LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4/10/2020

Supercolisor canta o desejo e a ambiguidade em “Sempre” com Leo Fressato

Supercolisor Sempre-Crédito Duane Carvalho

Delicada balada antecipa disco da banda

Antecipando seu novo álbum “Viagem ao Fim da Noite”, a banda Supercolisor reflete o amor, o desejo e a ambiguidade na balada “Sempre”, que conta com a participação de Leo Fressato. No clipe, Fressato surge se transformando em sua drag Rita Lina. A música está disponível em todas as plataformas de streaming.

“‘Sempre’ significa pra nós, em termos musicais, talvez o ponto mais espontâneo de todo o disco: a canção é basicamente um one-take de todos os instrumentos e vozes, que a princípio estruturamos para depois sofisticar, mas que nos viciou na sua forma mais pura. Até aos ruídos ambientes (característico de guias) nós nos apegamos”, adianta o vocalista, pianista e compositor Ian Fonseca. Além dele, tocam na faixa Jérôme Gras (baixo e produção musical); Henrique Meyer (violão); Charles Tixier (bateria) e Denis Mariano (percussão).

Após “Incêndios”, que teve participação de Victor Meira (Bratislava, Godasadog) e “Um e Meio”, faixa ao lado da banda Tuyo, o novo single traz uma parceria, de um modo leve como um respiro no álbum, com Leo Fressato. Com mais de 15 anos de carreira, o cantor e compositor é um artista prolífico, marcado por canções que tratam de amor ou de sua ausência. 

Assista ao clipe “Incêndios”: https://youtu.be/wCDzoO4oV38
Assista ao clipe “Um e Meio”: https://youtu.be/U8kvB3RHJb8

“Desde a primeira demo piano e voz que o Ian mostrou, ficamos entusiasmados para imortalizá-la em fita. E como na grande tradição da MPB, duetos (Bethânia e Chico, Elis e Tom, Caetano e Gil) sempre foram marcantes e muito cinematográficos, queríamos explorar esse campo com o Leo e sua drag queen Rita Lina. E queríamos destacar esta terceira parceria do disco, desta vez com o Leo, um amigo e colaborador de longa data. Neste momento social e tecnológico onde todos sofremos com a individualização extrema, a gente entende que parcerias e encontros são mais do que necessários, fundamentais para qualquer gesto criativo”, reflete Jérôme Gras, que produziu os dois álbuns de estúdio de Fressato. O último deles, “Louco e Divertido”, foi realizado junto de Ian Fonseca. 

Transformando sentimentos íntimos em performance, Fressato ganhou notoriedade nacional como compositor (e intérprete na sua versão mais famosa) do hit “Oração”, d’A Banda Mais Bonita da Cidade, e com a faixa “Coisa Linda”, uma parceria com Tiago Iorc. 

“Estávamos trabalhando no meu disco ao mesmo tempo que o Jérôme e o Ian trabalhavam no disco do Supercolisor. Foi quando surgiu a ideia de fazermos esse trabalho juntos. Fico feliz de poder trazer a Rita Lina e não eu como estrela do clipe”, conta Fressato que só tinha personificado a drag no vídeo de sua canção “Adeus”. 

Após os elogiados álbuns “Paranormal Songs” (2012) e “Zen Total do Ocidente” (2015), o Supercolisor está pronto para se reinventar em seu novo e terceiro álbum, “Viagem ao Fim da Noite”. A sonoridade da banda se modificou bastante junto de sua nova formação, trazendo mais elementos e um caminho menos hermético e mais direto no trabalho das canções, com temas amadurecidos. Para a construção sonora, eles buscaram múltiplos colaboradores que trouxeram novas camadas para o projeto. O single está disponível em todas as plataformas de streaming.

Assista a “Sempre”: https://youtu.be/Udx3aJ6_m-U

Supercolisor Sempre-Crédito Duane Carvalho
Ficha técnica
Dirigido, fotografado e editado por Alberto Whyte
Iluminação por Daniel Rasta
Assistência de produção por Duane Carvalho
Participação especial: Mariana Tabacow
Produzido por Ian Fonseca e Jérôme Gras
Co-produzido por Henrique Meyer
Arranjo por Jérôme Gras
Engenharia de áudio por Ian Fonseca
Captação adicional por Hugo Silva e Henrique Meyer
Gravado nos estúdios Invern, Family Mob e Cordel – São Paulo
Mixado e masterizado por Bruno Giorgi no estúdio O Quarto – Rio de Janeiro
Leo Fressato – voz
Ian Fonseca – voz, piano
Jérôme Gras – baixo, coro
Henrique Meyer – violão
Marc Thiessen – sanfona
Charles Tixier – bateria
Denis Mariano – percussão

Sem comentários:

Enviar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo