ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/10/2020

Views:

Solteira ou influencer? Call com Cleo, a mais nova e diferenciada websérie



A primeira temporada tem 8 episódios, com uma média de 4 minutos cada 

Idealizado pela atriz Amanda Azevedo, o monólogo surgiu em meio à pandemia, junto à vontade de contribuir com um entretenimento para as pessoas trancadas em casa: “A ideia da websérie surgiu do meu olhar atento ao comportamento das pessoas na quarentena. Começaram a existir vários perfis, dos mais produtivos e engajados com as novidades aos improdutivos. Nessa observação, vi que alguns casais estavam se separando por passarem muito tempo juntos. Com isso, pensei em explorar o oposto, casais que estão passando a quarentena separados e assim percebem que não sentem faltam um do outro.” reflete Amanda.

Sinopse
Cleo, interpretada por Amanda Azevedo, é uma jovem que passa por um término de namoro na quarentena. Diante da situação inusitada, ela se vê determinada a se redescobrir e lidar com a nova vida de solteira. A cada episódio, a personagem faz uma videochamada com uma pessoa diferente em uma divertida missão de se adaptar à sua nova fase. Ela baixa aplicativos de relacionamento, se inscreve em cursos e até marca date online. A história é contada através de monólogos dinâmicos e envolventes,  nos quais a outra personagem da chamada fica no imaginativo de quem assiste. A linguagem, assim como a trama, é atual, jovem e com muitas doses de humor. 

A série levanta questões relevantes sobre a nossa relação com as redes sociais e o nosso comportamento durante a quarentena. A maneira como a personagem se coloca diante dos conflitos faz com que o público se identifique, se divirta e se emocione. Todos os episódios, sendo 8 no total, já estão disponíveis, pensados para o IGTV: https://www.instagram.com/callcomcleo/

Ficha técnica:
Criação: Amanda Azevedo
Roteiro: Amanda Azevedo e Lucas Ohara
Edição: Jade S. Tzirulnik

Sobre a Cleo? 
Cleo é uma jovem de 23 anos que mora sozinha em seu apartamento em SP. Intensa, espontânea e divertida, ela revela sentimentos que muitas vezes as pessoas vivenciam, mas não têm coragem de exteriorizar .Essa humanidade é o que faz com que o público se identifique com seus comportamentos ao longo da trama, tanto no começo da série, em que ela se vê totalmente improdutiva na quarentena, passando os dias de pijama, quanto após a sua repentina decisão de gabaritar todos os sites de relacionamento e se tornar uma “aniquiladora de curso online”. A partir daí, a personagem começa a encarar os conflitos típicos de uma recém solteira, somados a um contexto atípico, o de quarentena tudo regado a muito humor para quem acompanha. Nesse período, Cleo mergulha de cabeça nas redes sociais e passa a se antenar em todas as novidades, em uma cômica tentativa de parecer bem para o ex namorado, que, inclusive, ela continua stalkeando frequentemente.

Para superar o fim do namoro namoro, ela percorre um caminho  cheio de falhas. Por trás de suas máscaras nas redes sociais há angústia, solidão e vulnerabilidade, o que faz com que o público se conecte com suas dores. Esse vínculo com a Cleo ficou tão forte que é possível para o expectador reagir aos outros personagens da série sem precisar que eles sejam mostrados, apenas de acordo com como eles a tratam e como ela responde. Um grande exemplo dessa interação é o fato de as pessoas não gostarem do Gustavo, o ex namorado, pelo jeito como terminou com ela. Em contrapartida, o Valdir, um bom amigo da Cleo, é adorado.

Por fim, é possível ver como os expectadores realmente embarcaram na história da Cleo, vivendo com ela seus altos e baixos, sempre torcendo pela superação do término e pela redescoberta do amor próprio. Seu jeito divertido de lidar com as situações do dia a dia fizeram com que o público, além de se identificar, criasse uma empatia por ela e quisesse continuar acompanhando sua história.

Amanda Azevedo:

Atriz, começou no teatro com 7 anos. Atuou em mais de 20 peças amadoras e profissionais, tendo também produzido uma delas. No audiovisual atuou em 8 curta-metragens no último ano, produzidos tanto em SP, quanto em NY, onde morou por alguns meses para estudar. Na publicidade já participou de campanhas veiculadas tanto no Brasil quanto na América Latina. Formada em Propaganda e Marketing pela ESPM, trabalhou no mercado publicitário por 3 anos até decidir seguir com a carreira artística. Seu trabalho mais recente foi o seu primeiro projeto autoral em que escreveu, produziu e protagonizou: a websérie de humor Call com Cleo.



Webserie:

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo