Vina Ferreira fala sobre a literatura e a liberdade feminina - Portal Splish Splash

Recentes

terça-feira, agosto 03, 2021

Vina Ferreira fala sobre a literatura e a liberdade feminina

O romance é um dos gêneros mais lidos no Brasil, com uma maioria de leitoras. É dessa conexão entre o amor o romance e o público feminino que a escritora Vina Ferreira fala


A escritora que tem em seu público fiel uma maioria de leitoras fala sobre o amor na literatura e como ela espelha o momento de maior liberdade que estamos vivendo.


O romance é um dos gêneros mais lidos no Brasil, com uma maioria de leitoras. É dessa conexão entre o amor o romance e o público feminino que a escritora Vina Ferreira fala: “eu gosto de escrever sobre o amor e o amor é erótico, alguns mais suaves, outros mais quentes, mas é fato consumado de que dois corpos juntos geram atrito e é esse atrito gostoso, intenso e cheio de paixão que eu descrevo nos meus livros”.


Para ela, a literatura permite que se crie mundos inimagináveis, de fantasia, intensos e cheios de paixão: “é nos livros que me descobrir uma outra mulher, muito mais presente, madura e autêntica”, revela. Nascida no interior de São Paulo, foi com seus livros que Vina ganhou o mundo: “ampliar a forma das leitoras olharem para o amor e suas possibilidades se tornou meu maior prazer”, explica.


A autora lembra que estamos vivendo um momento de maior liberação da alma feminina: “estamos buscando novas formas de lidar com a vida e com o amor, nos liberando de muitas amarras que, durante séculos, nos impediram de vivenciar o romance e o prazer da forma que mais nos convém. A literatura funciona como um espelho desse momento, mostrando que podemos, sim, ter vidas mais intensas, mais livres e com a nossa própria assinatura”, enfatiza.


Vina conta que, independentemente do público para o qual escreva, seu objetivo é criar um universo de fantasia: “não gosto de histórias tristes, gosto de me esconder nas histórias fantásticas, viajo por elas como se fossem reais. Nossa realidade tem nuances tão cruéis, que procuro fazer da leitura algo agradável, que transporte o leitor para lugares onde tudo pode acontecer”.


Entre os títulos escritos para o público adulto estão três da série Novo Mundo: Eternidade, Reencontro e Recomeço; a duologia: Universo Obscuro e Um Outro Universo, que tratam, de forma delicada e realista, da temática BDSM. Vina também tem 05 contos publicados na amazon no formato digital, todos eles participaram de antologias. “Tenho ainda, um poema publicado numa antologia internacional, Poetas Lusófonos Contemporâneos”, conta a autora.


Entre os prêmios que já recebeu estão o de melhor romance pela editora ZL Books, em 2019, com Reencontro, que já está na segunda edição, o Prêmio Ecos da Literatura de 2019, como o melhor Livro Hot em votação popular, com Universo Obscuro, e o de melhor Livro Infanto-juvenil, por votação popular, no Blog Brasil entre Palavras, com A Caixa dos Sonhos.


Onde comprar:

Facebook: https://www.facebook.com/vina.ferreira.98

Instagram: https://www.instagram.com/vina.ferreira

YouTube: https://www.youtube.com/VinaFerreira2015

https://www.editorahope.com


Sobre Vina Ferreira

Vina Ferreira nasceu em Igaraçu do Tietê, mas vive em Barra Bonita, cidade vizinha. Filha do interior, é mulher do mundo. Viajou por vários estados brasileiros graças à sua profissão de secretária executiva, mas foi por conta da escrita que ela teve a oportunidade de conhecer outros países. Ama o seu trabalho no Hospital Oncológico, onde atua com projetos de captação de recursos, mas encontrou na escrita, desde 2014, um mundo novo de possibilidades. Lançou seu primeiro romance em 2015, o começo da série Novo Mundo, chamado Eternidade, e não parou mais. Hoje, Vina, já tem 2 romances da série publicados, o primeiro já na terceira edição, lança o terceiro título este ano e o quarto no ano que vem, tem na bagagem a duologia Universo Obscuro e Um Outro Universo, que falam de forma intensa e muito real sobre o universo BDSM, além de um título infanto-juvenil premiado, chamado A Caixa dos Sonhos e mais 5 contos, que participaram de antologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário