ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/04/2020

Sobre fazer projetos

Partindo de um raciocínio simples, quando preparamos uma refeição estamos desenvolvendo um projeto e produzindo um produto



Por Prof. Paulo Lopes*


- Fazer projetos é muito complicado!

Costumo ouvir esse comentário. com muita frequência, de alguns colegas de profissão, quando o tema projetos surge em conversas.

Discordo totalmente, pois fazemos projetos diariamente, apenas não documentamos. Segundo a PMI (Project Management Institute) projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto ou serviço de resultado exclusivo. 


Partindo de um raciocínio simples, quando preparamos uma refeição estamos desenvolvendo um projeto e produzindo um produto, quando planejamos uma viagem, estamos desenvolvendo um projeto e produzindo um serviço. Sem falar em projetos mais importantes como aquisição da casa própria, troca do carro, aprimoramento profissional… Executamos vários projetos, porém, sem o planejamento necessário.


Um projeto bem executado divide-se em 5 fases:  

- Iniciação (momento em que analisamos o projeto no todo, os objetivos a serem atingidos, identificando as necessidades e viabilidade de concretizar). 

- Planejamento (é uma fase importantíssima do projeto, pois é nesse momento que todas as possibilidades devem ser estudadas: recursos, tempo, aquisições, riscos). Nessa fase concluímos se o projeto é viável ou não.  

- Execução (é o momento que colocamos o projeto em prática). 

- Monitoramento e Controle (ocorre paralelo a todas as fases do projeto, desde a iniciação até o encerramento, pois através deles acompanhamos se tudo está ocorrendo dentro do previsto, fornecendo condições de diagnosticar os riscos, avaliando se devemos evitá-los ou mitigá-los).  

- Encerramento (momento em que registramos tudo o que funcionou conforme o planejado e o que não ocorreu da forma desejada e utilizamos como lições aprendidas para um futuro projeto semelhante).


A partir do momento que tivermos o hábito de documentarmos os nossos projetos e a atitude de colocá-los em prática, colheremos os frutos com maior eficácia e efetividade.


Nenhum projeto é viável se não começa a construir-se desde já: o futuro será o que começamos a fazer dele no presente. 

(Içami Tiba)


*Professor Esp. Paulo Lopes
- CREF:3080 G/RS
- Graduado em Educação Física (UFRGS 2001)
- MBA em Gerenciamento de Projetos (UNILASALLE 2015)
- Pós MBA em Inteligência Emocional nas Organizações (UNILASALLE 2019). Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo