A boa gestão, sempre sob pressão - Portal Splish Splash

Recentes

sexta-feira, outubro 09, 2020

A boa gestão, sempre sob pressão

“Mar calmo nunca fez bom marinheiro”



“Mar calmo nunca fez bom marinheiro”



Por: Prof. Paulo Lopes*


Com esse ditado popular, inicio a reflexão sobre uma habilidade fundamental nas boas práticas de gestão: trabalho sob pressão.


Acredito que quem não consegue trabalhar sob pressão não deve arriscar-se na jornada da gestão... na verdade, quem não sabe viver sob pressão nem deve arriscar-se na jornada da vida.


Antes mesmo de sermos uma célula-ovo, já sofremos a pressão de, pelo menos 15 milhões de espermatozoides na luta pela fecundação do óvulo. Após o parto, onde somos pressionados pelo útero, colocamos em ação o nosso instinto de sobrevivência quando mamamos, que nada mais é do que a pressão negativa (pegada do mamilo dentro da cavidade oral) e pressão positiva (movimentos mandibulares que favorecem a extração do leite do seio materno). Convivemos com o controle vital da pressão arterial e com pressões menos vitais, porém não menos importantes: vestibular, disputa por vaga de emprego, busca de uma promoção, conquista da cara metade, manutenção diária do relacionamento afetivo…enfim, tudo na vida está sob pressão, até mesmo a contração do coração para continuarmos vivos.


A pressão é essencial e nos estimula a sair da zona de conforto. Porém, precisamos desenvolver técnicas que nos permitam produzir resultados de excelência, auxiliando no desenvolvimento da equipe:


- ter auto controle e gestão das emoções, identificando quais emoções foram estimuladas e qual a melhor maneira de externá-las, no momento da reação, evitará que o ambiente torne-se tóxico;

- fragmentar e priorizar as fases de resolução do problema causador da "pressão" pontual auxiliará na execução racional das tarefas, pois o mesmo parecerá menos complexo;

- delegar tarefas e dividir responsabilidades aliviará a carga e auxiliará no reconhecimento de sua própria vulnerabilidade e no sentimento de compaixão na equipe;

- registrar as ações e lições aprendidas ao término da resolução do problema é um hábito que trará mais confiança e tranquilidade em uma nova ação semelhante.


Que tenhamos mais coragem e confiança em nossas habilidades de gestores para nos aventurarmos em “mares revoltos” e nos tornarmos “bons marinheiros".


“Quem não sabe trabalhar sob pressão não confia na própria competência” 

(Camila Bill)

*Professor Esp. Paulo Lopes
- CREF:3080 G/RS
- Graduado em Educação Física (UFRGS 2001)
- MBA em Gerenciamento de Projetos (UNILASALLE 2015)
- Pós MBA em Inteligência Emocional nas Organizações (UNILASALLE 2019). Leia Mais sobre o autor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário