ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/04/2021

Sebrae apoia indicação de Alysson Paolinelli ao Nobel da Paz em 2021

A indicação do ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli, para o Prêmio Nobel da Paz em 2021 ganhou o apoio do Sebrae. Paolinelli formou-se em Engenharia Agrônoma na Universidade de Lavras (MG) e dedicou-se à busca de soluções para a produção de alimentos. Aos 84 anos, ele é considerado um dos homens responsáveis pela segurança alimentar no mundo.
 

Ministro da Agricultura nos anos 70, Paolinelli é reconhecido como entusiasta da revolução agrícola brasileira de forma sustentável


A indicação do ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli, para o Prêmio Nobel da Paz em 2021 ganhou o apoio do Sebrae. Paolinelli formou-se em Engenharia Agrônoma na Universidade de Lavras (MG) e dedicou-se à busca de soluções para a produção de alimentos. Aos 84 anos, ele é considerado um dos homens responsáveis pela segurança alimentar no mundo.


O presidente do Sebrae Carlos Melles comemorou a escolha de Paolinelli como representante do Brasil na premiação. “O Alysson sempre foi uma usina de ideias e do empreendedorismo, com uma postura inclusiva e agregadora, tornou-se um grande líder, reconhecido como um grande entusiasta da revolução agrícola brasileira, de forma sustentável”, destacou.


Segundo Melles, o ex-ministro foi o motor da transformação de terras improdutivas em produtivas, o que pode ser considerado quase um milagre. “Graças a ele, hoje chegam a dizer que o Cerrado é a 7ª Maravilha do Mundo. Soma-se à sua contribuição para a transformação econômica, social e ambiental do país, sua credibilidade, confiança e segurança de seus projetos. O Brasil tem sorte de ter um homem com mais de 80 anos, moderno, contemporâneo e futurista”, completou.


A indicação de Paolinelli conta também com o apoio de um abaixo-assinado virtual, que pode ser acessado aqui. Até o momento, já são quase 12 mil assinaturas.

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo