminosidade absoluta capaz de irradiar sua nobreza aos demais que se encerram em seu universo quotidiano; fazendo-os refletir seus comportamentos e, com isso, promoverem a possibilidade de mudanças para melhorar a qualidade de vida do ser humano em seu modus-vivendi.

    Há muitos, e tenho por mim, que devem conseguir esta mudança, apenas por um contato osmótico com o Rei. Outros, apenas ouvindo toda esta obra apresentada aqui, por uma pessoa, que diga-se de passagem, tem uma história Robertocarlística emocionante para contar-nos.

    Meu caro amigo, Armindo, gostaria de agradecer-lhe a dedicação da dita matéria, por certa deslumbrante, pá!

    Grande abraço, uai!

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil