Em “La Vida Segun Mujica” o Unabomber pega uma carona no fusca azul mais famoso das américas pra falar da vida

Do Texto: Unabomber faz canções que convidam à reflexão. As críticas sociais fazem parte do DNA do grupo, como é notório desde faixas como “Silêncio" a "Carross
Capa do “La Vida Segun Mujica”.

Expoente do rock fluminense das últimas décadas

Depois dos poemas do Leminski usado no single “O Amor Segundo Leminski”, o Unabomber buscou inspiração no discurso do Pepe Mujica para o novo single “La Vida Segun Mujica”, para abrir 2023.  Na nova canção a voz do ex-presidente uruguaio foi utilizada na integra, para refletirmos sobre como “gastamos nossas vidas e perdemos nossa liberdade”.

Expoente do rock fluminense das últimas décadas, o Unabomber faz canções que convidam à reflexão. As críticas sociais fazem parte do DNA do grupo, como é notório desde faixas como “Silêncio" a "Carrossel".

Originária da Baixada Fluminense e formada por André Luz (voz), Alan Vieira (baixo), Sandro Luz (guitarra) e Paulo Stocco (bateria), Unabomber estreou em 1996 com uma demotape homônima. Já a segunda fita, intitulada “R” e lançada no ano seguinte, contou com a produção do então iniciante Rafael Ramos (DeckDisc, Dead Fish, Pitty, Titãs). Após mais três anos de muitos shows, o grupo encerrou as atividades.

Quase 18 anos depois, eles retornaram à cena com o EP “Massas & Manobras S/A” (2017), onde fazem uma releitura de faixas das duas demos dos anos 90.

Na sequência, em meio ao xadrez sociopolítico contemporâneo, compõem e lançam o single inédito “Silêncio”.

Já em 2018, apresentam “Pesadelo”, de Paulo César Pinheiro e Maurício Tapajós, gravada originalmente pelo MPB4, em 1972.

No ano seguinte, incorporaram à sua discografia o EP “O Mal da Máquina Morre”, que traz o hit "Guanabara", bem executada em rádios rock como a Kiss FM e a 89 FM, de São Paulo, abrindo caminho para vários shows em terras paulistas.

Em 2020, mais três singles. O primeiro, em parceria com a rapper paulistana Flor MC, intitulado “João 8:32”. Em seguida, a banda abordou a questão indígena com uma versão da clássica “Canoa Canoa”, do Clube da Esquina. Depois, lançam um olhar sobre as contradições humanas, em “Maciota”.

O Unabomber dialogou, também, com a questão do turismo e o lixo espacial, em “Spaceshit” (2021).

Com “O Carro de Jagrená”, do mesmo ano e na sequência da discografia de singles, a banda se volta mais uma vez para questões sociopolíticas.

Com “Carrossel”, inauguram os lançamentos de 2022 com versos afiados sobre o presente - e de olho no futuro.

E fechando 2022, “O Amor Segundo Leminski” trouxe a visão do poeta sobre o amor e suas sutilezas.

La Vida Segun Mujica 
Ficha técnica
Unabomber
Participação especial - Alex Saludj na guitarra
Letra – Discurso Pepe Mujica
Produção musical - Celo Oliveira (Kolera Home Studio)
Capa: Alan Vieira

Discurso Pepe Mujica
"cuando jo compra algo, yo o tu
no lo compra con plata.
Lo compra con tiempo de vida que tuviste que gastar para tener esta plata.
con una diferencia: Lo único que no puedes comprar es la vida. La vida se gasta.
Y es misérable ganarse la vida para ganar libertad"

Unabomberna web:
Unabomber-banda  
Unabomber   
Facebook 
Twitter   
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !