ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/11/2020

Views:

"Eu tenho essa vontade de mostrar que o funk pode ser valorizado", diz Pedro Sampaio, que está no line-up do Festival Teen 2020

Pedro Sampaio-Divulgação

Fenômeno da Internet, o artista promete muita energia para o pessoal dançar com suas músicas de dentro de casa. O jovem de 22 anos ainda revela como a quarentena ajudou seu processo criativo e promete novidades em breve para o público


Na última sexta-feira, Pedro Sampaio foi anunciado no line-up principal do Festival Teen 2020 Live Show. Em uma conversa nos bastidores, ele entregou algumas novidades sobre sua carreira e o que esperar desse show. Por exemplo, ele explicou a grande repercussão na mídia após uma foto nas redes sociais com Bianca Andrade. “a ‘Boca’(Rosa) me fez um convite, tudo partiu dela de maneira inusitada, eu não esperava. Ela vai fazer a segunda temporada do seu programa e eu vou entrar mais como um produtor de uma faixa, ao invés de cantar. Eu vi essa oportunidade como uma maneira de mostrar esse meu outro lado desconhecido, de produtor, além de artista”, contou.

Outra celebridade que trouxe Pedro à mídia recentemente foi Cardi B, que compartilhou nas redes sociais dela um remix, uma versão funk, feita por ele para o single “Wap”. “Foi algo que fiz de uma maneira muito despretensiosa, fiz brincando mesmo”. E conta ainda que foi resultado de uma manhã criativa, ou seja, decidir acordar cedo valeu muito à pena. “Eu andava acordando sempre por volta das 15h e precisava regular meu horário, um dia eu consegui acordar 7h. Eu senti aquela energia da manhã, mais produtivo, tendo várias horas pela frente, e me deu a vontade de realizar algo. Eu peguei a música da Cardi B, remixei, fiz um trechinho pro vídeo e postei. Uma hora depois ela havia repostado. Ali eu fiquei ‘Caraca’. Foi algo tão despretensioso, com resultado em tão pouco tempo, foi incrível”.

E essa história com “Wap” não acabou por aí. Com toda a repercussão ele decidiu lançar seu remix oficialmente. “Ali mesmo já despertou a vontade de regularizar o remix, de forma a conseguir a liberação pra lançar, e no mesmo dia eu já fiz a música toda completa. Eu ainda não soltei, estou só esperando essa liberação oficial.”

Para ele, a fama internacional é muito importante, pois o funk tem muito potencial a se tornar mundialmente admirado. “Eu também tenho a oportunidade de levar o funk pra galera de fora, com vontade de mostrar que o funk pode ser tão valorizado, tão hypado, como o reggaeton, por exemplo. A Anitta leva essa bandeira, e eu tô aqui pra fortalecer isso”. Ainda contou quem são as pessoas com quem sonha produzir junto. “Pensando no futuro eu gosto muito do J. Balvin, Black Eyed Peas, que são artistas de conceito e que cuidam da produção, além do Bad Bunny.”

“Nunca fiz algo assim”, fala sobre sua participação no Festival Teen

 “Eu acho que fazer algo online com outros artistas vai ser muito maneiro, eu nunca fiz algo assim. São ótimos artistas que eu admiro, como o Vitão, além dos influenciadores do squad, como a Juju Franco, que eu também admiro. Vai ser uma experiência ótima”, revela.

Pedro também promete logo de cara muita energia e novidades, tudo para o público de casa sentir o máximo possível do calor que já nos acostumados quando falamos do artista. “Vai ter remix novo dentro do festival, já faz um tempo que estou sem fazer minha própria live, então todo esse processo criativo vai ser direcionado para esse dia, com muita coisa nova”.

Ele já está se preparando para conseguir levar toda a energia que costuma ter no palco até a casa das pessoas. “Tudo que é por vídeo, a gente tem que triplicar a energia pra galera sentir. Eu tenho que estar mais motivado pra passar isso, sendo um grande desafio.”

Ainda sobre sua participação no festival, fala com um pouco de nostalgia comparando o momento com o início de sua carreira. “Quando eu comecei na internet, eu fazia shows virtuais, realizando esse tipo de conteúdo pelo Facebook, fazendo lives, e depois de um tempo eu parei por fazer shows na rua. Agora podendo voltar a isso, dá um sentimento nostálgico, muito gostoso”.

Sobre o público que o evento alcança, ele acredita que seu trabalho já está preparado para eles. “É uma preocupação que eu sempre tive, desde a minha primeira música, é que ela chegue para todo mundo, fazendo a mãe dançar com o filho, a avó, a tia, sem perder o que o funk traz, e sem deixar o som infantilizado, como em ‘Sentadão’, que toca desde o baile na favela até as festas de crianças.”

Falando sobre projetos, ele diz o que está em andamento, além de possíveis sonhos para o futuro com grandes nomes da música internacional, que envolvem a disseminação do funk.

Antes da quarentena chegava a fazer até 30 shows por mês

 “Quando a quarentena começou eu não fui impactado de maneira negativa pelo que ela havia me tirado. Por exemplo, eu não poderia fazer show, viajar, mas eu vi o que ela poderia me proporcionar. Todo momento de crise traz uma oportunidade, basta você identificá-la. Eu vi o que ela me devolveu, que foi o tempo. Antes da quarentena eu não tinha isso, de ficar em casa, de ficar com minha família. Eu andava numa pegada muito forte de shows, eram quase 30 por mês, algo bem frenético”, disse.

E também destaca que o momento foi bastante criativo para o seu trabalho. “Eu ganhei esse tempo que serve para minha inspiração, ajuda a tranquilizar minha família que sentia falta da minha presença. Tive tudo isso de volta. Ela também me trouxe essa dinâmica de ficar em casa e produzir. Acordar e já pensar no que fazer. Antes era muito hotel, show, hotel, show, fazendo as coisas acontecerem dentro do avião mesmo. Ter essa pausa ajudou bastante”.

Pedro ainda refletiu sobre a juventude e como espaços como o Festival Teen e o universo dos influenciadores são importantes. “A representatividade do jovem, olhar pra tela e ver os portais sendo representados pela juventude, isso é genial, tem que dar espaço pra isso. Muitas vezes os jovens falam e não são levados a sério. É mostrar que isso é de verdade. A pessoa não está só no celular e sim construindo seu futuro na internet. É uma oportunidade muito grande estar participando do Festival Teen. O Pedro de 13 anos nunca esperaria estar em um festival como esse, mas com certeza se sentiria muito honrado, pois é a evolução do que já estava sendo feito. Com 13, 14, 15 anos eu já fazia lives pro Facebook, de dentro do meu quarto, performando pra galera. Então ver essa evolução, do que era feito para um festival online, com outra dimensão, traz um orgulho muito grande.”

Pedro Sampaio-Divulgação
SERVIÇO:
Festival Teen 2020 Live Show
Data: 03 de outubro de 2020
Portal de notícias: www.festivalteen.com.br
Instagram: @festivalteen
Twitter: @festivalteenBR
TikTok: @festivalteen

Sobre o Festival Teen
No dia 3 de outurbo, a partir de 11h, começa a transmissão ao vivo do Festival Teen 2020 Live Show, pelo canal oficial do evento. A terceira edição do festival traz ao palco as maiores estrelas da música, artistas que são acompanhados por milhões de jovens no YouTube. O line-up 2020 conta com Pedro Sampaio, Vitão, MC Jottapê, João Guilherme, BFF Girls e pela primeira vez o time de rising stars com Lucas Andrade, Mharessa, Taby, Julia Gomes, Lucas Burgatti, e Pepê Barbosa.
Além das atrações musicais, o Festival Teen 2020 Live Show ganhou seis hosts oficiais que representam grandes nomes de uma nova geração com uma poderosa influência nas redes sociais: Lucas Burgatti e Pepê Barbosa – fazendo jornada dupla, já que também se apresentam cantando entre os Rising Stars –, Juju Franco, Bibi Tatto, Duda Pimenta e Gustavo Paz.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo