ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

12/30/2020

A humanidade e o tempo...

Partindo da necessidade humana de contar ou marcar o tempo, no decorrer de sua existência, a humanidade foi criando formas de sistematizar essa contagem através de calendários baseados em observações da natureza e crenças diversas.


2020, o ano que ficará registrado nos ‘livros de História’ e na vida de cada um de nós de forma peculiar: o ano que nos ‘puxou o tapete’!


Por: Prof.ª Cassia Fernanda Fraga Lopes*


Partindo da necessidade humana de contar ou marcar o tempo, no decorrer de sua existência, a humanidade foi criando formas de sistematizar essa contagem através de calendários baseados em observações da natureza e crenças diversas.


Atualmente, como sabemos, temos o chamado ‘Calendário Cristão ou Gregoriano’ que é usado no Brasil e em grande parte do nosso planeta.


Conforme esse calendário, o planeta Terra está completando mais uma volta ao redor do Sol e mais um ano se encerra hoje.


2020, o ano que ficará registrado nos ‘livros de História’ e na vida de cada um de nós de forma peculiar: o ano que nos ‘puxou o tapete’!


Ano que potencializou as incertezas, os medos, a sensação de impotência, de fragilidade da vida do ser humano e também mudou radicalmente nossas rotinas.


Um ano de muitas perdas... muita dor, muito sofrimento, muita negligência...


Por isso muitas pessoas têm dito que este ano não deveria ser contado, considerado ou registrado.


Porém, se olharmos de outra forma, se reajustarmos nosso foco, possamos enxergar o evento da Pandemia como um movimento do Universo para chamar nossa atenção para coisas as quais já não dávamos mais tanto valor. Assim, poderemos entender o ano de 2020 como um tempo de provas, de possibilidade de aprendizado e redirecionamento de rumo para a humanidade.


Se pararmos para refletir e direcionarmos nosso olhar e pensamento para situações positivas, com certeza, teremos algo para agradecer. Provavelmente até nos surpreendamos com uma lista generosa de agradecimentos.


Que 2020 fique marcado, registrado, para cada um e para todos, como um ano que nos instigou a mudanças que possibilitam sermos seres humanos melhores. Um ano que nos ofereceu a oportunidade de vivenciarmos e aprimorarmos sentimentos de humildade, respeito, tolerância, empatia, solidariedade e amor ao todo do qual somos uma pequena, porém significativa, fração.


Considerando os aprendizados deste ano, creio que GRATIDÃO é o sentimento de despedida para 2020 e ESPERANÇA o sentimento de acolhida para 2021!


Que nós, HUMANIDADE, possamos iniciar um TEMPO de cura e ressignificação da vida neste planeta e além!


*Cassia Fernanda Fraga Lopes, uma fração do TODO.

Graduada em Língua Portuguesa, com especialização em alfabetização. 

Cassia Fernanda enviou Hoje às 17:12Graduada em Língua Portuguesa, com especialização em alfabetização.
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo