Sessões de longas e curtas e o romantismo de Flávio Venturini encerram 16a CineOP - Portal Splish Splash

Recentes

segunda-feira, junho 28, 2021

Sessões de longas e curtas e o romantismo de Flávio Venturini encerram 16a CineOP

 

Corre que ainda dá tempo de conferir gratuitamente e em ambiente online www.cineop.com.br a programação cinematográfica e artística da 16aCineOP. O evento encerra nesta segunda –feira, dia 28 de junho, com sessões de longas e curtas, e o romantismo do cantor, compositor e instrumentista Flávio Venturini.

Corre que ainda  dá tempo de conferir gratuitamente e em ambiente online www.cineop.com.br a programação cinematográfica e artística da 16aCineOP. O evento encerra nesta segunda –feira, dia 28 de junho, com sessões de longas e curtas, e o romantismo do cantor, compositor e instrumentista Flávio Venturini. Confira a relação de filmes da programação desta segunda-feira destacadas pela equipe curatorial!


Longas-Metragens


No último dia da 16a Cineop, aproveite para assistir, ou rever, as produções da Mostra Homenagem e Mostra Preservação.


Na Mostra Homenagem, dedicada ao ator Chico Diaz, está em evidência a ficção “Praça Saens Peña”, do diretor Vinícius Reis. A história começa nos primeiros meses de 2003, durante um verão que parece não ter fim. Dois acontecimentos marcam essa época: o início do governo Lula e a invasão do Iraque pelos Estados Unidos. Paulo é professor de Literatura, Teresa é comerciante e Bel, estudante. Eles vivem em um apartamento alugado na Praça Saens Peña, coração da Tijuca, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro. Uma tentadora e inesperada proposta de trabalho poderá abalar profundamente a rotina dessa família e colocar em risco um casamento de vinte anos.


Na Mostra Preservação a dica é conferir o documentário “Circo voador – A nave”, dirigido por Tainá Menezes, especialmente selecionado para exibição na CineOP. Em 1982, a praia do Arpoador, no Rio de Janeiro, recebeu a primeira “encarnação” do Circo Voador, um espaço para artistas de diversas vertentes mostrarem sua arte para o público. Meses depois, o Circo pousou na Lapa, bairro mais boêmio da cidade. Hoje, mais de três décadas depois, o espaço se tornou referência cultural no país. A produção conta com depoimentos de artistas como Gilberto Gil, Lobão, Evandro Mesquita e mais de 50 personalidades que fizeram parte da história do Circo Voador.


Curtas-Metragens


Para a sessão da Mostra Contemporânea | Rede Minas foram destacados pela curadora Camila Vieira dois documentários. “Sem chão, sem medo”, dos diretores Guilherme Escapacherri e Jefferson Mendes, narra a história da ocupação ‘Povo sem medo do MTST’, de São Bernado do Campo – ABC Paulista, que vive cercada por condomínios de classe média. Encarando diariamente o preconceito e a opressão, os acampados oferecem um olhar interno da ocupação, de suas funções sociais e de sua condição humana.


Com duração de 28 minutos, o documentário “A casa e a rua”, da cineasta Taíse Andrade Ribeiro, faz um mergulho no universo das relações estabelecidas entre a cidade e a sua tradicional guerra de espadas, proibida no município desde 2011. O filme aborda temas como resistência e ancestralidade, e a luta de um povo contra as ameaças de apagamento de sua identidade.


A Contemporânea TV UFOP exibirá em sua grade cinco sessões de curtas-metragens realizados em universidades e escolas de formação de cinema e audiovisual. A saudade do irmão mais velho e vestígios de memórias em fotografias, VHS e textos compõem a produção “Doze”, dirigido por Clara Tempone, do Centro Universitário UNA (MG). Realizado no curso de Audiovisual do Centro Cultural do Bom Jardim, em Fortaleza, “Bizú” é um ensaio dos diretores Dan Jonathan, Gil Sousa e Pedro Higor, que reflete sobre as imagens que vemos, o que está no entorno delas e a complexidade social que as atravessa. Da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (UFRB), “Reduto”, do cineasta Michel Santos, aborda as consequências das ações do agronegócio na cidade de Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste da Bahia. O Instituto Federal de Goiás, a diretora Viviane Goulart apresenta o documentário “Presente de Casamento”, que narra a história de um homem e uma mulher que se conhecem, namoram, casam e compartilham lembranças por meio de fotografias e vídeos antigos. As exibições encerram com “Visões de Copacabana – Uma breve trilogia do acaso”, uma coprodução Brasil/Portugal, da diretora Rita Brás, realizado na Fundação Getúlio Vargas (FGV). Durante o isolamento social, a realizadora pensa a situação atual do Brasil em suas vivências como portuguesa que mora e estuda no país.


As paisagens sonoras de Flávio Venturini


Para encerrar a programação artística da 16a CineOP com chave de ouro, Flávio Venturini, um dos principais cantores, compositores e instrumentista do país, sobe ao palco do Sesc Cine Live Show, com todo seu estilo pop romântico. A base da apresentação “Paisagens sonoras”, que acontece às 21 horas, são os grandes sucessos do artista, como: “Todo azul do mar”, “Noites com sol”, “Pierrot”, a versão em inglês para o hit “Nascente”, “Céu de Santo Amaro", “Fotografia de um amor” e “Retratos”. O público poderá conferir ainda alguns temas instrumentais que estão sempre presentes na carreira do cantor.


SOBRE A CINEOP


Pioneira desde sua criação (2006), a enfocar a preservação audiovisual, história, educação e a tratar o cinema como patrimônio, a CineOP – Mostra de Cinema de Ouro Preto chega a sua 16a edição, de 23 a 28 de junho de 2021, no formato online e reafirma seu propósito de ser um empreendimento cultural de reflexão e luta pela salvaguarda do rico e vasto patrimônio audiovisual brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo.


Estrutura sua programação em três temáticas: preservação, história e educação. Durante seis dias de evento, o público terá oportunidade de vivenciar um conteúdo inédito, descobrir novas tendências, assistir aos filmes, curtir lives musicais, trocar experiências com importantes nomes da cena cultural, do audiovisual, da preservação e da educação, participar do programa de formação que oferece oficinas, masterclasses internacionais e debates temáticos. Tudo de graça pelo site www.cineop.com.br.


Acompanhe a 16a CineOP e o programa Cinema Sem Fronteiras 2021.

Participe da Campanha #EufaçoaMostra

Na Web: www.cineop.com.br / www.universoproducao.com.br

No Instagram: @universoproducao

No YouTube: Universo Produção

No Twitter: @universoprod

No Facebook: cineop / universoproducao

No LinkedIn: universo-produção


SERVIÇO

16a CINEOP - MOSTRA DE CINEMA DE OURO PRETO

23 a 28 de junho de 2021

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio: Instituto Cultural Vale, Cedro Mineração, Cemig|Governo de Minas Gerais

Parceria Cultural: Sesc em Minas, Prefeitura de Ouro Preto, Casa da Mostra e Instituto Universo Cultural

Apoio: Universidade Federal de Ouro Preto, Parque Metalúrgico Augusto Barbosa, Rede Minas, Rádio Inconfidência, Canal Brasil e Café 3 Corações

Idealização e realização: Universo Produção

Secretaria Especial de Cultural / Ministério do Turismo / Governo Federal Pátria Amada Brasil


PROGRAMAÇÃO GRATUITA PELO SITE WWW.CINEOP.COM.BR

ABERTURA OFICIAL

EXIBIÇÃO DE FILMES - LONGAS, MÉDIAS E CURTAS

PRÉ-ESTREIAS E MOSTRAS TEMÁTICAS

MOSTRINHA

MOSTRA VALORES

SESSÕES CINE-ESCOLA

ENCONTRO NACIONAL DE ARQUIVOS E ACERVOS AUDIOVISUAIS BRASILEIROS

ENCONTRO DA EDUCAÇÃO: XIII FÓRUM DA REDE KINO

DEBATES, DIÁLOGOS E RODAS DE CONVERSA

OFICINAS

MASTERCLASSES INTERNACIONAIS

EXPOSIÇÃO VIRTUAL "MEU CARTÃO POSTAL DE OURO PRETO"

PERFORMANCE AUDIOVISUAL

SHOWS

Nenhum comentário:

Postar um comentário