MSF socorre vítimas civis de ataque no Iêmen - Portal Splish Splash

Recentes

terça-feira, outubro 05, 2021

MSF socorre vítimas civis de ataque no Iêmen

Pelo menos quatro pessoas morreram e um grande número de civis foi ferido em um ataque ocorrido em 3 de outubro, em uma área residencial da localidade de Rawdah Jadidah, na província de Marib. Entre os mortos estão duas crianças. Equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) que trabalham na emergência do Hospital Geral de Marib atenderam 14 pessoas, 8 das quais em estado crítico, sendo que 4 delas já chegaram sem vida à instalação médica.


Disparo de mísseis matou ao menos quatro pessoas, incluindo duas crianças


Pelo menos quatro pessoas morreram e um grande número de civis foi ferido em um ataque ocorrido em 3 de outubro, em uma área residencial da localidade de Rawdah Jadidah, na província de Marib. Entre os mortos estão duas crianças. Equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) que trabalham na emergência do Hospital Geral de Marib atenderam 14 pessoas, 8 das quais em estado crítico, sendo que 4 delas já chegaram sem vida à instalação médica.


Quase todos os pacientes recebidos no hospital eram civis, incluindo mulheres e crianças. Funcionários de MSF tentaram prestar socorro a duas crianças que morreram em consequência dos ferimentos recebidos. Entre os feridos atendidos por MSF estava uma mulher grávida, que foi atingida no tórax, uma criança atingida por uma série de estilhaços e um bebê de dois meses com lesão cerebral. A grávida e o bebê foram transferidos para outro hospital, especializado em atendimento materno e pediátrico, para receberem cuidados adicionais.


“MSF está extremamente preocupado com o impacto sobre a população civil dos conflitos recentes na província de Marib. Após cerca de sete anos de confrontos, os ataques de míssil ocorridos ontem são mais um exemplo dos efeitos devastadores sobre a população do Iêmen. Apelamos de maneira veemente às partes em conflito para que não ocorram mais ferimentos e mortes entre civis durante os confrontos em Marib e também no futuro”, disse Allen Murphy, coordenador de projeto de MSF em Marib


Recentemente, Marib tem sido palco de uma nova onda de conflitos intensos na cidade e nos seus arredores. Nas duas últimas semanas, o Hospital Geral de Marib tem recebido centenas de pacientes feridos em consequência dos combates, inclusive civis. MSF apela às partes em conflito para que respeite a Lei Humanitária Internacional que garante a segurança de civis durante conflitos.


Antes do início da guerra, viviam em Marib quase 400 mil pessoas, de acordo com as autoridades locais. Atualmente, estão na província mais de 2,7 milhões, incluído deslocados internos, muitos deles já desalojados reiteradas vezes. A escalada recente de violência pode provocar o deslocamento de mais pessoas e ampliar as necessidades humanitárias, que no momento já não estão sendo atendidas de maneira satisfatória. Há falta de abrigos, comida, água, proteção e cuidados de saúde.


MSF tem dado apoio à ala de emergência do Hospital Geral de Marib desde abril de 2021. A organização contribui com pessoal, incluindo médicos, enfermeiros e um cirurgião. MSF também opera clínicas móveis que cobrem um total de oito localidades de Marib, oferecendo cuidados de saúde a deslocados internos, migrantes e membros da minoria étnica muhamasheen.


MSF começou a atuar no Iêmen em 1986 e tem mantido presença contínua no país desde 2007.


Equipes da organização atuam em 11 hospitais e fornecem apoio a outras 16 instalações de saúde em 13 províncias. Todos os serviços prestados por MSF são financiados com doações privadas e sem qualquer contribuição de governos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário