Expo Super Show é para todas as idades e nacionalidades

Em um clima de muitas brincadeiras e provocações entre os adversários, aconteceu ontem a pesagem dos fisiculturistas que se preparam para um final de semana competitivo, na Expo Super Show, que começa hoje (26) e vai até domingo (28), no Centro de Convenções SulAmérica, na cidade do Rio de Janeiro. A prévia já mostrou que o melhor evento do setor está de volta ao Brasil e promete um grande espetáculo, não apenas com os shows dos atletas, mas com toda a estrutura montada nos stands dos representantes do mercado fitness.

Tudo pronto para o final de semana que começa nesta sexta, no Rio, com muitas novidades sobre saúde, nutrição, exercícios e competições de bodybuilding

Em um clima de muitas brincadeiras e provocações entre os adversários, aconteceu ontem a pesagem dos fisiculturistas que se preparam para um final de semana competitivo, na Expo Super Show, que começa hoje (26) e vai até domingo (28), no Centro de Convenções SulAmérica, na cidade do Rio de Janeiro. A prévia já mostrou que o melhor evento do setor está de volta ao Brasil e promete um grande espetáculo, não apenas com os shows dos atletas, mas com toda a estrutura montada nos stands dos representantes do mercado fitness.

Para muitos competidores é uma realização participar de um evento como esse. Aos 49 anos, a mineira Silvana Tagliati, considerada a veterana da categoria biquíni, sente-se agradecida pela oportunidade e confirma a briga por pódio. “Posso ser a mais velha do grupo, mas todos irão ver que sou a mais bem condicionada na minha categoria na Expo Super Show. Em apenas três anos competindo, já consegui o meu pro-card. Estou em busca do título aqui no Rio e também quero a minha vaga no Mr. Olympia e eu sei que vou conseguir”, declarou a atleta mineira.

As competições de bodybuilding que acontecem durante a feira estão repletas de competidores dos quatro cantos não só do Brasil, mas do mundo.  Na pesagem, estiveram presentes representantes do Irã, México, Jordânia, Colômbia, entre outras nacionalidades. Para a atleta chilena Kim Gutirrez, o Brasil é um lugar muito especial. “Pessoas queridas como se fossem da minha família são daqui e depois de dois anos e meio parada, voltar a competir perto de todos eles têm um valor ainda maior que me impulsiona  a lutar pela conquista de mais um título, conta a competidora chilena.

Kim relata ainda que a conquista do pro-card foi durante uma temporada muito difícil, quando na América do Sul, não havia um número grande de competições. Após se profissionalizar conseguiu realizar o sonho de chegar ao Olympia por duas vezes. Mas, com a pandemia, tudo parou.  E agora esse retorno com a Expo Super Show torna-se bastante simbólico. “Estou muito feliz em estar aqui. Ao subir no palco eu me realizo, me divirto e desfruto de cada momento dessa atmosfera que para é mágica, ainda mais sendo aqui, na cidade maravilhosa”, finaliza a entusiasmada atleta.

O final de semana em todo o Brasil será de clima de competição não só no futebol, com a final da Libertadores, mas também nos palcos do fisiculturismo, onde as emoções estão a flor da pele com a expectativa de um verdadeiro show de muito corpos condicionados, definidos e vascularizados.

Tamer El-Guindy, ex-atleta do esporte e CEO Presidente da Musclecontest, realizadora da maior competição de fisiculturismo do mundo, o Mr. Olympia, e parceiro da Savaget &Excalibur, na criação da Expo Super Show, traça um panorama otimista sobre o futuro do esporte. De acordo com o investidor atleta, o fisiculturismo está crescendo de forma exponencial no Brasil, possibilitando a criação de uma economia de fitness no mercado, nos quais os atletas podem se tornar profissionais e podem desenvolver uma carreira. 

“Acredito que o fisiculturismo e as academias aqui no Brasil vão ultrapassar o nível de atendimento que existe nos Estados Unidos. Nosso país já tem mais academias que os EUA. E com isso faz sentido acreditar e investir no nosso povo. Tenho a certeza absoluta do potencial dos atletas brasileiros e da resposta dos fãs para o esporte aqui no Brasil”, conclui Tamer.

Na Expo Super Show, as competições de Bodybuilding vão reunir atletas de diversas categorias. Nas profissionais: Bikini Pro, 212 Pro, Men´s Physique, Wellness e Classic Physique - Pro. Já as amadoras formam-se com o Bodybuilding, Bikini, Men´s Physique, Wellness, Classic Physique, Figure e Womans Physique.

"Estamos muito felizes em voltar ao Rio. O evento teve um número recorde de atletas participantes. Esperamos receber um público de 15 mil pessoas nesses três dias de evento e temos uma expectativa de negócio de R$15 milhões", disse Luis Felipe Bonilha, acrescentando que a Expo Super Show entrou para o calendário de eventos da cidade e a próxima edição já está marcada para junho de 2022.

A feira é uma realização da Savaget & Excalibur Promoções e Eventos e Musclecontest e conta com o patrocínio de Black Skull, Darkness, FTW, Integralmédica e Max Titanium e apoio institucional de Acad Brasil e CREF1. 

Etiquetas

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !