II Congresso Brasileiro de Psiquiatria Ocupacional promove debate sobre saúde mental

Saúde Mental dos profissionais

Evento acontece nos dias 26 e 27 de agosto no Centro de Convenções Rebouças na capital paulista

Médicos, psicólogos, advogados e profissionais que atuam com saúde mental no ambiente de trabalho participam na próxima sexta-feira e sábado, dias 26 e 27 de agosto, do II Congresso Brasileiro de Psiquiatria Ocupacional no Centro de Convenções Rebouças, na Capital de São Paulo. Assim como na primeira edição que aconteceu em 2018, o encontro vai debater intensamente sobre os diversos fenômenos mentais que acometem os trabalhadores durante a execução de suas funções laborais e as possíveis repercussões.

A novidade desta edição será os debates sobre a promoção da saúde mental, a síndrome de Burnout, a pandemia, os novos hábitos de trabalho e a percepção do emprego nas diferentes gerações, entre outros tópicos que serão levantados no evento. Todos os palestrantes do congresso são reconhecidos pela expertise na área e representam instituições renomadas, como a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp). Serão dois dias exclusivos para aprofundar sobre o tema que está cada vez mais em evidência.

“O congresso é essencial porque reforça a importância de se discutir a saúde mental dos trabalhadores e o prejuízo que pode causar para todos os envolvidos. Além disso, é necessário um olhar mais amplo para que essas doenças sejam diagnosticadas e tratadas de forma precoce e para que a saúde mental dos colaboradores entre na pauta das empresas cada vez mais”, pontua o médico e advogado especialista em saúde ocupacional Marcos Mendanha, palestrante e um dos organizadores do evento

Confira a programação

Sexta-feira, dia 26 de agosto

8h30-9h40: Conferência de abertura: Amor ao trabalho - Prof. Clóvis de Barros Filho.

Painel I: Promoção e prevenção da Saúde Mental
9h40-10h20: O uso de indicadores e as boas práticas de gestão em saúde mental - Dr. Alberto Ogata.

10h20-11h: Fatores psicossociais e saúde mental no trabalho: um panorama sobre os principais instrumentos de diagnóstico e prevenção - Dr. Sergio de Lucca.

11h00-11h40: Depressão e ansiedade: identificando e corrigindo fatores causais no trabalho - Dr. Pablo Bernardes.

11h40-12h20: A comunicação não violenta (CNV) como instrumento de melhoria do ambiente laboral - Profa. Grace Deckers.

Painel II: “Do chão da fábrica para as perícias e tribunais”
14h00-14h40: Avaliação da incapacidade laborativa em casos de depressão e ansiedade - Dr. Luiz Rigonatti.

14h40-15h20: "Psiquiatra deu inapto. Médico do Trabalho deu inapto. Por que o Perito do INSS deu apto?" Quais os parâmetros seguidos pelos “peritos do INSS” na concessão ou indeferimento de benefícios que envolvem transtornos mentais? - Dr. José Cosentino.

15h20-16h: Como é feito o estabelecimento do nexo (con)causal entre trabalho e transtornos mentais? Por que a emissão da CAT relacionada a transtornos mentais é tão rara? - Dra. Thatiane Fernandes.

16h00-16h40: O uso da tecnologia para detecção prévia de possíveis transtornos mentais: como funciona? Posso usar essa ferramenta no exame admissional? - Dr. Alexandre Loch.

16h40-17h20: Há mais presenteísmo ou absenteísmo laboral por transtornos mentais? O que é mais prejudicial para a instituição: presenteísmo ou absenteísmo? - Dr. Fernando Akio.

17h20-18h: Como se avalia objetivamente o assédio moral num ambiente de trabalho? Quais os critérios mais usados e seus exemplos de aplicação concreta? - Dra. Lorena Colnago.

18h10: Happy Hour Book: Com música e deliciosos "comes e bebes", renomados autores lançam e/ou autografam suas obras. 

Sábado, dia 27 de agosto
Painel III: Burnout na CID-11

8h30-9h10: Reconhecimento e manejo da Síndrome de Burnout - Dr. João Silvestre.

9h10-9h50: Burnout, ansiedade e depressão: diagnóstico, tratamento e prevenção - Dr. Wagner Gattaz.

9h50-10h30: Mas Burnout existe mesmo? “Se isso não é Burnout, o que mais pode ser?” - Dr. Estevam Lima.

10h30-11h10: Atestados de Burnout: qual(is) profissional(is) de saúde pode(m) emitir e com quais critérios? - Dr. Marcos Coltri.

11h10-11h50: “Sou médico(a) e ainda tenho dúvidas sobre o Burnout: o que o CFM me orienta?” - Dra. Rosylane Rocha.

11h50-12h30: O Burnout nas perícias judiciais: “Tem nexo com o trabalho? O trabalho é causa ou concausa? Como afirmar (ou excluir) um possível nexo? Incapacita ou não?" - Dr. Marcos Mendanha.

Painel IV: Pandemia, trabalho, sociedade e saúde mental
14h00-14h40: Saúde mental em tempos (pós)pandêmicos: o que mudou? - Dr. Daniel Cordeiro.

14h40-15h20: Saúde mental e home office: onde termina o office e começa o home (e vice-versa)? - Dra. Fátima Macedo.

15h20-16h: Como o trabalho pode atuar como facilitador, mas também como protetor do suicídio? - Dr. José M. Bertolote.

16h00-16h40: Resiliência: uma virtude a ser alcançada ou apenas mais um nome para esconder a responsabilidade da empresa no adoecimento do trabalhador? - Dra. Carla Furtado.

16h40-17h20: Qual o significado do trabalho para as diferentes gerações (X, Y etc.) e como isso impacta na saúde mental desses trabalhadores? - Dra. Danit Pondé.

17h20-18h: O que as redes sociais dizem sobre a saúde mental dos trabalhadores? O que postamos sobre nós mesmos “é fato ou fake”? - Dr. Pedro Shiozawa.

SERVIÇO:
II Congresso Brasileiro de Psiquiatria Ocupacional
Data:s 26 e 27 de agosto de 2022
Local: Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, SP.
Site: www.congressopsiquiatria.com.br 
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !