ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

9/08/2020

Cristina Bacelar apresenta "O Senhor Silêncio" (Livro + CD) Casa do Vinho Verde - Porto 11/09

Cristina Bacelar apresenta o livro - O Senhor Silêncio (Livro + CD)

O Senhor Silêncio é o primeiro livro infantil de Cristina Bacelar que sempre esteve ligada à música,  quer como cantora, compositora e guitarrista, quer como professora de educação musical.

Fez parte do grupo Frei fado d´el rei e fez diversas digressões pela Europa, Estados Unidos, Brasil; ainda com este projeto, ganhou o prémio José Afonso.

Fundou o grupo As 3 Marias, onde gravou e tocou com Simone de Oliveira. Produziu e gravou em 2018 o 1º disco a solo, Nem Tudo é Fado, uma fusão de fado flamenco e jazz.

O Senhor Silêncio é um livro infantil mas abrangente a todas as idades, com uma componente poética e simultaneamente, didática.

São 3 histórias, cuja personagem central é o Silêncio e sua importância na música, como forma de interiorização, de disciplina, de poesia e imaginação. A acompanhar o livro pode-se ouvir um tema inédito “O Senhor Silêncio” e um instrumental da referida música que dá a possibilidade de qualquer pessoa tocar/improvisar, sabendo ou não música.

 “… O Senhor Silêncio era muito grande, tão grande que se esticasse as duas mãos, tocava no céu… adorava música e logo que a ouvia, abria os seus longos braços como se estivesse a abraçá-la. Depois fechava os olhos e parecia que entrava dentro dela. Ninguém melhor que ele a conhecia tão bem, pois como estava sempre em silêncio, conseguia ouvir coisas que mais ninguém conseguia...”.

    O Silêncio é uma espécie de segredo que se guarda carinhosamente no bolso, sem deixar cair. Dar-lhe a mão, é uma oportunidade, independentemente, de se ser criança ou adulto.
Cristina Bacelar

Cristina Bacelar - O Senhor Silêncio (Videoclip Oficial)


CRISTINA BACELAR na web
Facebook
Instagram

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo