Roberto Carlos canta "Coimbra" como um fadista e emociona-se com a plateia


"Eu já gravei algumas músicas portuguesas. Uma delas é "Coimbra", no início da minha carreira que eu gravei e em todo show em Portugal eu canto essa música e o bonito é que os portugueses cantam juntos o refrão da música e de uma forma tão suave, tão romântica, que me emociona. Eu tenho que segurar, senão eu choro".

Uma das coisas que anima quem publica é, sem dúvida, o número de comentários dos nossos leitores, já que tal gesto é para o autor do artigo sinónimo de que foi ao encontro do leitor.

E os comentários que recebemos dos nossos estimados leitores costumam ser tantos que ainda que possa acontecer não querermos, somos obrigados a prosseguir na publicação dos nossos artigos, como foi o caso da rubrica "Vídeos" que desde a sua estreia em maio deste ano tem tido grande repercussão como assim o atesta o significativo número de comentários nos 12 temas até agora publicados, como foi, por exemplo, o anterior com o título "Vai umas Guitarradas Portuguesas à maneira?", que obteve muitos comentários (2), entre eles os das menina Alba Bittencourt e Alda Jesus, a primeira brasileira, de Canoas/RS e a segunda portuguesa, de Odemira/Alentejo, que aqui reproduzimos:

"E como não gostar desta maravilha, querido menino Armindo, se quando o som da Guitarra Portuguesa range a emoção nos domina, a gente sente a música invadir a alma e se deixa levar...viajar... para um mundo de sonhos...Obrigada, por nos presentear com esta preciosidade. Bjs 🙏😘❤️ Alba Bittencourt"

"Muito lindo adoro fado. - Alda Jesus"

Assim sendo, desta vez não vamos variar a temática como costumamos, mas sim repetir, ou seja, vamos novamente num fadinho à maneira interpretado por um gajo, digo, por um cara que o canta com muito sentimento. Com tanto sentimento, que diz: "Eu já gravei algumas músicas portuguesas. Uma delas é "Coimbra", no início da minha carreira que eu gravei e em todo show em Portugal eu canto essa música e o bonito é que os portugueses cantam juntos o refrão da música e de uma forma tão suave, tão romântica, que me emociona. Eu tenho que segurar, senão eu choro".

Curiosamente, para além do sentimento com que interpreta "Coimbra", neste vídeo, ao minuto 1:16, pode ainda ouvir-se Roberto Carlos pronunciar "corações" à portuga, ou seja, diz "curações" em vez de "córações" como normalmente diria, facto que vistas bem as coisas, até nem é para admirar por ser neto de avô paterno e bisneto de bisavô materno.

Fiquem bem e não precisam de ir já a correr comentar pois a janela de comentários é inesgotável. Dá para todos! 

[full-width]

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !