ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

2/21/2011

Maestro, por favor, venha Jesus Cristo




Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@hotmail.com
Portal Splish Splash

Alguém ainda se deve lembrar (caso contrário, é só procurar nos arquivos mensais do Splish Splash, ou clicar aqui) do artigo que escrevi sobre o maestro Eduardo Lages que rotulei (e mantenho esse estigma) de... “o outro lado de Roberto Carlos”.



No show a bordo do transatlântico Costa Serena, incluído no Projecto Emoções em Alto Mar 2011, constatei a forma simples em como Eduardo Lages se apresenta no palco. Constatei, também, a sintonia que ele mantém com os seus músicos através de pequenos gestos.

Se por detrás de um homem está uma grande mulher, aqui dir-se-á que, por detrás de um grande cantor, está um grande maestro. Trinta anos ao lado de Roberto Carlos, é muito tempo. Digamos, sem pontinha de exagero, uma enorme dedicação, de um profissional que dá o seu melhor. Afinal, eles são compadres, eles os dois têm uma recíproca consideração como se tratasse de dois irmãos. Creio que nesse aspecto existe a pureza dos próprios sentimentos. Penso ainda que, em função deste trajecto, um já não vive, musicalmente falando, sem o outro. Será que estou exagerando?

Dos 2200 show’s em que participou com o King, Eduardo Lages regista 1500 sob a sua direcção musical, acrescentando ainda, neste enorme feito, as 800 músicas gravadas. Somando, quantas horas ao lado de Roberto Carlos? Uma imensidão, quiçá nunca passada a uma máquina calculadora.

Por tudo isto, pelo pouco que aqui escrevi, mas que retrata fielmente a intrínseca ligação entre Eduardo Lages e Roberto Carlos, terminarei com esta frase, em ré, em lá, não interessa: “Maestro, por favor, venha Jesus Cristo”.

SMILE - Charlie Chaplin - Eduardo Lages




3 comentários:

  1. Apesar de eu andar zangado com a dupla por terem trocado a Terrinha pela Terra Santa e deixarem a malta portuga a ver navios desde 2006, não posso deixar de felicitar o Carlos Alberto pelo excelente texto sobre o NMQT e o MM.
    Abraços robertolageanos!

    ResponderEliminar
  2. Olá Carlos Alberto!

    Que belo texto!
    Falou e disse!


    Um abraço,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  3. Ola! Carlos Alberto,

    Não existe exagero de sua parte, visto que é a pura e sublime verdade, qual seja, são verdadeiras almas amigas, irmãs fraternalmente falando, pá!

    Muito fixe seu texto!

    Abraços!

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil