ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/15/2020

Views:

Fã homenageia retorno do projeto Kasino com simulador virtual


“Simulador de Kasinão no Sabadaço” remonta a participação do Kasino no programa de Gilberto Barros 

No último mês de julho, o projeto Kasino relançou os seus maiores sucessos nas plataformas digitais, concretizando assim o retorno tão esperado pelos fãs do grupo. Um desses fãs decidiu homenagear seus ídolos de uma forma diferente e interativa, criando o “Simulador de Kasinão no Sabadaço”, que já disponível para download na web.

O jogo retrata a participação do Kasino no “Sabadaço”, programa da Tv Bandeirantes que era apresentado por Gilberto Barros. Foi nesse dia, 7 de outubro de 2006, que surgiu o “vai kasinão”, dito pelo próprio apresentador, um dos momentos marcantes da trajetória do grupo.

No game, o personagem controlado é justamente Gilberto Barros, sendo possível dizer outras frases famosas ditas pelo apresentador naquele dia, assim como se movimentar por todo o cenário. O clipe oficial de “Can´t Get Over” é passado no telão e todo o ambiente remonta ao grande momento vivido pelo Kasino no começo dos anos 2000.

“Simulador de Kasinão no Sabadaço” foi produzido por Caique Assis, desenvolvedor de jogos online, que além deste possui outros trabalhos disponíveis em sua página oficial na Itch.


Link para acessar o game
Perfil oficial do Kasino no Instagram
@Kasinooficial

Sobre o Kasino
Kasino foi um grupo de dance music brasileiro que fez muito sucesso na primeira década dos anos 2000. Tudo começou quando os produtores musicais Mister Jam e Ian Duarte montaram uma gravadora e chamaram para as suas primeiras composições o vocalista Fher Cassini.
Os sucessos foram incorporados nas trilhas sonoras das novelas Sabor de Paixão (2003), América (2005) e Páginas da Vida (2006), assim como em sua predominância nas baladas e casas noturnas, onde sua música permaneceu no coração dos fãs.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo