LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

10/25/2010

O Dia do Macarrão




Comemorado em diversos países no dia 25 de outubro, o macarrão merece uma data de aniversário por sua popularidade e capacidade de agradar.


Esta data foi escolhida por fabricantes de diversos países durante o Primeiro Congresso Mundial de Pasta, realizado em 1995, e passou a ser comemorada no Brasil a partir de 1998 com a promoção de eventos pela ABIMA (Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias) e por diversos restaurantes. O Brasil ocupa o terceiro lugar em consumo, com 1,3 milhão de toneladas/ano, atrás dos Estados Unidos em segundo e, claro, da Itália em primeiro.

Há controvérsias quanto à origem do macarrão, mas não há dúvidas de que foi a partir da Itália que se tornou tão amado e popular.

Acredita-se que no século 14 o explorador Marco Polo tenha introduzido a massa naquele país, trazendo-a da China. Alimento básico na Itália durante anos, a massa passou a ser produzida em escala industrial apenas depois de 1840. Consumido mundialmente, o macarrão (nome pelo qual a massa é chamada no Brasil) pode ser dividido genericamente em dois estilos: o italiano, preparado com farinha de trigo, e o oriental (os noodles), preparado com diferentes farinhas e geralmente no formato de fios longos. Outros países trazem versões de massas com inspiração italiana, como o caso da varenyke russa, semelhante a um ravióli.

O estilo italiano emprega farinha de trigo de "grano duro" e água para as massas secas, e farinha de trigo e ovos para as frescas. Os formatos são os mais diversos. Marcella Hazan grande divulgadora da cozinha italiana nos Estados Unidos e em outros países, em seu livro La Cucina (Companhia das Letras) faz uma comparação entre a massa fresca caseira e a seca industrializada: "A massa de ovos feita em casa é o cashmere; o macarrão industrializado, comprado em supermercados, é o linho.

O último tem uma superfície dura, impenetrável, que pode levar com destreza molhos à base de azeite de oliva sem se tornar saturado, liberando um gosto vivo e fresco. A massa com ovos feita em casa tem um tecido quase invisível, mas aberto; ela é porosa e absorvente. Dificilmente você irá querer combinar um molho com azeite e uma massa de ovos, porque quando ela absorver aquele azeite, desenvolverá uma textura desagradavelmente escorregadia. O que ela deseja são os deliciosos molhos de manteiga e creme, para os quais é o receptáculo ideal. A massa de ovos abraça o molho; o macarrão de semolina escorrega nele." Usar um ou outro tipo de massa depende do que se quer preparar.


1 comentário:

  1. Ola! Amiga Carmen,

    Italiano tutti buona gente, eco!

    Sou bisneto de italiano.

    Non capito niente!

    Na verdade meu avô assinava Bottaro, mas meu pai achou por bem colocar Botari.

    Acerca do macarrão, o que eu aprendi na história da humanidade, sobretudo na idade média, foi que na época do Mercantilismo, o italiano conseguiu monopolizar a massa, trabalhando nela de diversas formas, apesar dela originar-se da China. hihihihihihihihi!!!!!!!

    Não sou prendado neste sentido, mas o que eu gosto de uma massa, não tá no gibi, eheheheh!!!!!

    Abraços!

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo