ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

12/17/2020

Cabelos no verão: 10 cuidados para manter a saúde dos fios durante a estação mais quente do ano

Além da exposição ao sol e à água do mar e da piscina, hábitos comuns no verão, como prender os fios e dormir com os cabelos molhados, também podem prejudicar a saúde e a beleza capilar.


Além da exposição ao sol e à água do mar e da piscina, hábitos comuns no verão, como prender os fios e dormir com os cabelos molhados, também podem prejudicar a saúde e a beleza capilar.


São Paulo – 11/12/2020 - O verão é uma das piores estações para a pele devido aos altos índices de radiação solar. Mas não é apenas o tecido cutâneo que sofre nessa época. Fatores como a exposição aos raios ultravioletas e à água do mar e da piscina também prejudicam a saúde dos cabelos. “A radiação UV é capaz de promover um processo de oxidação e produção de radicais livres que favorece a degradação de proteínas, principais componentes dos fios, o que os torna mais fracos e quebradiços. E não é nem preciso estarmos expostos ao sol, pois apenas o excesso de calor  já é capaz de comprometer a estrutura da fibra capilar e favorecer a perda de água, fazendo com que os cabelos fiquem ásperos, ressecados e sem brilho”, alerta o médico tricologista Dr. Lucas Fustinoni*, referência internacional em Tricologia e membro da World Trichology Society. E o problema é ainda mais grave caso o cabelo já tenha sido alvo de danos prévios provocados pelo uso de químicas, ferramentas de calor e, principalmente, tinturas, podendo até mesmo sofrer mudanças de coloração. Mas é perfeitamente possível enfrentar a estação mais quente do ano sem prejudicar a saúde dos fios. Basta tomar alguns cuidados, que o especialista listou abaixo:


Aposte no filtro solar: O principal cuidado para proteger os fios dos danos causados pelo sol é apostar na aplicação diária de um leave-in com FPS nos fios, que deve ser reaplicado a cada duas horas. E não para por aí, pois o couro cabeludo também deve ser fotoprotegido através do uso de sprays ou loções líquidas com FPS e bonés ou chapéus. “Isso porque o sol pode causar queimaduras no couro cabeludo, principalmente em pessoas calvas ou que têm cabelos mais finos, o que altera a qualidade dos fios e estimula um processo inflamatório que pode causar queda”, destaca o especialista.


Atenção aos cabelos após sair da água: Outro dano importante para os cabelos é aquele causado pelo cloro e sal da água da piscina e do mar, respectivamente. “Essas substâncias causam danos à cutícula e diminuem a quantidade de proteínas na fibra capilar. Como resultado, o cabelo pode ficar mais fino, quebradiço e até mesmo mudar de cor caso tenham passado por procedimentos químicos e tinturas. Logo, é fundamental que sempre após sair da água você tome uma ducha para retirar qualquer resíduo de areia, cloro ou sal dos fios”, aconselha o médico. “Outra estratégia interessante é lavar os cabelos antes mesmo de entrar no mar ou na piscina. Dessa forma, o cabelo, que já estará saturado de água, absorverá menos sal ou claro.”


Cuidado com o ar-condicionado: “Apesar de ser a melhor arma no combate ao calor do verão, o uso excessivo do ar-condicionado por ser realmente prejudicial à saúde dos cabelos, pois o aparelho retira a umidade do ar, causando desidratação nos fios e favorecendo o aparecimento de frizz.”


Evite lavar o cabelo em excesso: No verão, é normal querermos lavar o cabelo com mais frequência, afinal, transpiramos mais. Mas, apesar de não existir uma regra quanto ao número de vezes que devemos higienizar os fios, é melhor ficar atento às necessidades do cabelo e evitar lavá-lo excessivamente. “A higienização excessiva dos fios pode torná-los frágeis e secos. Mas isso não quer dizer que você não possa lavar os cabelos diariamente. Tudo vai depender da necessidade de cada um. Por exemplo, quem pratica atividades físicas ou utiliza pomadas nos cabelos deve higienizá-los diariamente para remover impurezas e resíduos de produtos que podem ficar acumulados nos fios. Já quem tem cabelos oleosos e grossos pode aumentar um pouco o espaço entre as lavagens, que deve ser ainda maior no caso de pessoas de cabelos secos e finos”, recomenda o tricologista.


Utilize corretamente o shampoo: Ao contrário do que muitos pensam, o shampoo não deve ser aplicado no cabelo todo, mas somente no couro cabeludo, deixando que apenas a espuma escorra pelas pontas para retirar as impurezas sem agredir os fios. “Isso porque as pontas já possuem pouca oleosidade, que ainda é afetada pela radiação solar. Logo, aplicar os shampoos nessa região pode remover excessivamente a oleosidade e ressecá-la ao extremo, favorecendo a quebra”, diz o Dr Lucas.


Cuidado ao aplicar o condicionador: “Assim como o shampoo deve ser aplicado apenas no couro cabeludo, o condicionador deve ser passado somente nas pontas, pois, caso contrário, o produto pode obstruir os folículos capilares e causar uma série de danos, incluindo queda e caspa.”


Hidrate o cabelo a cada quinze dias: A utilização de uma máscara de hidratação capilar a cada duas semanas é uma maneira excelente de combater a descoloração, perda de brilho, quebra e até queda causadas pela exposição solar no verão. “O produto repõe os nutrientes perdidos do cabelo de forma mais intensa que o condicionador, fazendo com que os fios fiquem mais fortes, macios e brilhosos. No verão, aposte principalmente em máscaras reconstrutoras, que vão fortalecer os fios, e nutritivas, que vão torná-los mais sedosos”, afirma o especialista.


Enxágue bem os fios: De acordo com o médico, qualquer resíduo de produto que permanece nos cabelos pode aumentar a opacidade dos fios e causar alergias e até queimaduras no couro cabeludo. Logo, enxaguar muito bem os cabelos é de extrema importância, principalmente no verão. “É interessante inclusive que o último enxágue dos fios seja realizado com água fria, pois a baixa temperatura ajuda a fechar as cutículas, mantendo todos os nutrientes no interior da fibra capilar”, destaca.


Não deixe os cabelos molhados: Apesar de ajudar a refrescar no calor, deixar os cabelos molhados pode comprometer a saúde capilar, tornando os fios mais frágeis e propensos à queda. “O problema é ainda maior caso você vá dormir após o banho, o que favorece o surgimento de caspa e acelera a queda. Por isso, seque bem os fios com uma toalha ou, caso esteja com pressa, aplique um protetor térmico e utilize o secador”, aconselha o tricologista. Vale ressaltar ainda que até mesmo pentear os fios ainda molhados é um hábito ruim, pois a água deixa os fios mais vulneráveis à quebra.


Evite prender demais os cabelos: No verão, grande parte das pessoas com cabelo comprido mantêm os fios presos para diminuir o calor e a transpiração. “Mas é importante não prender os cabelos com frequência, pois os prendedores podem quebrar os fios, enfraquecer o cabelo e até mesmo provocar queda capilar a longo prazo. Os principais vilões nesse sentido são os grampos e os prendedores de silicone e borracha. Logo, o ideal é evitar utilizá-los”, finaliza o Dr Lucas Fustinoni.


*DR. LUCAS FUSTINONI: médico tricologista, referência internacional em Tricologia e membro da World Trichology Society, da European Hair Research Society, da Ukranian Hair Research Society, da Sociedade Italiana de Tricologia e da Associação Argentina de Tricologia. Graduado em Medicina, Dr. Lucas Fustinoni é divulgador científico de Tricologia e Estética, Fellowship de Estética em Miami, e possui o maior canal do Youtube do mundo sobre Tricologia e Estética. 

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo